sábado, 31 de março de 2012

'Fringe': 'Nothing As It Seems' mostra as diferenças entre as Linhas Temporais! - por Marcos Doniseti!

'Fringe': Episódio 'Nothing As It Seems' mostra as diferenças entre as Linhas Temporais! - por Marcos Doniseti!

Episódio desta semana faz uma conexão com episódio 'The Transformation', da 1a. temporada de 'Fringe', mostrando as relações existentes entre as histórias antigas e as recentes, mas com algumas diferenças entre elas. 

Esta nova trama de 'Fringe' tem uma abertura semelhante à do episódio 'The Transformation' (1X13). Em ambos os episódios, Marshall Bowman se transforma num porco-espinho gigante.

Mas, há uma diferença: na Timeline Original, ele morria no avião, que acabava caindo, matando a todos que se encontravam no mesmo. Já nesta Timeline Reescrita, Bowman morre depois que o avião pousou, quando estava sendo interrogado.

Essa diferença entre as Timelines ficará mais explícita durante o episódio, em outros momentos da história. Isso fica claro, por exemplo, quando Olívia ataca (na sessão com a psicóloga do FBI) duramente ao marido de sua irmã, Rachel, pensando que nesta Timeline ele é um bastardo mentiroso igual ao da Timeline Original, mas nesta ele é um bom marido e, além de Ella, Rachel também teve um filho, Eddie.

Aliás, foi justamente em função disso que Olívia chega a ser afastada do seu trabalho no FBI, pois ela não se lembra mais dos casos que investigou nesta Linha Temporal, porque as memórias da mesma foram substituídas pelas lembranças da Timeline Original.

Assim, por exemplo, esse episódio também deixou claro que tivemos uma grande diferença na maneira como se desenvolveu o relacionamento entre Peter e Walter nas duas Linhas Temporais.

Na Timeline original, Peter se afastou de Walter e de todos quando descobriu que ele não era seu pai e que havia sido sequestrado pelo mesmo.

Agora, na Timeline Reescrita, Peter tem consciência, desde o começo, de que Walter não é seu pai e este sabe que Peter não é seu filho, mas isso faz com que eles se aproximem cada vez mais, em vez de afastá-los.

Desta forma, o processo de desenvolvimento da relação entre os dois se inverteu totalmente.

Logo, este episódio serviu para mostrar, de forma mais clara, as diferenças entre as duas Timelines.

Desta maneira, Walter, Peter e Olívia trabalham juntos e até investigam os mesmos casos da Timeline anterior, mas as tramas se desenvolvem de forma distinta. 

Até Lincoln percebeu que os detalhes do caso que Peter e Olívia se lembram, da Timeline Original, são diferentes dos atuais, da Timeline Reescrita. Isso mostra que há várias diferenças entre as duas Timelines.

Aliás, essa diferença na maneira como se desenvolve o relacionamento entre os personagens, gerou alguns dos melhores momentos do episódio, que foi quando Peter abraçou Walter e este ficou tão surpreso e emocionado que permaneceu estático, sem conseguir reagir, depois que ele mostrou para Peter os brinquedos que comprou para ele caso tivesse vivido, junto dele, Walter, até a fase adulta.

No final, tivemos outro momento emocionante, quando vimos Peter brincando, todo feliz, como se fosse uma criança, com um destes presentes.

Um momento hilário do episódio ocorreu quando Walter andava pelo laboratório com uma revista pornô, chamada 'Hump' e da qual ele não largava por nada, e vê Olívia. Imediatamente, ele a coloca junto ao corpo, tentando esconder a revista dela, mas sem sucesso, é claro.

Aliás, tivemos vários momentos bem humorados, o que lembrou muito os episódios da primeira temporada. Exemplo disso foi quando Walter disse "Eu gosto de porcos-espinhos. Eles mostram que Deus tem senso de humor." e quando Peter e Walter travam o seguinte diálogo:

Peter: Ei, Walter. Pode vir aqui e dar uma olhada nisso?
Walter: … Você achou os genitais dele, filho?

Markham, dono de um sebo que ajudava Peter na Timeline Original, voltou a aparecer nesta temporada. 

Outra diferença entre as Timelines é mostrada quando Peter leva Olívia até a livraria de Markham e diz que este é um 'velho amigo' (referindo-se à Timeline Original) mas que o mesmo, nesta Linha Temporal, não saberá sequer quem ele é.

