domingo, 14 de janeiro de 2018

'Arquivo X' - Em "This" a nova Mitologia da série mergulha no universo Cyberpunk! - Marcos Doniseti!

'Arquivo X' - Em "This" a nova Mitologia da série mergulha no universo Cyberpunk! - Marcos Doniseti!
'Arquivo X': Na 11a. temporada a Mitologia da série mergulhou com tudo no universo Cyberpunk. A foto de divulgação da nova temporada possui uma clara ligação com o clássico filme 'Matrix'.
O ótimo episódio 'This' (11X02)!

Na 11a. temporada a nova Conspiração Mitológica de 'Arquivo X' mergulhou no universo Cyperpunk, o que ficou bem claro neste ótimo segundo episódio, que foi 'This' ('Isto'; 11X02).


Isso mostra que o Chris Carter, criador e produtor executivo da série, não estava brincando quando afirmou, antes da 10a. temporada ser exibida, que 'Arquivo X' passaria por um processo de atualização.

Vários sites estrangeiros elogiaram muito este segundo episódio da 11a. temporada ("This"), dando boas notas para o mesmo, o que foi o caso do 'Den of Geek', por exemplo.

As shippers também devem ter gostado do episódio, pois viram Mulder e Scully juntos o tempo inteiro. Mas penso que isso foi usado na dose certa, sem exageros.

Eu gostei muito do 'This', que lembrou as primeiras temporadas da série, com os elementos clássicos reunidos: Escuridão, Conspiração, Ação, Humor (as piadas sobre Frohike, sanduíche de ET e algemas foram ótimas), tudo muito equilibrado.
Imagem de divulgação de 'Matrix', filme dos irmãos Wachowski que alcançou sucesso mundial e divulgou a subcultura Cyberpunk. Um livro de William Gibson (Neuromancer) serviu de inspiração para o mesmo. 

Esta 11a. temporada tem muito mais cenas de ação e de tiroteios do que estamos acostumados na série.
 Em 'My Struggle 3' tivemos a cena de perseguição de carro, uma tentativa de assassinato da Scully e o Mulder eliminando o agente enviado pelo Mr. Y para matar a Scully.

No episódio 'This' (11X02) também ocorreu muita ação, com dois tiroteios no início e com Mulder e Scully lutando contra vários inimigos no edifício da 'Titanpointe'. Uma cena bacana foi quando Mulder é levado preso, pelo agente de Erika, mas a Scully escapa. Um grandalhão vai atrás dela e a porta se fecha, ouvimos barulho de luta e a Scully sai intacta. A baixinha bateu no grandalhão... 

Briga com a Scully, briga... Coragem é o que nunca faltou para ela. 

Obs1: Alguns fãs disseram que isso seria inverossímil, mas eles se esquecem de que a Scully é híbrida e, como tal, ela é muito mais forte e resistente do que os seres humanos normais. Em vários episódios da série isso foi mostrado: 'Jogo de Gato e Rato' (1X24), por exemplo.

Assim, as cenas de ação estão muito mais presentes nesta temporada. Entendo que isso faz parte da atualização do seriado, sem dúvida alguma, que Chris Carter avisou, ainda antes da estreia da 10a. temporada, que iria acontecer.
Computador mostrado no episódio 'Ghost in the Machine' (1X07): O software do mesmo desenvolveu uma forma de inteligência artificial e passou a agir por conta própria, chegando a cometer vários assassinatos.

Também tivemos várias piadas e brincadeiras durante o episódio, enquanto que o Skinner voltou a ser um personagem ambíguo no seriado. 

Ele voltou a ser aquele personagem que pisava em brasas,graças ao acordo que fez com Canceroso em 'Minha Luta 3', tornando-se um personagem muito semelhante às primeiras temporadas, quando ele tentava ajudar Mulder e Scully, mas tinha que tomar cuidado com os superiores, que estavam envolvidos com o Canceroso e com o Sindicato, e pelos quais era pressionado. 

Na época, o Canceroso entrava e saía do escritório de Skinner o tempo inteiro e, é claro, que ele fazia isso para pressionar Skinner. E agora voltamos a ter uma situação semelhante na série. 

Também vimos uma citação, feita pelo Skinner, a respeito de um conflito entre o Poder Executivo (ou seja, o Presidente dos EUA) e o FBI. Esta é uma referência a Trump, mas este não é citado, para não prejudicar a linha temporal dos acontecimentos da nova 'Mitologia Cyberpunk' do seriado. 

E vimos que a ação militar contra Mulder e Scully foi responsabilidade de uma empresa privada chamada Perlu, que é uma agência secreta particular dos EUA com sede em Moscou. E a líder da 'Perlu' é Erika Price, do 'novo' Sindicato, que parece que irá rivalizar com o Canceroso na condição de Vilã da série. 

Também tivemos referências a um dos meus personagens preferidos da história dos 'Arquivos X', que foi o 'Garganta Profunda'. 
Cena do episódio 'Kill Switch' (5X11) que se inspirou em 'Laranja Mecânica', clássico Sci-Fi de 1971 dirigido por Stanley Kubrick.

Aliás, é bom chamar a atenção para o nome dele, Ronald Pakula, que é uma referência ao cineasta Alan J. Pakula, que dirigiu um clássico do cinema político dos anos 1970 ('Todos os Homens do Presidente'), a respeito do escândalo de Watergate, que exerceu uma grande influência sobre Chris Carter.


O edifício em que os membros do Sindicato se reuniam ficava no complexo de edifícios Watergate e o Garganta Profunda foi o codinome usado por um agente do FBI (Mark Felt, ex-Vice Diretor do FBI), que passava informações a respeito do escândalo para um dos jornalistas do 'The Washington Post' (Bob Woodward) que investigaram o caso, que resultou na renúncia de Richard Nixon em 1974.

E ainda tivemos a participação de um dos saudosos 'Pistoleiros Solitários', o Langly, que passou a viver em uma realidade virtual. 

Assim, o episódio foi como um bolo que tem a quantidade certa de cada ingrediente: Humor, Conspiração, Mistério, Política, História, Mitologia, Shipperismo...

E fica claro que a trama de 'Arquivo X' passou por uma significativa atualização, mostrando a privatização das Guerras e Conspirações que ocorreu nos EUA depois dos atentados de 11/09/2001, bem como conectou a nova Mitologia com a subcultura Cyberpunk, que desfruta de grande popularidade na cultura Pop atual (vide o retorno de 'Blade Runner', por exemplo).
Cena do filme 'Laranja Mecânica', de Stanley Kubrick, produção de 1071. 

Este ótimo episódio também teve uma trilha sonora de arrebentar, com o grande Ramones tocando 'California Sun'. 


Hey, Ho, Let's Go!


'Arquivo X' e a Privatização das Guerras e das Conspirações!

Nos EUA nós tivemos, a partir do 11/09/2001, durante o governo de Bush Jr, uma privatização e terceirização das guerras e dos serviços secretos. Assim, atualmente, existem centenas de empresas privadas que atuam no setor, que movimenta centenas de bilhões de dólares anualmente. 

Assim, no episódio, Skinner cita a empresa Blackwater, que atuou intensamente nas Guerras do Iraque e do Afeganistão. 

Tudo isso, de fato, aconteceu. 

Skinner também diz que, antigamente, eles sabiam que forças obscuras do Governo estavam envolvidas nas Conspirações, mas que, agora, nunca se sabe de onde vem os assassinos, quem comanda as Conspirações. Ele diz também que os mais diferentes e variados serviços secretos e agências de inteligência tentam destronar umas as outras. 

Obs2: O livro 'Blackwater - A Ascensão do Exército Mercenário mais poderoso do Mundo', de Jeremy Scahill, mostra que ocorreu uma privatização das Guerras por parte dos EUA. Cerca de 160 mil mercenários lutaram pelos EUA na Guerra do Iraque, contra 180 mil soldados das Forças Armadas. 
Cena do primeiro filme 'Blade Runner', produção de 1982 e que se baseou em livro clássico de Philip K. Dick (Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?). 

Também vimos que ocorreu uma d
igitalização do conteúdo dos 'Arquivos X', permitindo que o seu conteúdo pudesse ser consultado por todas as agências secretas (públicas e privadas) que trabalham para o governo dos EUA. 

Assim, o que antes era motivo de riso e de piada no FBI e nos serviços de Inteligência, com o Mulder sendo chamado de ‘Spooky’ ('Esquisito'), agora é tido como um trabalho sério e respeitável, que merece ser consultado por todos do Serviço Secreto (público e privado). 

Logo, vimos que estes serviços secretos, públicos e privados, querem se apossar dos conhecimentos acumulados nos 'Arquivos X' a respeito de telecinese e poder mental para levar adiante os seus planos e conspirações. 

Durante as temporadas anteriores, nós tivemos vários episódios sobre estes temas, tais como: 

1) ‘Via Negativa’ (8X07), sobre Antony Tipet; 
2) 'Em Busca da Verdade' (4X24) e 'O Princípio' (6X01), a respeito de Gibson Praise. 

E também não podemos esquecer que o William possui muitos poderes, conseguindo até mesmo se comunicar mentalmente com a Scully, como vimos que aconteceu em 'Minha Luta 3'.
Imagem do novo filme 'Blade Runner 2049', que é ligado ao universo da subcultura Cyberpunk, com a qual a nova Mitologia de 'Arquivo X' está relacionada. 

Tais assuntos também foram citados em ‘My Struggle 3’ (11X01), no qual a Dra. Joyet afirma que já tratou pacientes que foram submetidos a experiências secretas, em projetos de controle da mente, tal como o 'MK Ultra' da CIA (este projeto também foi citado em 'Via Negativa' (8X07) e outras experiências levadas adiantes pela CIA, DARPA (departamento de pesquisas do Pentágono, onde o Canceroso fez a cirurgia de transfusão do material genético do Mulder para ele; ver 'A Sexta Extinção: Amor Fati', 7X02). 

E fica claro que o ‘novo’ Sindicato possui um caráter privado e não mais estatal. 

Não podemos esquecer que o antigo Sindicato era formado por altos funcionários dos governos dos principais países do Mundo (EUA, Japão, Alemanha, França, Reino Unido). Não havia agências privadas secretas envolvidas nas tramas tradicionais do seriado, que foram desenvolvidas entre a primeira e a nona temporadas.  

O relacionamento entre Mulder e Scully!

Um aspecto interessante deste ótimo episódio é que Mulder e Scully apareceram juntos praticamente durante todo o episódio e tudo indica que eles estão morando juntos. As shippers devem ter adorando esse episódio, com certeza, que deverá se tornar 'cult' para elas, tal como aconteceu com 'Bad Blood' ('Vampiros', 5X12).  

No episódio também tivemos várias piadas e brincadeiras, que ocorreram o tempo inteiro, entre Mulder e Scully. 
Mulder e Scully dormindo no sofá... Eles estão morando juntos novamente? Tudo indica que sim. E a Scully, que era tão certinha antigamente, adaptou-se ao jeito desleixado de Mulder.

A brincadeira mais bacana, feita por Scully, foi sobre o desempenho do Mulder quando ele está algemado. Também tivemos uma ótima piada sobre Frohike, que segundo a Scully já teria nascido com 57 anos, e a respeito do 'sanduíche de ET'. 

Além disso, também tivemos várias referências no episódio, como aquela a respeito do filme ‘O Silêncio dos Inocentes’, quando Scully diz ao jovem agente do FBI que Mulder é um psicopata igual ao Hannibal Lecter. 

Obs3: É bom lembrar que a agente do FBI Clarice Starling serviu de modelo para a criação da Scully e que também já tivemos referências ao filme 'O Silêncio dos Inocentes' em episódios antigos, tal como ocorreu em 'O Jogo de Gato e Rato' (1X24) e em ‘The Truth' (9X20). Chris Carter decidiu colocar o Mulder e Scully para trabalhar como agentes do FBI graças ao filme. 

A nova Mitologia de 'Arquivo X' mergulha no universo Cyberpunk!

A foto promocional da 11a. temporada já apontava para essa simulação de realidade virtual (uma Matrix?) que vimos em 'This' e que está relacionada às Conspirações lideradas pelo Canceroso e por Erika Price.

O episódio 'This' mergulhou a Mitologia desta 10/11a. temporada de 'Arquivo X no universo Cyberpunk. Daí essa imagem de divulgação da série nesta temporada lembrar tanto a do filme 'Matrix'. 

E isso não é mera coincidência.
Mesmo depois de morto, Langly entra em contato com Mulder e Scully. Como isso é possível? A existência de um mundo virtual criado por Erika Price explica isso. 

Em 'This' nós temos referências a três episódios anteriores da série que, de alguma maneira, estão relacionados a essa nova Mitologia Cyberpunk de 'Arquivo X', que são: 'O Fantasma da Máquina' (1X07), 'Vivendo no Ciberespaço' (5X11) e 'O Mundo Virtual' (7X13). 


A referência a 'O Fantasma da Máquina' em 'This' se dá quando Mulder e Scully tem que subir, pela escada, até o 29o. andar do edifício Titanpointe, onde se localizam os simuladores que criam uma vida virtual e aos quais eles desejam destruir. Em 'O Fantasma da Máquina', Mulder e Scully também tiveram que subir pela escada, até o mesmo 29o. andar, a fim de tentar destruir o software de Inteligência Artificial que passou a agir por conta própria. 

No caso de 'Vivendo no Ciberespaço' (5X11), a referência em 'This' se dá quando o líder do grupo paramilitar russo, que invadiu a residência de Mulder, usa a expressão 'Kill Switch', que é o nome original do episódio da 5a. temporada. 

E no caso de 'Fisrt Person Shooter' ('O Mundo Virtual', 7X13) temos uma referência bem humorada em 'This', quando Mulder põe o dedo na boca, tirando um sarro do agente do FBI que pensou que poderia ter alguma chance com a Scully. Em 'O Mundo Virtual', Mulder põe a mão na boca quando vai a interrogar a extremamente sexy Jade Blue Afterglow (Maitreya, a assassina do jogo de videogame). 

E da mesma maneira que Scully não deu chance alguma para o jovem agente do FBI, em 'First Person Shooter', a mesma cully tratou de eliminar Maitreya, mostrando para Mulder quem é que manda ali. 
O agente russo (Comandante Al) que trabalha para Erika Price, que comanda um empresa privada (Perlu) que atua na área de Inteligência. Foi ele que usou a expressão 'Kill Switch', que é uma referência ao episódio da 5a. temporada da série.

Em termos de trama, o ótimo 'This' ('Isto'), segundo episódio da 11a. temporada de 'Arquivo X', é claramente uma continuação de 'Kill Switch' ('Vivendo no Ciberespaço', 5X11), ao qual tivemos uma referência no início, quando o líder do grupo paramilitar que invadiu a casa de Mulder e Scully usou a expressão.

E "This" também está relacionado ao episódio 'First Person Shooter' ('O Mundo Virtual', 7X13), no qual um jogo de videogame ganha vida própria, fugindo ao controle dos seus criadores, que é um tema antigo e clássico da Ficção Científica (vide 'Frankestein', de Mary Shelley).

Em 'First Person Shooter' ('O Mundo Virtual'; 7X13), uma personagem do game (a sexy Maitreya) passa a cometer crimes que acabam resultando na morte dos participantes do jogo no mundo real (os jogadores Retro e Darryl Musashi morreram desta maneira). 

Assim, o que acontece no mundo virtual acaba ocorrendo também no mundo real, eliminando-se as fronteiras que existiam anteriormente entre os dois universos (real e virtual). 

Uma das criadoras do game (Phoebe) decide destruir o mesmo quando as vidas de Mulder e Scully estão em perigo, porque eles entraram no jogo e suas chances de continuar vivos vão diminuindo a cada etapa do game que eles conseguem superar. 
Skinner encontra-se com Mulder e Scully na escuridão, o que é um sinal de que o personagem está em uma situação complicada depois que se aliou ao Canceroso, com o objetivo de ajudar o Fumacinha a encontrar William, o filho de Mulder (sim, dele...) e de Scully.

No fim, o jogo literalmente 'ressuscita', com a Scully tornando-se a nova 'Exterminadora' do game, substituindo a Maitreya. E o outro criador do jogo (Ivan) fica todo feliz pois sabe que irá faturar milhões de dólares com a venda do game. 


Enquanto isso, o episódio 'Vivendo no Ciberespaço' ('Kill Switch', 5X11), por sua vez, trata do tema da Inteligência Artificial, que já havia aparecido na série em 'O Fantasma da Máquina' (1X07). 

Em 'Kill Switch' ('Vivendo no Ciberespaço', 5X11), um vírus criado por um gênio da Internet (Donald Gelman) é colocado no mundo virtual, desenvolve inteligência e ganha vida própria, tentando eliminar aqueles que ameaçam a sua existência, como foi o caso do Mulder, por exemplo. 

No episódio, temos um casal de namorados (David e Invisigoth) que acabam se unindo no mundo virtual (pelo menos isso fica sugerido no final). E o Vírus Inteligente continua ativo quando o episódio termina. 

Uma história parecida com esta já havia sido mostrada em 'O Fantasma da Máquina' (1X07), no qual um programa de computador criado por um jovem gênio chamado Brad Wilczek desenvolve inteligência artificial e passa a agir de maneira independente e também comete vários crimes para se proteger daqueles que ameaçam a sua existência. 
John Fitzgerald Byers recebeu esse nome porque nasceu no mesmo dia em que o Presidente John F. Kennedy foi assassinado (22/11/1963).

Brad Wilczek, por sugestão de Mulder, desenvolve um vírus que é introduzido no computador para tentar destruir o software inteligente (a respeito do qual o Departamento de Defesa tem um grande interesse), mas o mesmo também acaba 'ressuscitando' no final. 


Assim, os episódios 'Vivendo no Ciberespaço' (5X11) e 'This' (11X02) tem como tema a possibilidade de continuar a existir vida humana inteligente em uma realidade virtual. E os episódios 'O Fantasma da Máquina' (1X07) e 'O Mundo Virtual' (7X13) tratam da possibilidade de que o ser humano perca o controle sobre a sua criação (a realidade virtual), por meio do desenvolvimento de uma Inteligência Artificial que venha a superá-lo.

Obs1: Os roteiros de 'Vivendo no Ciberespaço' (5X11) e 'O Mundo Virtual' (7X13) foram escritos por Tom Maddox e William Gibson. Este último é um dos mais geniais escritores de Sci-Fi da história, sendo também um dos grandes responsáveis pela popularização da subcultura Cyberpunk.
Mulder e Scully no cemitério de Arlington (Virgínia), onde os Pistoleiros Solitários foram enterrados. Eles acabam encontrando o local em que o Garganta Profunda foi enterrado. 

Em 'Kil Switch' ('Vivendo no Ciberespaço', 5X11) nós também temos uma cena (na qual o Mulder é preso pelo software) que é uma clara referência a um outro clássico da Ficção Científica, que é 'Laranja Mecânica', de Stanley Kubrick. Nela, o Mulder é preso por uma máquina comandada pelo Vírus Inteligente e fica com os seus olhos esticados. 