Um dos momentos do qual eu mais gostei foi quando Walter, ao ver Peter, Olívia e Astrid conversando de forma descontraída e bem humorada, disse o seguinte: "Está perfeito... (daí, Lincoln fala com ele, pensando que Walter falava sobre a sua possível contaminação em função do ataque que sofreu do porco-espinho gigante)... Não. Nenhum resultado ainda. Estava falando sobre eles (obs: Peter, Olívia e Astrid). Não tinha percebido o quanto ansiava por uma família.".

No fim das contas, 'Fringe' trata justamente disso: como se desenvolve o relacionamento entre algumas poucas pessoas, que são Walter, Peter e Olívia, em especial (mas parece que Astrid, agora, também entrou para este grupo) e que acabam por constituir uma família, que enfrenta todos os problemas, obstáculos e dificuldades juntos. É como se fosse uma versão moderna dos 'Três Mosqueteiros'. Só falta Peter, Walter e Olívia levantarem as suas espadas e gritarem: 'Um por todos e todos por um'. E a Astrid seria o D'Artagnan do grupo, ou seja, o quarto mosqueteiro.

E é interessante notar como eles precisam um do outro para conseguir ter uma vida 'normal'.

Afinal, se não estivessem juntos, eles seriam pessoas inteiramente desajustadas: Walter morreria no St. Claire, pois Peter já tinha morrido e não teria como tirá-lo de lá. Olívia seria, com certeza, uma mulher solitária e atormentada pelo resto de sua vida, e dificilmente conseguiria construir e desenvolver um relacionamento mais íntimo com quem quer que fosse e Peter não passava de um golpista (Timeline Original) e já tinha morrido quando criança nesta Timeline Reescrita.

Então, somente quando eles estão juntos é que a felicidade se torna algo possível para eles. Não é à toa que os três fazem de tudo, em ambas as Timelines, para ficar juntos, preservando essa família que acabaram por construir.

É por isso, aliás, que considero que a explicação dada para o retorno de Peter é totalmente coerente com tudo o que foi mostrado na série durante estas quatro temporadas.

Afinal, são os laços afetivos, sentimentais e emocionais que Walter, Peter e Olívia construíram que são os responsáveis por mantê-los sempre unidos, não importando qual a Timeline na qual vivam.

Tal como as abelhas, Walter, Peter e Olívia construíram uma identidade coletiva e formaram uma família (uma 'colméia') e farão de tudo para mantê-la protegida e intacta.

Aliás, isso é algo que Lincoln demonstra ter dificuldade para compreender, o que fica claro quando ele diz para Peter que não entende como Olívia foi substituída por outra versão dela mesma. Ele parece que não percebe os fortes laços que unem Walter, Peter e Olívia (em especial, e Astrid, em um plano um pouco inferior), que ele é um estranho no ninho nessa história e que jamais poderá fazer parte desta pequena família meio estranha, mas unida e feliz.

Na verdade, também existe uma explicação científica para isso, que é o conceito de 'Emaranhamento Quântico'. Segundo o mesmo, todas as Olívias são, na verdade, apenas uma. Elas tem uma identidade única. O mesmo vale para Peter, Walter, Astrid, enfim, para todos.

E não é à toa, também, que David R. Jones é sempre o vilão, não importando a Timeline na qual ele exista. Se a Olívia é 'teimosa em todas as versões', o Jones 'é a encarnação do capeta em todas as versões'.

Assim, foi perfeito o comentário feito pela Nina a respeito de Olívia, quando esta foi para a Massive Dynamic junto com Peter, mesmo tendo sido afastada de todas as investigações do FBI, quando disse, para Olívia, que 'Todas as suas versões são teimosas'.

Com relação ao caso do 'porco-espinho híbrido gigante humano voador' ele é mais um exemplo que mostra o que acontece quando o ser humano deseja substituir Deus. Este é, aliás, um tema recorrente no seriado e que vem desde o início do mesmo.

Aliás, aquele navio no qual estão todos aqueles animais mutantes lembra uma 'Arca de Noé', mas construída por uma lunático... Ela está mais para a 'Arca do Dr. Frankenstein'.

E é mais do que evidente que a relação entre a mulher de Hicks e o próprio é uma alusão, até óbvia, a 'A Bela e a Fera'. 

Nesta temporada, os poderes e habilidades de Olívia estão a pleno vapor. E claro que  Bell e Jones estão envolvidos com isso.

Na Timeline Original, Walter e Bell é que eram os cientistas que aspiravam 'substituir Deus'.

Agora, na Timeline Reescrita, Bell era o cientista ético, que interrompia projetos que considerava ser da 'alçada de Deus', como disse o Dr. Malcolm Truss (episódio 'Novation'). 