Logo, a possibilidade de existir vida humana em uma realidade virtual e de alguma maneira de Inteligência Artificial assumir o controle da realidade é um tema central desta nova Mitologia de 'Arquivo X', conectando a mesma com a cultura Cyberpunk. 

Em 'This' (11X02) também vimos que é o 'novo' Sindicato, comandado por Erika Price, que está por trás desse plano, de fazer a Humanidade continuar existindo no mundo virtual. 

Para este 'novo' Sindicato (bem como para o Canceroso), a Humanidade está, literalmente, cometendo suicídio, levando adiante um processo de autodestruição da Civilização e de destruição da Natureza, promovendo o esgotamento dos recursos naturais do planeta, o que irá provocar a um colapso das condições climáticas que permitem a continuidade da existência humana no planeta.

Nestas condições, a continuidade da vida humana na Terra irá se tornar inteiramente inviável e isso obrigará os seres humanos a procurar por uma alternativa. 
Mulder e Scully comem um pão delicioso... Ela diz que comeria o pão mesmo que ele fosse feito com bumbum de ET... Esta foi uma das brincadeiras que tivemos no episódio. O humor sempre esteve presente na série. 

É nestas circunstâncias que aparecem dois grandes grupos que apresentam soluções diferentes para garantir a continuidade da vida humana, que são o Canceroso e o 'novo' Sindicato (liderado por Erika Price): 


1) O Canceroso quer, digamos, antecipar o Apocalipse, 'adiantando o relógio' do mesmo, tal como ele disse para o Mulder (em 'Minha Luta 1'), promovendo uma Pandemia que levará ao extermínio da Humanidade. 

Com isso, a Terra passaria a ter uma população humana pouco numerosa, permitindo que o planeta pudesse se recuperar da devastação promovida pelos seres humanos.

E é claro que o Canceroso comandaria essa nova Humanidade, tornando-se o novo Deus da mesma;

2) Já o 'novo' Sindicato, liderado por Erika Price (que é a número 1 desta nova organização) apresentou um plano alternativo ao do Canceroso.

Em 'Minha Luta 3' (11X01), cuja trama é anterior à do episódio 'Babylon' (10X04), , vimos que Erika e Mr. Y falaram para o Mulder que o objetivo deles é salvar toda a Humanidade, todos os 7 bilhões de pessoas, levando todos para continuar suas vidas no Espaço Sideral. 
Edificio 'Titanpointe', onde se localiza o simulador virtual do novo 'Sindicato' que é liderado por Erika Price. 

Logo, os seres humanos passariam a viver em 'Esferas de Dyson'. 


Naquele episódio, vimos que Mulder duvidou, e com total razão, da viabilidade de tal plano. Afinal, como seria possível levar 7 bilhões de pessoas para o Espaço Sideral? Sem chance. 

No entanto, foi somente em 'This' (11X02) que tomamos conhecimento dos detalhes de tal plano, com a Erika dizendo para o Mulder que ela e o Mr. Y querem fazer com que a vida humana tenha continuidade no mundo virtual. 

Assim, as pessoas abririam mão da sua existência física e passariam a continuar as suas vidas no mundo virtual. Tal plano é, segundo Erika Price, perfeitamente viável, sendo que a tecnologia que ela e o 'novo' Sindicato dominam já permitem 'subir' uma pessoa para viver neste mundo virtual simplesmente quando as mesmas estiverem usando os seus celulares.

Já pensou que bacana? Você está usando o celular e, pimba, morre fisicamente e passa a viver no mundo virtual sem ao mesmo ter chance de evitar que isso aconteça. 

Afinal, qual dos dois planos é o mais cruel? 
Skinner voltou a ser um personagem mais distante de Mulder e Scully, pois se aliou ao Canceroso, assumindo um caráter mais ambíguo. Mesmo assim ele ajuda aos dois em suas investigações.

Será que é o plano do Canceroso, que inicia uma Pandemia que irá exterminar a Humanidade, e somente os híbridos que tiverem acesso à imunidade que ele oferece irão sobreviver no novo Mundo que deseja criar, ou então é plano de Erika Price, que deseja promover a eliminação física dos seres humanos, levando-os a viver no mundo virtual em 'Esferas de Dyson' no Espaço Sideral? 


A disputa é difícil.

Além disso, existe a possibilidade de que esta nova Humanidade Virtual venha a ser controlada por algum tipo de Inteligência Artificial que poderá vir a se desenvolver na mesma. 

Afinal, isso já aconteceu em 'O Fantasma da Máquina' (1X07) e no 'O Mundo Virtual' (7X13). Nestes dois episódios, uma forma de Inteligência Artificial assumiu o controle e passou a controlar os seres humanos.

Porém, caso venha a acontecer, teríamos uma clara diferença entre a 'Matrix' original (que vimos nos filmes dos irmãos Wachowski) e essa Humanidade Virtual que o 'novo' Sindicato pretende criar. Na 'Matrix' dos filmes os seres humanos eram apenas corpos físicos que geravam energia para sustentar um mundo controlado pelas Máquinas. 
A Dra. Karah Hamby era namorada de Langly. Quando morressem eles planejavam continuar vivendo no mundo virtual, onde tudo seria maravilhoso. Mas as promessas feitas aos dois não foram cumpridas. 

E agora, nessa possível 'Matrix', que poderia vir a surgir nesta nova Mitologia Cyberpunk de 'Arquivo X', a Humanidade
 passaria a existir (virtualmente) em um tipo de 'Matrix', mas que seria controlada não por Máquinas (como vimos nos filmes dos irmãos Wachowski), mas por algum tipo de Inteligência Artificial (tal como ocorreu em 'O Fantasma da Máquina' e 'O Mundo Virtual'). 

Logo, em 'Arquivo X' essa 'Matrix' controlada por IA poderia vir a surgir porque a humanidade seria devastada pela Conspiração do Canceroso (a Pandemia do 'Vírus Espartano' que vimos em 'Minha Luta 2') e porque a Erika Price quer levar os seres humanos sobreviventes para continuar as suas vidas no Mundo Virtual que ela e o 'novo' Sindicato criaram.

Será que Chris Carter seguirá por esse caminho? Ou então, os heróis de 'Arquivo X' (Mulder e Scully) conseguirão destruir os dois malignos planos, o do Canceroso e o de Erika Price?

Não sabemos, mas é possível concluir que Chris Carter não estava brincando quando disse, antes da estreia da 10a. temporada, que ele iria atualizar os temas que seriam trabalhados em 'Arquivo X'. 
No início, Langly diz que no mundo virtual tudo é lindo... Os Ramones não brigam e o New England Patriots não ganha nenhum SuperBowl. Mas depois ele diz que a vida no simulador é um inferno e que eles são meros escravos digitais que tem que trabalhar para uma Elite que a tudo domina.

O segundo episódio da 11a. temporada foi, de fato, o primeiro!


Para poder compreender essa nova 'Mitologia Cyberpunk' da série, é fundamental saber qual é a sequência correta de exibição dos episódios, que é a seguinte: 

1) 'My Struggle 1'; Mulder fica sabendo da nova Conspiração Global, que não envolve Aliens, mas apenas humanos. Sua crença em fenômenos paranormais e, especialmente, em uma Conspiração Alienígena, é fortemente abalada;

2) 'Home Again'; Episódio em que Mulder ainda está cético sobre fenômenos paranormais, em função das informações que lhes foram passadas por Tad O'Malley e pelo médico que resgatou o ET em Roswell (ver 'Minha Luta 1');

3) 'Mulder e Scully encontram o Monstro': Mulder recupera a sua crença nos fenômenos paranormais, mas sem incluir os Aliens Conspiradores entre as mesmas. Ele passa a acreditar que a ideia de Conspiração Alienígena, para dominar a Terra, era apenas uma 'cortina de fumaça' para esconder planos ainda mais tenebrosos e que são comandados por humanos. Ele continua acreditando na existência de Aliens, mas não os culpa mais pelas Conspirações que visavam exterminar a Humanidade; 

4) 'My Struggle 3': Miller e Einstein ajudam Scully e a levam para o hospital (eles puderam identificá-la por meio da pulseira do hospital que ela usava), mas eles ainda não a conheciam. William envia visões para a Scully sobre a futura Pandemia comandada pelo Canceroso. Mulder e Einstein estão saudáveis, pois o Canceroso ainda não espalhou o 'Vírus Espartano';
Erika Price lidera o 'novo' Sindicato, que planeja eliminar a vida humana física e levar os sobreviventes para continuar existindo em um mundo virtual. 

5) 'Babylon'; Einstein e Miller conhecem Mulder e Scully e vão trabalhar junto com eles pela primeira vez;


6) 'Founder's Mutation'; Episódio Mitológico, que aponta para algumas conexões com as Mitologias e Conspirações da série, mas sem que tenha sido explicado até o momento. 

Muito provavelmente os fatos mostrados neste episódio estão conectados com a Mitologia Cyberpunk desta nova temporada, mas ainda não sabemos como tal conexão será feita; 

7) 'This': Episódio que está ligado à nova Conspiração da 10a/11a. temporadas, que se conectou com a subcultura Cyperpunk, que já havia sido mostrada em episódios da 5a, temporada ('Vivendo no Ciberespaço', 5X11) e da 7a. temporada ('O Mundo Virtual', 7X13). 

Erika Price, principal líder do 'novo' Sindicato, planeja a eliminação física dos seres humanos, que passariam a viver em uma Realidade Virtual simulada em computadores. Para garantir a continuidade dessa nova Humanidade Virtual, todos os simuladores seriam levados para o Espaço Sideral, passando a existir em 'Esferas de Dyson'.
Scully em frente ao simulador virtual. 

Como vimos em 'This', o ex-Pistoleiro Solitário Langly já está lá, vivendo no Mundo Virtual, mas odiou tudo o que vivencia no mesmo e pede para que Mulder e Scully lutem contra tais planos e os destruam. 


Mulder e Scully deixam claro que continuarão com essa luta. Esse é o destino deles. 

Até mesmo o nome destes episódios da nova Mitologia ('My Struggle') referem-se a Mulder e Scully.

Afinal, nós temos: My (Mulder) e Struggle (Scully). 

Logo, Minha Luta é igual a Mulder + Scully;

8) 'My Struggle 2': Início da Pandemia; Mulder e Einstein ficam doentes; Scully e Einstein descobrem uma cura para interromper a Pandemia; Mulder fica à beira da morte. Somente as células-tronco do filho (William) poderá salvá-lo. Mas ele tem um meio-irmão (Jeffrey Spender) e, talvez, as células-tronco do mesmo poderão vir a salvar Mulder. 

Este deve ser o penúltimo episódio da temporada, de fato, e aquela cena final em que Scully, Mulder e Miller aparecem na ponte deve ser, com certeza, algo que já está bem próximo do final desta Mitologia. 

Tudo indica que somente o último episódio da 11a. temporada deverá mostrar fatos posteriores aqueles que vimos em 'Minha Luta 2'.
Scully tenta destruir o simulador virtual em que Langly está preso. Mas tudo indica que isso não resolveu nada, pois os simuladores sumiram, e os planos de Erika Price continuarão a ser levados adiante.

Como essa 'Mitologia Cyberpunk' irá terminar?


É praticamente impossível saber o que o Chris Carter prepara para os outros oito episódios da 11a. temporada e de que maneira eles estarão conectados com essa nova Mitologia Cyberpunk do seriado. 

Parece que Chris Carter sempre tem alguma carta escondida na manga e, daí, muda o rumo da história, como ele fez em 'This' (11X02). 

Mas que ele conectou a Mitologia da série, nesta temporada, com o universo da subcultura Cyberpunk, ah, isso ele fez, sim.

Audiência!

Audiência do Episódio: 1.0/4 (público entre 18 e 49 anos); 3.890.000 espectadores (1.300.000 a menos do que na estreia). 

Tudo indica que esta será, mesmo, a última temporada de 'Arquivo X', infelizmente, pois ela está muito boa. 

Nota do Episódio: 10.
No episódio 'First Person Shooter' (7X13), escrito por William Gibson, uma personagem de um jogo de videogame (Maitreya) participa de combates no mundo virtual. E as vítimas passam a morrer no mundo real, eliminando as fronteiras entre os dois mundos. Será este o futuro da 'Mitologia Cyberpunk' desta temporada de 'Arquivo X'?
Links:

O que diabos é Cyberpunk?

https://cyberpunkbrazil.wordpress.com/2014/05/04/o-que-diabos-e-cyberpunk/

O que é Cyberpunk?

http://www.momentumsaga.com/2012/09/o-que-e-cyberpunk.html

Androides já conversam e andam, mas ainda não tem consciência:

https://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2017/11/23/androides-ja-conversam-e-andam-mas-ainda-falta-consciencia.htm

O que são 'Esferas de Dyson':

https://pt.wikipedia.org/wiki/Esfera_de_Dyson

Conheça Mark Felt, o verdadeiro 'Garganta Profunda' do escândalo de Watergate:

http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL928940-5602,00-MORRE+MARK+FELT+O+GARGANTA+PROFUNDA+DO+CASO+WATERGATE.html
'Neuromancer', de William Gibson, é um dos livros essenciais do gênero 'Cyberpunk', sendo que foi laureado com os 3 principais prêmios de Ficção Científica: Hugo, Nebula e Phililp K. Dick.

Vídeo: Ramones - 'California Sun' (live)!

Vídeo - Trecho do episódio 'This' com referência a 'O Silêncio dos Inocentes':

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

'Arquivo X': 'My Struggle' (partes 1, 2 e 3) - Três episódios sob a perspectiva de cada um dos protagonistas (Mulder, Scully e Canceroso)? - Marcos Doniseti!

'Arquivo X': 'My Struggle' (partes 1, 2 e 3) - Três episódios sob a perspectiva de cada um dos protagonistas (Mulder, Scully e Canceroso)? - Marcos Doniseti!
'My Struggle 1': Episódio que renovou a Mitologia do seriado, tornando-a mais terrena, e cuja trama foi contada sob o ponto de vista do Mulder, que é influenciado pelas informações que lhes foram passadas pelo 'Teórico de Conspiração' e apresentador Tad O'Malley. 

'My Struggle 3': William volta para o centro da Mitologia da série!


O nome do episódio é 'My Struggle 3' (Minha Luta), que também é o nome do livro de Hitler, que possuía um plano para promover a escravização e o extermínio de todos os povos/raças que ele considerava como sendo 'inferiores'. E o Canceroso, tal como vimos na 10a. temporada, também está comandando um projeto que resultará no extermínio da humanidade. 

E os únicos que irão sobreviver serão aqueles que se tornarem imunes ao 'Vírus Espartano'. E quem tem essa substância que garante a imunidade? O Canceroso, é claro.

Obs1: Porém, apesar dessa referência a Hitler, Chris Carter declarou, em entrevista, que é um admirador de uma série de livros autobiográficos de autoria do escritor norueguês Karl Ove Knausgard e que se intitula 'Minha Luta'.

Alguns fãs não perceberam, tal como o autor do texto no site 'Omelete', mas Chris Carter inverteu as temporadas na questão da 'Conspiração do Canceroso'. 

Outra coisa importante que deve ser ressaltada é que os fatos mostrados neste episódio de estreia são anteriores aqueles que vimos no último episódio da 10a. temporada ('My Struggle 2'). 
Mulder vê uma RVA (Réplica de Veículo Alienígena), uma nave espacial que foi desenvolvida em segredo pelo governo durante mais de 60 anos com base em tecnologia alienígena. Tal tema já havia aparecido no episódio 'A Verdade Está Lá Fora' (1X02).

Afinal, o William envia informações para a Scully, sua mãe, a respeito do que irá acontecer. E o que irá acontecer é justamente aquilo que vimos em 'My Struggle 2': Uma tentativa de extermínio da Humanidade por parte do Canceroso.


William usa de uma forma de comunicação mental para passar tais informações, para a Scully, a respeito dos planos do Canceroso. E tudo o que ele prevê acaba acontecendo. E justamente por isso é que Scully e Mulder acabam percebendo que precisam confiar nas informações enviadas pelo William. 

O problema é que essa iniciativa do William provoca efeitos negativos na Scully, cujo cérebro passa a funcionar de maneira anormal, fazendo com que ela passe a sofrer convulsões e desmaios. 

Nesta comunicação com a mãe, vemos que o rosto de William vira de um lado para o outro, rapidamente, e Isso lembra cena de 'Space' (1X09), na primeira temporada, quando o mesmo acontecia com o astronauta do qual Mulder era fã (Coronel Marcus Aurelius Belt). 

O Coronel Belt ficou exausto com isso e acabou cometendo suicídio, mas ele não era um supersoldados híbrido humano-alienígena dotado de imensos poderes. Assim, William deve sofrer um certo desgaste físico e mental quando se comunica com a Scully.
Cena do 'My Struggle 1' que mostra o momento em que uma nave com tecnologia alienígena mata a Sveta, que alegava ter sido sequestrada e engravidada durante testes aos quais havia sido submetida. Scully descobriu que ela possuía DNA em seu organismo.

E também fica claro que William tem mais um poder bastante importante, que é o de prever o futuro, pois tudo o que ele mostrou que ia acontecer, para a Scully, acabou acontecendo, o que Mulder e Scully percebem ao final do episódio.


Por isso, no final, Mulder e Scully chegam à conclusão de que William é quem comanda tudo, agora: O que fazer, Quando fazer, Como fazer. Ele decide tudo. Cabe a eles apenas esperar pelas iniciativa do seu filho superpoderoso.

Desta maneira, William voltou para o centro da trama Mitológica da série. Ele havia sido criado justamente para isso, mas com o fim da série (na 9a. temporada) ele perdeu essa condição. E agora o William torna-se, novamente, o centro de tudo. O sucesso ou o fracasso dos planos do Canceroso e do 'novo' Sindicato irá depender dele. 

Na minha avaliação, William jamais irá ficar contra seus pais: Mulder e Scully. 

Obs2: Será que o Chris Carter e George Lucas são irmão siameses? São dois malucos geniais, que adoram complicar as tramas que criam. 
Alienígena visto em 'My Struggle 1'. Apesar disso, as Conspirações parecem que saíram de cena no seriado. As Conspirações atuais são de exclusiva responsabilidade de seres humanos, que são os verdadeiros monstros (como vimos no terceiro episódio da 10a. temporada). Mas será que os Aliens estão definitivamente fora de 'Arquivo X'? 

Afinal, o Canceroso é o pai de William? E o futuro previsto por William poderá ser modificado? 


Em 'My Struggle 3' pela primeira vez na história de 'Arquivo X' nós tivemos duas frases de abertura, que foram 'I Want To Believe' (Eu Quero Acreditar) e 'I Want To Lie' (Eu Quero Mentir). 

Tais frases estão relacionadas com algumas falas do Canceroso e do Mr. Y (o líder do novo Sindicato). No caso do Canceroso, a mentira é o que ele disse para o Skinner, no final do episódio, atribuindo a ele mesmo a paternidade do William.

No entanto, entendo que tal afirmação não deve ser entendida de forma literal, mas de maneira simbólica. 

Como assim? 

Quando o Canceroso afirma que é o pai do William ele está se referindo ao fato dele ter comandado o projeto científico levado adiante por médicos que trabalhavam para o Sindicato e que visavam criar um supersoldado híbrido, humano-alienígena, que fosse imune a todos os tipos de armas e de doenças. 