Porém, Walter manteve essa característica nesta Timeline, o que mostra que ele também não muda muito, não importando a Timeline na qual exista. Mas, tudo indica que, na Linha Temporal Reescrita, alguém (Bell?) teria podado essa característica de Walter e Jones assumiu a condição de cientista com ambições divinas.

Enfim, este foi um ótimo episódio desta quarta temporada e lembrou alguns dos melhores momentos das temporadas anteriores. Nele, tivemos humor, sustos, momentos de felicidade, ação, suspense, enfim, um pouco de tudo. E ele também mostrou que, com Peter e Olívia vivendo juntos, a série não mudou e não irá se transformar numa 'comédia romântica', tal como escrevi aqui neste blog dias atrás.

E este este episódio também serviu para nos lembrar o quanto 'Fringe' é uma ótima série.

Obs1: O final do episódio lembrou o encerramento do primeiro episódio da 9a. Temporada de 'Arquivo-X', que também mostrava um navio no meio do oceano onde se realizavam pesquisas de caráter genético a fim de se criar super-soldados híbridos humano-alienígenas. E a Conspiração da série estava relacionada com as profecias Maias, que também foram citadas pela Olívia neste episódio na conversa com Peter e Astrid.

Obs2:  Na Promo do episódio 4X17 (Everything In Its Right Place) vemos o Walternativo falando sobre aqueles que foram perdidos na luta e, daí, mostra o Broyles-Alt. Será que ele é um transmorfo? Já há um bom tempo que desconfio disso. 

Vamos conferir.


Links:

Gene Wolfe:

http://retratos.wordpress.com/2006/08/26/a-sombra-do-torturador-de-gene-wolfe/



'Fringe': Audiência se recupera com o episódio 'Nothing As It Seems'!

'Fringe': Audiência se recupera com o episódio 'Nothing As It Seems' - por Marcos Doniseti!


Reproduzo abaixo os dados da audiência desta 4a. temporada de 'Fringe' (dados retirados do site 'Viciado em Série'):

23/09/2011 - Episódio 01 - 3.53 Milhões - 1.5 na demo - "Neither Here Nor There"
30/09/2011 - Episódio 02 - 3.14 Milhões - 1.2 na demo - "One Night in October"
07/10/2011 - Episódio 03 - 3.24 Milhões - 1.3 na demo - "Alone in the World"
14/10/2011 - Episódio 04 - 3.13 Milhões - 1.2 na demo - "Subject 9"
04/11/2011 - Episódio 05 - 3.30 Milhões - 1.3 na demo - "Novation"
11/11/2011 - Episódio 06 - 3.07 Milhões - 1.1 na demo - "And Those We've Left Behind"
18/11/2011 - Episódio 07 - 2.87 Milhões - 1.1 na demo - "Wallflower"
13/01/2012 - Episódio 08 - 2.88 Milhões - 1.1 na demo - ''Back to Where You've Never Been''
20/01/2012 - Episódio 09 - 3.18 Milhões - 1.1 na demo - ''Enemy of My Enemy''
27/01/2012 - Episódio 10 - 3.37 Milhões - 1.2 na demo - ''Forced Perspective''
03/02/2012 - Episódio 11 - 3.18 Milhões - 1.1 na demo - ''Making Angels''
10/02/2012 - Episódio 12 - 3.03 Milhões - 1.1 na demo - '' Welcome to Westfield''
17/02/2012 - Episódio 13 - 2.99 Milhões - 1.1 na demo - ''A Better Human Being''
24/02/2012 - Episódio 14 - 3.09 Milhões - 1.2 na demo - ''The End of All Things''
23/03/2012 - Episódio 15 - 2.88 Milhões - 0.9 na demo - "A Short Story About Love"
30/03/2012 - Episódio 16 - 3.11 Milhões - 1.2 na demo - "Nothing as It Seems".
06/04/2012 - Episódio 17 - 3.08 Milhões - 1.0 na demo - 'Everything In Its Right Place'.
13/04/2012 - Episódio 18 - 2.90 Milhões - 0.9 na demo - 'The Concultant'.

Nota-se uma recuperação da audiência de 'Fringe' com este episódio de número 16. Quem sabe, assim, a Fox opta pela produção de uma 5a. temporada do seriado, não é mesmo?

Link:

http://www.viciadoemserie.com/p/audiencia_08.html



Física Quântica e Matrix podem recriar-se mutuamente!