Tal projeto começou com o Dr. Ishimaru Zama (ver 'Os Japoneses'/'O Falso Alienígena', 3X09 e 3X10) e, depois, teve continuidade com o Dr. Openshaw (ver 'Dois Pais'/'Um Filho', 6X11 e 6X12). 
O Canceroso é uma pessoa obcecada pelo poder. Ele sempre esteve envolvido nos grandes acontecimentos da história e nada lhe dá mais prazer do que dar ordens e ser obedecido. E agora ele quer criar uma nova Humanidade, à sua imagem e semelhança. 

Após a destruição do Projeto de Colonização do Vírus/Sindicato, o Canceroso continuou com o projeto de criação dos Supersoldados imunes a tudo, com os Drs. Lev e Parenti trabalhando para o mesmo (ver episódios 'Per Manum', 'Essence' e 'Existence', 8X13, 8X19 e 8X20). 


Para isso, o Canceroso se utilizou das mesmas mulheres (Scully e muitas outras) que haviam sido sequestradas na época da Mitologia do Vírus/Sindicato e que tinham ficado estéreis em função dos testes a que haviam sido submetidas, o que resultou na retirada de todos os óvulos. 

Usando das técnicas de hibridação genética, dos óvulos retirados destas mulheres e da ciência alienígena, eram criados embriões que, posteriormente, eram introduzidos nestas mulheres (ver 'Per Manum', 8X13). No caso da Scully isso aconteceu no episódio 'A Salvação da Humanidade' (7X15).  

Neste episódio (My Struggle 3), vimos que a médica (Dra. Joyet) que atendeu Scully possui uma 'mente aberta', falando que já conhecia casos de pessoas com grandes poderes mentais, citando projetos secretos desenvolvidos pela CIA, NSA, DARPA (que faz parte do Pentágono) relacionados ao controle da mente e que os mesmos foram realizados antes mesmo do início da 'Guerra Fria' (1947/1948). Ela diz que tratou alguns destes pacientes e afirma que os mesmos possuíam habilidades super-humanas. 
No início de 'My Struggle 3' Skinner percebeu que Scully estava recebendo mensagens de alguém. Depois de tantos anos sendo o chefe de Mulder e Scully, até ele começou a perceber certos fatos muito incomuns.

William, como já afirmei, é um super-soldado híbrido e possui imensos poderes, maiores até do que os dos próprios Alienígenas, motivo pelo quais eles o temiam e tentaram assassiná-lo (ver 'Provenance'/'Providence', 9X09 e 9X10). E entre estes poderes está o de se conectar mentalmente com outras pessoas, o que os Aliens também faziam, bem como o de prever o futuro, como já vimos. 


Obs3: Qualquer um que diga que a Scully engravidou porque teria sido estuprada pelo Canceroso esta muito mal informado a respeito das Mitologias do seriado. Até porque a Scully é estéril e, logo, não tem como engravidar usando de métodos naturais. Ela pode ter 200 relações sexuais em um ano que, mesmo assim, não irá engravidar. E mesmo a tentativa de fertilização artificial que ela fez acabou fracassando (ver 'Per Manum', 8X13). Portanto, somente o uso de métodos científicos revolucionários, de origem extraterrestre, é que pode explicar a sua gravidez. E foi isso que o Canceroso fez.

Outro fato importante: Em 'My Struggle 3', tudo o que William mostrou que iria acontecer, aconteceu. Mas a Scully e o Mulder não sabiam disso. Agora, eles tem consciência de que as profecias de William se cumprem e, por isso, decidiram esperar que ele tome a iniciativa de entrar em contato com eles para dizer quais as atitudes que os dois deverão tomar ou com o que eles deverão se preocupar.  
Cena final de 'My Struggle 2' mostra um close do olho direito de Scully.

Além disso, estes três episódios também podem levar a uma outra reflexão: Será que é possível mudar este futuro que já foi previsto por William, que é o extermínio da Humanidade pelo Canceroso? Ou será que o mesmo poderá ser evitado? 


A julgar pelo que vimos em 'My Struggle 2', cujos fatos são posteriores aos de 'My Struggle 3', as profecias de William se cumpriram. Ele previu o uso do 'Vírus Espartano' pelo Canceroso, gerando o início de uma Pandemia que levará a Humanidade à extinção, e também previu que o Mulder ficaria à beira da morte. E tudo isso aconteceu. 

Então, surge a dúvida: Afinal, independente do que os personagens façam, o destino já está traçado e aquilo que vimos no final da 10a. temporada é inevitável? Em 'My Struggle 2' o Canceroso dizia que esse destino já estava traçado com décadas de antecedência. 

Também neste caso, teremos que aguardar para saber o que Chris Carter nos reserva, mas se tem um fato que é inegável e que está presente nos três episódios 'My Struggle' é que temos uma Conspiração Global em andamento, que a mesma é liderada pelo Canceroso e que visa exterminar a Humanidade por meio do uso do chamado 'Vírus Espartano', que destrói inteiramente o sistema imunológico dos seres humanos. 
Cena inicial (pós-narração do Canceroso) de 'My Struggle 3' mostra um close do olho direito de Scully. 

Conexão com temporadas anteriores!


As visões de Scully mostram o que aconteceu na época em que ela engravidou, quando William nasceu e, quando ela teve visões do Jeffrey Spender, ele imediatamente apareceu no hospital, para conversar a respeito de William, que está sendo procurado. 

Em função do que já foi mostrado nestes três episódios, o Jeffrey Spender é o único que sabe onde o William se encontra, pois a própria Scully pediu que ele jamais dissesse a localização do filho, nem para ela mesma. E tudo indica que Mulder também não sabe onde o William se encontra. 

Tudo aponta para o fato de que Mulder e Scully pediram ao Jeffrey para que este jamais lhes informasse a localização do William. E isso acabará gerando um grande problema, pois como vimos em 'My Struggle 2', somente com as células-tronco do William poderão salvar a vida de Mulder.

Mas existe uma outra informação importante que está relacionada a este caso: Não podemos esquecer que Jeffrey é meio-irmão de Mulder, pois ambos são filhos do Canceroso, então surge a possibilidade que as células-tronco do Jeffrey possam vir a ser usadas para salvar a vida do Mulder. Essa é uma hipótese que não pode ser descartada. 
'I Want To Lie' (Eu Quero Mentir) é uma das duas frases de abertura de 'My Struggle 3', o que foi algo inédito na série. Cada um dos episódios 'My Struggle' mostra a história sendo contada sob o ponto de vista de personagens distintos. Por isso, claramente nós temos algumas contradições entre eles, o que significa que alguém mentiu. Quem foi? 

Neste caso do William, também existe uma conexão com a 9a. temporada, com o episódio ótimo episódio duplo 'Provenance/Providence' (9X09 e 9X10), em especial. 


No mesmo, vimos que uma seita sequestrou o William e exigia que Scully matasse o Mulder, caso contrário eles não devolveriam o William, pois temiam que este seguisse o exemplo de Mulder e lutasse contra os planos de Colonização dos 'Rebeldes Sem Face', que foram os criadores dos super-soldados. E os membros da Seita acreditavam que os super-soldados eram os verdadeiros 'Filhos de Deus' e que tinham o direito de dominar a Terra. 

Agora, vemos que William também terá um papel fundamental para definir qual será o resultado da nova trama, que envolve os planos do 'novo' Sindicato (de levar a Humanidade para colonizar o Espaço) e do Canceroso, que é o o de exterminar a Humanidade, criando uma nova, formada apenas por híbridos, e que será construída à imagem e semelhança do Canceroso. 

Neste conflito, entendo que William jamais ficará contra os pais. Por isso o Canceroso quer impedir que Mulder e Scully cheguem até o William, pois sabe que isso iria representar uma uma grande ameaça aos seus planos. 
Jeffrey Spender é o único que sabe onde está William, bem como somente ele sabe o nome da família que adotou o filho de Mulder e Scully (Van De Kamp). 

Afinal, se o William se colocar contra os planos de extermínio da Humanidade do Canceroso, os mesmos poderão ser inviabilizados, graças aos seus imensos poderes, incluindo o de prever oc futuro;


Abandono do assunto Alienígena no seriado!

Em 'My Struggle 3' também ficamos sabendo que os Planos de Colonização alienígena pelos supersoldados controlados pelos 'Rebeldes Sem Face', ou seja, a invasão planejada para começar no dia 22/12/2012, foram abandonados. 

Motivos: A humanidade está exaurindo os recursos da Terra e a Natureza está sendo destruída pelas mudanças climáticas. Afinal, quem deseja conquistar um planeta devastado? 

Isso foi explicado pelo Mr. Y e pela sua sócia, Erika Price. 

Isso deixa claro que, agora, as Conspirações, na série, são exclusivamente terráqueas. Os alienígenas dançaram. Entendo que isso faz parte da atualização do seriado que Chris Carter começou a promover já na 10a. temporada.  

Mas em se tratando de Chris Carter, não duvido que os Aliens ainda apareçam uma última vez. Afinal, naves espaciais construídas com o uso de tecnologia alienígena apareceram em 'My Struggle 1 e 2'. 
Em 'My Struggle 3', vemos Mulder correndo a 'mil por hora' em um Ford Mustang. E dizer que no 'My Struggle 1' ele usava Uber... Cenas de carros em velocidade não são muito comuns em 'Arquivo X', mas o merchandising ajuda a explicar esta ótima cena de perseguição que tivemos neste ótimo episódio. 

Citações Bíblicas!


Canceroso se considera o substituto de Deus, sendo que ele quer criar uma Humanidade à sua 'imagem e semelhança'.

William, Scully e Monica são parte dos 'Escolhidos' pelo Canceroso para fazer parte desta nova Humanidade. Mulder não é chamado para fazer parte da mesma, pois ele faz de tudo para inviabilizar os planos do Canceroso. 

O Canceroso quer derrotar Mulder, isolando-o, mas será que Scully e William irão aceitar isso? Duvido. 

Para mim, essa fala do Canceroso a respeito dos 'Escolhidos' são uma referência Bíblica, relacionada ao Evangelho de Mateus, que diz: "Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos" (Mateus 22:14).

A volta do Sindicato, com membros antigos e desconhecidos! 
Skinner pergunta 'O que é isso, Monica?' Ela responde 'Isto sou eu apontando uma arma para a sua cabeça'. Cena e diálogo sensacionais, sem dúvida alguma.

Em 'My Struggle 3', o Mr. Y e a Erika Price são apresentados como sendo antigos integrantes do Sindicato de Colonização Alienígena, embora nunca tenham aparecido na série anteriormente. Portanto, esta é uma informação que precisará de confirmação, pois a história do Sindicato que eles contam é muito diferente daquela que vimos no seriado durante todos estes anos. 


O agente enviado por Mr. Y tentou matar Scully. O seu objetivo era o de impedir que William consiga entrar em contato com a mãe, o que poderia inviabilizar os seus planos, dada a capacidade do garoto de prever o futuro, bem como fazer com que Mulder desistisse de lutar contra os seus planos. 

Isso fica claro porque o agente foi para o hospital a fim de matar a Scully logo depois que Mulder disse para o Mr. Y que ele confiava apenas em Scully. 

Mr. Y e Erika também querem impedir que o Canceroso leve o seu plano de extermínio da Humanidade adiante e, para isso, eles tentam convencer o Mulder a matar o Canceroso.

O plano deste 'novo' Sindicato é colonizar o espaço, mas embora eles tentem convencer Mulder de que todos serão salvos, o fato é que apenas alguns (Escolhidos) serão levados para morar fora da Terra. 
Em 'My Struggle 1', o apresentador Tad O'Malley foi o responsável por mudar a perspectiva de Mulder, avisando-o de que uma nova Conspiração já estava em andamento. Em 'My Struggle 2' ele fica doente e pode vir a ser tornar uma das vítimas da Pandemia. Tudo indica que ele voltará a aparecer na série na 11a. temporada. 

Assim, Mulder se recusa a colaborar com Mr. Y, pois confia apenas em Scully, e também luta contra os planos do Canceroso. 

Logo, agora ele tem que lutar contra duas Conspirações ao mesmo tempo. 

E dependendo da escolha que fizer, Mulder terá que sacrificar alguém: Se lutar contra a Conspiração do Canceroso, nunca mais verá o filho (William); Se lutar contra a Conspiração do Sindicato, perderá Scully.

E Mulder também percebeu no final, que Skinner passou para o lado do Canceroso. Aliás, essa foi outra mudança que tivemos na 11a. temporada, com o Skinner voltando a ficar mais parecido com o personagem que vimos nas primeiras temporadas, quando ele tinha que tomar cuidado, pois era fortemente pressionado pelo Canceroso, ao mesmo tempo que deseja proteger e ajudar Mulder e Scully. 

Na 8a. temporada, Skinner ficou numa situação parecida, tendo que escolher entre salvar a vida de Mulder ou a de William. 

Na época, ele tentou salvar a vida de William, mas acabou salvando a de Mulder, quando desligou os aparelhos que mantinham Mulder vivo. Tais aparelhos permitiam que o processo de transformação de Mulder em um supersoldado controlado pelos Aliens tivesse continuidade. E quando os desligou, Skinner interrompeu tal processo.  
Em 'My Struggle 3' a Dra. Joyet surpreende o Mulder ao revelar que já tratou pessoas que foram submetidas a testes e experiências secretos pela CIA, NSA, DARPA e que já viu alguns deles mostrar poderes super-humanos. 

Os Objetivos do Canceroso! E saiba porque ele não morreu em 'The Truth'!


O Canceroso quer encontrar William e ele convence Skinner a ajudá-lo, depois de ter conquistado o apoio de Monica (na 10a. temporada). 

O Canceroso também quer semear a discórdia entre Mulder e Scully e deseja obrigar Scully a escolher entre Mulder e William. Ele está convencido de que ela irá escolher salvar o William, de quem ele, o Canceroso, diz ser o pai, fato este no qual eu não acredito. Entendo que ele falou isso apenas para atrair o Skinner para o seu lado. 

Neste momento da conversa com o Skinner, em que o Canceroso faz a afirmação que deixou muitos fãs da série furiosos, nós vemos cenas de 'A Salvação da Humanidade' (7X15), episódio no qual ela foi engravidada pelo Canceroso, usando de um embrião híbrido, tal como já expliquei anteriormente.

O Canceroso também quer impedir que Mulder e Scully descubram onde está William, pois ele precisa do garoto para levar os seus planos adiante. Mas o problema é que Wiliam tem poderes imensos, inclusive o de prever o futuro. Isso permitirá que ele fique sabendo com antecedência quem estará procurando por ele, impedindo que seja encontrado. 
No episódio 'My Struggle 2' a Agente Einstein não acreditou que Scully possui DNA alienígena, mas terá o mesmo injetado em seu organismo, caso contrário ela irá morrer em função da Pandemia. Assim, o ceticismo dela parece que não irá durar muito tempo. 

O Canceroso também deseja exterminar a Humanidade, a fim de criar uma nova, controlada por ele. E nesta Humanidade somente os híbridos irão sobreviver. 


Desta maneira, fica claro que o Canceroso também é um híbrido. Se não o fosse, ele também morreria durante a Pandemia que ele mesmo iniciou. Afinal, ele somente iniciaria uma Pandemia dessas se tivesse total imunidade contra a mesma. Aliás, fica claro que ele usa essa oferta de imunidade para atrair a Monica, o Skinner e muitos outros para o seu lado. 

Assim, é muito provável que o Canceroso também possua imunidade a todos os tipos de armas e doenças. Isso explicaria porque ele continuou vivo mesmo depois que um míssil explodiu em sua cara no episódio 'The Truth' (9X19 e 9X20). 

Também fica claro no episódio que a Monica era a única para quem o Canceroso já havia falado a respeito da sua possível paternidade no caso do William, segredo este que ele usou para convencer o Skinner a ficar do seu lado. 

Mas será que isso é verdade? Pelos motivos que já apresentei, penso que não. Entendo que o Canceroso usou de psicologia para atrair os dois, Monica e Skinner. Aliás, estes podem ter aceitado fazer esse acordo com o Canceroso justamente para descobrir a verdade sobre o William, bem como a respeito dos planos de extermínio do Fumacinha. 
Que óculos bacana, hein, Dra. Scully e Agente Einstein? Em 'My Struggle 2' as duas tentam encontrar e produzir uma cura para evitar a continuidade da Pandemia que o Canceroso começou. 

Aliás, gostei da cena em que o Canceroso oferece um acordo para o Skinner e este responde que não faz acordos. 

Este diálogo lembra o episódio 'Operação Clipe de Papel' (3X02), quando Skinner se propôs a fazer um acordo com o Canceroso para salvar as vidas de Mulder e Scully (devido a procura pelo 'digital audio tape') e o Canceroso respondeu a mesma coisa, ou seja, 'Eu não faço acordos'. E nas duas situações eles acabaram fazendo acordos. 

No início da conversa entre o Canceroso e o Skinner, este perguntou para a Monica: Você faz parte disto? E ela deixa claro que sim, que 'faz parte disto'. 

9) Atualização da série, com as tramas sendo melhor explicadas!

A cena de perseguição de carro, com o Mulder dirigindo um Ford Mustang , com o agente do Mr. Y perseguindo Mulder, ocupou uma parte razoável do episódio e talvez tenha ficado um pouco longa demais, mas foi muito bem filmada. Aliás, também tivemos merchandising dos smartphones da Samsung. 

Tais cenas de perseguição nunca foram comuns no seriado. Elas aconteceram algumas vezes, mas com uma certa raridade, como ocorreu no episódio 'Jogo de Gato e Rato' (1X24) e 'Lapso de Tempo' (Partes 1 e 2; 4X17 e 4X18).
Em 'My Struggle 1' Mulder chega ao seu antigo escritório dos 'Arquivos X', onde ele trabalhou por mais de 10 anos e encontra o mesmo vazio e abandonado. 

Essa é uma maneira de atualizar a série, com mais cenas de ação, e também é uma maneira de faturar um pouco mais. E t
ambém temos cenas com mais claridade, sem tanta escuridão como antigamente. 

As mentiras, traições, conspirações, o clima de mistério e suspense, com perguntas sendo lançadas para serem respondidas posteriormente: Tudo isso permaneceu na séries nestas duas temporadas de retorno.

Mas fica claro que, a partir da 10a. temporada, as tramas estão sendo explicadas com muito mais detalhes. Nas Mitologias anteriores as informações eram divulgadas a conta-gotas, de forma muito mais gradual. 

Esta mudança seria uma opção de Chris Carter para permitir que os fãs possam compreender melhor as conspirações atuais, pois muitos fãs de 'Arquivo X' tiveram dificuldades para compreender as tramas das antigas Mitologias?