Física Quântica e Matrix podem recriar-se mutuamente - do site Inovação Tecnológica

Baseado em texto de Mile Gu - CQT - 31/03/2012
Física Quântica e Matrix podem recriar-se mutuamente
Os cientistas estão tentando descobrir de quanta informação é necessária para predizer o futuro. E os primeiros resultados começaram a sair.[Imagem: CQT/National University of Singapore]
Simulação tipo Matrix
No mundo virtual do filme Matrix, não há realmente cidades e nem prédios, que, assim como as colheres e os gatos, são bits no processamento de um programa de simulação rodando em um computador inimaginavelmente poderoso.

As vidas daquelas pessoas não estão acontecendo em uma realidade concreta, do tipo Modelo Padrão da física clássica, mas na memória desse supercomputador.

Talvez soe como disparate para alguns, mas o fato é que muito das nossas vidas atuais já acontece apenas no mundo virtual, na forma de bits: as músicas que ouvimos, as fotos que olhamos, as mensagens que trocamos, não existem mais em discos, porta-retratos e papéis guardados em envelopes.

Tudo está reduzido, ou ampliado, dependendo do ponto de vista, a uma fieira de bits armazenada em uma nuvem computacional de localização incerta, não sabida e, embora não gostemos muito disso, essencialmente volátil.

Assim, simular um mundo virtual do tipo Matrix não deve mais soar tão estranho quanto o seria há alguns anos - por exemplo, hoje já existem esforços no sentido de simular a Terra inteira, embora sem os meandros das vidas pessoais.

O conceito não difícil de compreender: o que é fundamental em uma simulação do tipo Matrix é a criação de um programa que contenha e seja capaz de simular todas as leis da física, de forma a recriar um mundo como o que os nossos sentidos experimentam.

Será necessário então criar interfaces que possam transferir informações de todos os nossos sentidos para o computador, e vice-versa.

É claro que é tudo absolutamente especulativo em termos de realização prática - mas não em termos de verificação matemática das possibilidades.

Física Quântica e Matrix podem recriar-se mutuamente
Este é o simulador quântico de processos estocásticos projetado pelos pesquisadores. [Imagem: Gu et al./Nature Communications]
Simuladores quânticos

E é exatamente isso o que estão fazendo Mile Gu, Elisabeth Rieper e Vlatko Vedral, da Universidade Nacional de Cingapura, juntamente com Karoline Wiesner, da Universidade de Bristol, no Reino Unido.

Embora os simuladores computacionais já sejam essenciais para as pesquisas científicas, para o desenvolvimento de novos produtos e materiais, e até para lidar com o mercado financeiro, os cientistas sabem que os computadores clássicos - como esse que você está usando agora - não são páreo para uma simulação da vida real.

Assim, eles já estão fazendo planos para os computadores quânticos.

E a equipe agora descobriu uma nova maneira pela qual os computadores baseados na física quântica poderão superar o desempenho dos computadores clássicos - sim, porque, se ainda não conseguimos fazer programas para computadores comuns sem erros, nem mesmo sabemos como ou quem irá programar os computadores quânticos.

O trabalho agora divulgado implica que uma simulação da realidade do tipo Matrix exigiria menos memória de um computador quântico do que de um computador clássico.
Mas o melhor está por vir.

Física Quântica e Matrix podem recriar-se mutuamente
Os simuladores quânticos já estão se aproximando do uso prático - aqui estão ilustrados três tipos deles. [Imagem: Riken Research]
O futuro e a teoria quântica

Os resultados deixam uma lacuna impressionante, mostrando que pode haver uma teoria mais profunda e mais geral abaixo da teoria quântica.

E a pesquisa tem ainda outro aspecto para mexer com a imaginação: a descoberta emerge da consideração fundamental de quanta informação é necessária para predizer o futuro.

Com um pouco de imaginação, é possível dizer que, em uma simulação quântica da realidade, do tipo Matrix, parece haver espaço para algum "Escolhido" entrar na simulação e fazer tudo de modo mais eficiente.

Mas, para fazer isso, é preciso seguir os passos do Arquiteto, e tentar descobrir como ele projetou o mundo.

Processos estocásticos

O grupo analisou a simulação de processos estocásticos, processos onde existem vários resultados possíveis para um determinado procedimento, cada qual com uma probabilidade calculável.

Muitos fenômenos, dos movimentos do mercado de ações até a difusão dos gases, podem ser modelados como processos estocásticos.

Os detalhes de como simular esses processos têm mantido os pesquisadores ocupados há muito tempo.

A quantidade mínima de informação necessária para simular um determinado processo estocástico é um importante tema de estudo no campo da teoria da complexidade, sendo conhecido na literatura científica como "complexidade estatística".

Os pesquisadores sabem como calcular a quantidade de informações inerentemente transferidas em qualquer processo estocástico. Teoricamente, isso define a menor quantidade de informação necessária para simular o processo.