Ou será que isso talvez acontecesse porque, antigamente, o número de episódios por temporada era muito maior e porque havia uma certa segurança de que a série teria novas temporadas, enquanto que, agora, isso não acontece mais, tanto que o próprio David Duchovny já declarou que esta poderá ser a última temporada do seriado e Gillian já afirmou que não deverá participar de outra temporada de 'Arquivo X'? 
Diferente de Mulder, quando Scully chegou ao escritório dos 'Arquivos X' (em 'My Struggle 2') estava tudo arrumado, limpo e organizado. A diferença entre as duas cenas pode ser explicada porque os dois primeiros episódios foram contados sob perspectivas diferentes. O primeiro é baseado na visão de Mulder e o segundo na visão de Scully.

Independente dos motivos, o fato é que, desde que a série voltou a ser exibida (em 2016) as Conspirações estão sendo muito melhor explicadas, com muito mais informações sendo divulgadas sobre as mesmas nos episódios, não ficando tantos mistérios para serem resolvidos. 


Logo, está mais fácil para se compreender a Conspiração. 

A própria Monica falou isso para o Canceroso em uma cena de 'My Struggle 3', dizendo que agora todos sabem quais são os planos dele para exterminar a Humanidade. 

Antigamente, nas noves primeiras temporadas, só o Chris Carter tinha conhecimento dos mesmos... 

Mas na época atual, em que temos espionagem global, Wikileaks, Snowden, redes sociais, inúmeros grupos empresariais privados atuando no setor de inteligência e espionagem (o que foi tema do segundo episódio, 'This', da 11a. temporada) isso já não é mais possível. 

Esta também foi outra maneira de promover a atualização da série, tal como Chris Carter afirmou que iria fazer antes da estreia da 10a. temporada. 


Em 'My Struggle 2' o agente Miller leva Mulder embora da casa do Canceroso. Mas em 'My Struggle 3' fica claro que ele e a agente Einstein ainda não conheciam Mulder e Scully, o que comprova que os fatos mostrados em 'My Struggle 3' são anteriores aqueles que vimos em 'My Struggle 2'. 

Aliás, entendo que isso está sendo feito até de uma maneira um pouco exagerada em alguns momentos. 


Por exemplo: Ficou claro desde o início do 'My Struggle 3' que, quando a Scully começou a ter as 'visões', era o William que estava se comunicando com ela. No entanto, ainda vimos o Mulder confirmando isso, quando viajava em seu Ford Mustang para a Carolina do Sul. Entendo que não havia necessidade dessa narração do Mulder para confirmar tal fato, pois era mais do que evidente que era o William que estava se comunicando com a Scully. 

Em uma entrevista antiga, Chris Carter disse que havia escondido muito as informações dos fãs, a respeito das Mitologias, nas nove temporadas anteriores e que isso havia sido um erro, pois impediu que os fãs da série conseguissem ter uma melhor compreensão das tramas, dando a entender que não o cometeria novamente caso a série voltasse a ser produzida. 

Então, estas mudanças pelas quais a série passou explica porque ainda estamos no primeiro episódio da nova temporada e já sabemos quais são os planos do Canceroso e do 'novo' Sindicato. 
Em 'My Struggle 2' Mulder, bastante doente, dirige em direção à casa do Canceroso. Mas em 'My Struggle 3' ele ainda estava saudável. Assim, a ordem correta em que os três episódios 'My Struggle' devem ser assistidos é 1-3-2. 

Antes, na época das antigas Mitologias do seriado, tínhamos que esperar uma eternidade para saber o que estava sendo planejado. 


Assim, a questão é: Isso está acontecendo em função de termos poucos episódios nas temporadas atuais e porque não sabemos se teremos uma nova temporada, o que obrigaria CC a 'correr' com a trama, ou seria uma opção de C.Carter para permitir que os fãs possam compreender melhor as Conspirações atuais?

Talvez sejam as duas coisas.

Retorno de Chris Owens/Jeffrey Spender!

Neste episódio (My Struggle 3) nós tivemos a volta do Jeffrey Spender que, desde a 9a. temporada, é um aliado de Mulder/Scully. 

Gostei desse retorno e espero que ele volte a participar desta nova temporada. E tudo indica que ele poderá ser fundamental para salvar a vida do Mulder, como já comentei aqui. 

Agora só falta voltar a Diana Fowley... rs. Afinal, ela foi a parceira do Jeffrey nos 'Arquivos X' durante a sexta temporada... Brincadeira...
Os agentes Miller e Einsteins conheceram Mulder e Scully no episódio 'Babylon', que foi o quarto episódio da 10a. temporada (C.Carter mudou a sequência, o que foi um grave erro, como apontei aqui no blog em 2016). Logo, como eles ainda não se conheciam em 'My Struggle 3', então os fatos mostrado neste episódio (MS 3) são anteriores aqueles que vimos em 'Babylon' (10X04).

Será que Monica e Skinner são leais ao Canceroso?

Nós vimos que, na 10a. temporada, a Monica se tornou um aliado do Canceroso. Mas será que a Monica é uma aliada confiável para o Fumacinha? Duvido. 

Ele disse que se a Scully tentar entrar em contato com o William, eles dois irão impedir isso.

Mas será que a Monica irá chegar a esse ponto de trair Scully? Penso que não. 

Afinal, uma coisa é se aliar ao Canceroso para se salvar e poder continuar vivendo. Outra, bem diferente, é trair seus antigos amigos (Mulder e Scully), sem falar de William, a cujo parto ela realizou.

Penso que há uma grande chance de que a Monica irá fazer igual à Diana Fowley, que foi confiável para o Canceroso por muitos anos, até que o traiu no final (ver 'A Sexta Extinção - Amor Fati'; 7X02). E o mesmo deverá acontecer com o Skinner. 

Nem o Skinner e tampouco a Monica são aliados confiáveis para o Canceroso e este sabe disso. Aliás, ele mesmo afirmou que não espera nem lealdade e tampouco confiança por parte dos seus 'aliados'. 

Canceroso tem plena consciência de que eles estão do seu lado por pura conveniência e que, de fato, é odiado por ambos. Mas o que interessa para o Fumacinha é que os dois colaborem com os seus planos, pois depois que os mesmos já estiverem em andamento ele então poderá acertar as contas com eles. 

Isso não seria novidade para o Canceroso, pois ele já puniu duramente antigos aliados que o traíram anteriormente, como foram os casos de Krycek, Marita Covarrubias e de Jeffrey. Definitivamente, compaixão é um sentimento que não faz parte da natureza do Canceroso. 
Em 'My Struggle 3' (11a. Temporada) fica claro que os jovens agentes Einstein e Miller ainda não conheciam Scully e Mulder. Isso irá acontecer em 'Babylon' (10X04). C.Carter modificou a sequência de exibição da 10a. temporada, o que foi um erro. A ordem correta de exibição é: 'My Struggle 1', 'Home Again', 'Mulder e Scully meet the Were-Monster', 'Babylon', 'Founder's Mutation' e 'My Struggle 2'. Assim, 'My Struggle 3' seria o episódio imediatamente anterior ao 'Babylon'.  

13) Estupro? Que ridículo!

Alguns fãs da série estão dizendo que o Canceroso estuprou a Scully com o objetivo de engravidá-la.

Esses fãs precisam prestar mais atenção quando assistir aos episódios de 'Arquivo X', principalmente aqueles que estão relacionados às Mitologias e ligados às Conspirações, que são bastante complexos. 

Estas Mitologias e Conspirações envolvem a participação das principais instituições do Estado (Justiça, Forças Armadas, CIA, NSA, FBI, Congresso Nacional, Poder Executivo), bem como de grandes empresas privadas, em projetos secretos nos quais os cidadãos comuns tem os seus direitos violados. 

Tais pessoa passam a ser sequestradas, submetidas a testes e experiências ilegais, tendo os seus óvulos retirados, seu material genético misturado com DNA alienígena, entre outras ações ilegais e criminosas. 

Obs4: Escrevi e publiquei aqui no blog um texto mais detalhado e minucioso a respeito de como 'Arquivo X' denuncia e condena tais ações. Ver link abaixo. 
Chris Carter: Gênio? Doido? Pode ser, mas ele também é muito talentoso e tem uma vocação sobrenatural para fundir as mentes dos fãs de 'Arquivos X', com as suas mudanças de ordem de exibição e criando episódios de uma temporada cujos fatos antecedem aquilo que foi mostrado em episódios da temporada anterior... 

Como eu já expliquei, a Scully foi engravidada com a introdução de um embrião em seu organismo. Scully e 
muitas outras mulheres faziam parte de um projeto secreto do Canceroso para engravidar mulheres que haviam sido abduzidas anteriormente e que haviam ficado estéreis em função disso. Tal projeto foi explicado no episódio 'Per Manum', da 8a. temporada. 

Essas mulheres eram engravidadas não por meio de relação sexual, mas sim através da introdução de um embrião, que havia sido criado misturando DNA humano e alienígena. 

Scully e Mulder I(na época da concepção do William) possuíam esse DNA alienígena. O Canceroso, por sua vez, fez uma cirurgia de transplante do material genético do Mulder e tentou se transformar em um híbrido. Na época isso não funcionou (o que ele mesmo disse para a Scully em 'A Salvação da Humanidade', 7X15). 

Mas posteriormente ele criou o William, que é um supersoldado híbrido com imunidade a todos os tipos de armas e de doença. E é difícil acreditar que o Canceroso teria criado o William sem fazer uso, ele mesmo, de tal ciência, o que permitiria que ele também se transformasse em um híbrido com poderes parecidos aos 
Nave espacial que caiu em Roswell, em 1947, foi o que desencadeou as várias Conspirações e Mitologias de 'Arquivos X'. 

14) 'My Struggle' - Três episódios contados a partir de perspectivas de Mulder, Scully e Canceroso?


Em uma conversa que tive com o meu amigo Gabriel Soares (do 'Resistência eXcer') ele falou sobre uma hipótese que está sendo divulgada por duas fãs do seriado lá nos EUA que fizeram um podcast sobre os três episódios intitulados 'My Struggle' 

O que elas estão dizendo é que estes três episódios 'My Struggle' foram contados a partir das perspectivas de personagens distintos da série.

Assim, no 'My Struggle 1' nós vimos a história ser contada a partir da perspectiva do Mulder, no segundo vimos a história ser contada sob o ponto de vista do Scully e, agora, na terceira parte, a trama teria sido narrada com base na visão do Canceroso.

Isso explicaria algumas contradições que existem entre estes episódios. 

Assim, por exemplo, se os fatos mostrados em 'My Struggle 3', da 11a. temporada, são anteriores aos de 'My Struggle 2', como ficou bem claro, então porque o Canceroso aparece em melhor estado na 11a. temporada, na terceira parte do 'My Struggle', do que na 10a. temporada? 
Em 'My Struggle 2' o Canceroso aparece com ferimentos bem mais graves do que em 'My Struggle 3', apesar dos fatos mostrados no segundo episódio serem posteriores ao do terceiro episódio da Trilogia. Motivo? É que 'My Struggle 2' mostra a trama com base na visão da Scully, que odeia o Canceroso, é claro. 

Afinal, na 11a. temporada, ele deveria estar em pior situação do que estava na 10a. temporada, pois a trama desta temporada é anterior ao do 'My Struggle 2'.  


Este seria um erro de continuidade? Duvido. Chris Carter não seria tão descuidado assim.

Acredito muito mais na possibilidade de que a história do 'My Struggle 3' foi narrada sob a perspectiva do Canceroso e, com isso, ele procura dar uma visão mais positiva sobre si mesmo, é claro. 

É como alguém que conta vantagem para outra pessoa, dizendo que foi muito melhor em uma prova da faculdade do que realmente aconteceu, por exemplo. Ele diz que tirou um 9 na prova, quando a nota certa foi um 5.


Outra coisa: Em 'My Struggle 2', a Scully age como se não soubesse ou não se lembrasse das visões que teve em 'My Struggle 3', da 11a. temporada. Seria outro erro de continuidade? Entendo que não. Este seria um outro erro muito grave e primário da parte de Chris Carter.

O que aconteceu é que são três episódios que foram narrados sob a perspectiva de três personagens distintos.
Skinner diz para o Canceroso que 'não faz acordos'. Mas ante a perspectiva de morrer na Pandemia que o Canceroso irá iniciar, ele mudou de ideia. 

Logo, se o Canceroso conta a história de 'My Struggle 3' e a Scully narra a trama do 'My Struggle 2', então isso explica porque a Scully não se lembra (em 'My Struggle 2') das 'visões' que teve no 'My Struggle 3'. 


E com isso surge a dúvida: As 'visões' aconteceram mesmo? Se aconteceram, então porque elas não foram citadas em 'My Struggle 2'? 

O mais provável, mesmo, é que os três episódios foram narrados sob a perspectiva dos três protagonistas do seriado e que isso explica as diferenças e contradições entre os mesmos. .

'My Struggle - Parte 1': Narrado com base na perspectiva do Mulder;
'My Struggle - Parte 2': Narrado sob o ponto de vista da Scully;
'My Struggle - Parte 3': Narrado com base na visão do Canceroso.

E daí, surge a dúvida: Afinal, qual destas três histórias é a verdadeira? Ou melhor: Quais as partes, das três histórias, que são verdadeiras e quais segmentos delas que são falsas? 

Afinal, as 'visões' da Scully aconteceram, mesmo, ou isso foi invenção do Canceroso? E como estava o escritório dos 'Arquivo X' quando Mulder e Scully voltaram a trabalhar no setor? Ele estava bagunçado, sem nada (arquivos, mesa, cadeira, etc), como vimos em 'My Struggle 1' ou estava organizado, arrumado e limpo, como apareceu em 'My Struggle 2'. 
O Canceroso é o único que possui a cura para a Pandemia que ele iniciou, sendo que a utiliza para conseguir mais aliados para ajudar a levar os seus planos adiante. Ele conhece como poucos quais são as fraquezas humanas e sabe explorá-las muito bem.

A única coisa que une os três episódios 'My Struggle' é que existe um plano do Canceroso para exterminar a Humanidade, pois tal plano está presente nos três episódios. E também é possível perceber uma certa cronologia no rumo dos acontecimentos que, resumidamente, é a seguinte:


A) 'My Struggle 1': Mulder conhece Tad O'Malley e Sveta. Por meio deles, e de um médico idoso com o qual mantém contato há 10 anos, ele toma conhecimento de que tudo o que sabia a respeito de Planos de Colonização Alienígena era mentira e passa a acreditar em uma nova Conspiração, de autoria exclusiva de seres humanos, que visa exterminar a Humanidade;

B) 'My Struggle 3': Scully tem visões, que são fruto de comunicação mental feita por William, e que antecipam o início de uma Pandemia, planejada pelo Canceroso, que irá provocar o extermínio da Humanidade e deixará Mulder à beira da morte. Mulder descobre um outro plano, de um 'novo' Sindicato, que planeja levar a Humanidade para o espaço, colonizando o mesmo;

C) 'My Struggle 2': A Pandemia planejada pelo Canceroso já começou e Scully encontra uma cura para evitar que a mesma provoque o extermínio da Humanidade, mas não sabemos se ela terá tempo suficiente para salvar a todos os habitantes da Terra. Scully descobre, também, que para salvar Mulder é necessário ter acesso às células-tronco do William.  
Em 'My Struggle 3', ficamos conhecendo o Mr Y. e Erika Price, que fazem parte de um 'novo' Sindicato que planeja promover a colonização do espaço pela espécie humana. Tal fato já havia sido citado pelo Mulder em 'My Struggle 1'.

Caso essa hipótese (dos três episódios 'My Struggle' terem sido venha a se confirmar, então estaria mais do que comprovada a enorme capacidade de inovação e criação deste talentoso produtor e roteirista que é Chris Carter. 


14) Conclusão e Nota!

Entendo que 'My Struggle 3' foi um episódio muito bom, que não deixou o ritmo cair, prendendo a atenção do público do início ao fim. O episódio também colocou o William no centro da trama novamente e mostrou que temos duas Conspirações em andamento, sem falar que provocou uma imensa polêmica a respeito de quem é o verdadeiro pai biológico do William.

O fato negativo é que muitos fãs não perceberam que uma das frases de abertura do episódio foi 'I Want To Lie' (Eu Quero Mentir) e interpretaram como uma verdade definitiva algo que, de fato, está longe de ser algo desse tipo. 

Eu fico imaginando como seria a reação de uma parte dos fãs, atualmente, se o Chris Carter dissesse que o Mulder tinha morrido, tal como aconteceu no episódio 'Em Busca da Verdade/A Maior das Mentiras'. 

Imaginem se a série ainda estivesse no final da quarta e no início da quinta temporada e estes episódios fossem inéditos e acabassem sendo exibidos agora.
Em 'My Struggle 3' os agentes Einstein e Miller encontraram Scully, logo após o acidente, e a levaram de volta para o hospital. Fica claro que eles ainda não a conheciam. Enquanto isso, em 'My Struggle 2', cujos acontecimentos são posteriores ao que vimos em 'My Struggle 3', Scully, Einstein e Miller já trabalhavam juntos em alguns casos. 

Provavelmente o CC iria sofrer um atentado terrorista por parte de alguns fãs mais radicais.


Se analisarmos friamente este primeiro episódio, tudo indica que, no final da temporada, pelo menos um personagem importante, dos quais os fãs gostam muito, será sacrificado.

Afinal, como dizia o Albert Hosteen: É preciso que algo morra para que outro ser vivo possa continuar vivendo. 

Entre 0 e 10, a minha nota para o episódio é 8. 


15) Audiência do episódio!

A audiência do episódio de estreia nos EUA foi de 1.4/5 na faixa 18/49. Ele foi assistido por 5.190.000 espectadores. 
Canceroso diz para Skinner que ele é o 'pai' do William, mas isso não deve ser entendido de maneira literal. Canceroso é o pai 'de criação' do William, que foi resultado de um projeto de hibridação genética que visava criar supersoldados imunes a todos os tipos de armas e de doenças. Tal projeto se baseou em conhecimentos de origem extraterrestre. 

É bom esclarecer que, atualmente, as audiência dos seriados exibidos pelas TVs abertas dos EUA são muito inferiores aqueles que eram alcançados pelas séries de maior sucesso nos anos 1990. Portanto, qualquer comparação com as audiências alcançadas naquela época é um completo absurdo. 


Tanto isso é verdade que, na noite em que 'Arquivo X' estreou, somente um programa alcançou um número de telespectadores superior a 7 milhões e a maioria ficou abaixo dos 6 milhões. 

Assim, atualmente, as grandes redes de TV abertas dos EUA não tem mais a mesma força e prestígio dos anos 1990, tendo perdido muito espaço para outras formas de entretenimento: TV paga, Internet, videogames. 
Imagem do William, no final de 'My Struggle 3', quando ele se comunicava mentalmente com Scully. Percebe-se que ele sofre um desgaste físico e mental ao fazer isso. 

Links:


'Arquivo X': De que maneira a série denuncia o poder e os crimes do moderno Estado Policial:

http://popeseries.blogspot.com.br/2018/01/arquivo-x-de-que-maneira-serie-denuncia.html

Analisando todas as Mitologias de 'Arquivo X':

http://popeseries.blogspot.com.br/2016/02/the-x-files-analisando-todas-as_28.html

'Arquivo X': As Mitologias da Série (antes da 10a. Temporada):

http://popeseries.blogspot.com.br/2015/12/the-x-files-as-mitologias-da-serie-e-10.html