Na realidade, porém, as simulações clássicas de processos estocásticos requerem mais armazenamento do que esses cálculos indicam.

Física Quântica e Matrix podem recriar-se mutuamente
No simulador quântico aberto, um íon interage com o sistema quântico e, ao mesmo tempo, estabelece um contato controlado com o ambiente. [Imagem: Harald Ritsch]
Além da física quântica

O que o quarteto agora demonstrou é que os simuladores quânticos precisam armazenar menos informações do que os simuladores clássicos, mesmo os simuladores clássicos ideais.

Isto porque as simulações quânticas conseguem codificar informações sobre as probabilidades em uma "superposição", onde um bit quântico de informação pode representar mais do que um bit clássico.

Mas então veio a surpresa.

Os cálculos revelaram que as simulações quânticas ainda não são tão eficientes quanto poderiam ser: elas ainda têm que armazenar mais informações do que o processo parece precisar.

Isto sugere que a teoria quântica pode ainda não estar "otimizada".

"O que é fascinante para nós é que ainda há uma lacuna," comentou Vedral. "Isso faz você pensar, talvez aqui esteja uma maneira de pensar sobre uma teoria além da física quântica."

Se assim for, então, antes de pensar em programar um computador quântico para criar sua própria Matrix, será necessário descobrir essas leis da natureza mais profundas, para que então elas possam ser simuladas em um computador, e lhe dê o senso de realidade que você espera.

Afinal, se você não compreende todos os meandros da realidade, não pode se candidatar a ser Arquiteto.

Bibliografia:

Quantum mechanics can reduce the complexity of classical models
Mile Gu, Karoline Wiesner, Elisabeth Rieper, Vlatko Vedral
Nature Communications
Vol.: 3, 762
DOI: 10.1038/ncomms1761

link:
 
http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=fisica-quantica-matrix&id=010130120331
 

Fringe Preview 417: Everything In Its Right Place!

sexta-feira, 30 de março de 2012

'Fringe' - Glyphs code das 4 primeiras temporadas!

'Fringe' - Glyphs code das quatro primeiras temporadas! - do Fringe BR


Graças a um fã de Fringe, Julian Sanchez, os códigos de Fringe foram quebrados e se mostraram se tratar de uma criptografia. Os símbolos que conhecemos não são o bastante para completar o alfabeto, e é ai que surge a função dos pontos amarelos que mudam de posição. 

Veja abaixo as palavras que foram formadas nas temporadas:

• PRIMEIRA TEMPORADA 

1x01: OBSERVER
1x02: CHILD
1x03: AEGER
1x04: ROGUE
1x05: SURGG
1x06: CELLS
1x07: CODES
1x08: TAKEN
1x09: VOICE
1x10: TRADE
1x11: SAVED
1x12: BISHOP
1x13: AVIAN
1x14: OLIVIA
1x15: WALTER
1x16: PETER
1x17: BELLY
1x18: EIGHT
1x19: VISION
1x20: GRAVE
1x21: AVENGE

• SEGUNDA TEMPORADA 

2x01: TOWER
2x02: MIRROR
2x03: BURIAL
2x04: MEMORY
2x05: BETRAY
2x06: DEJAVU
2x07: ARRIVE
2x08: BLIGHT
2x09: HIDDEN
2x10: PORTAL
2x11: MUTATE
2x12: WINDOW
2x13: FATHER
2x14: REVEAL
2x15: PETERS
2x16: ENERGY
2x17: SECRET
2x18: BRIDGE
2x19: HEART
2x20: RETURN
2x21: WEAPON
2x22: WEISS

• TERCEIRA TEMPORADA 

3x01: AMBER
3x02: ALERT
3x03: BREACH
3x04: SHIFT
3x05: EVENT
3x06: DECAY
3x07: ESCAPE
3x08: CROSS
3x09: ADAPT
3x10: UNITES
3x11: ALTER
3x12: HATCH
3x13: ROMAD
3x14: HEARTS
3x15: SWITCH
3x16: EARTH
3x17: ERODE
3x18: FATED
3x19: FEARS
3x20: AGENT
3x21: MULTI
3x22: NO MORE

• QUARTA TEMPORADA 

4x01: APPEAR
4x02: LIMBUS
4x03: REBORN
4x04: RESET
4x05: STILL
4x06: LIVING
4x07: DAVID
4x08: JONES
4x09: DEATH
4x10: MARCH
4x11: EMPATH
4x12: OLIVE
4x13: HENRY
4x14: UNITE
4x15: QUILL
4x16: FUTURE
4X17: DREAM
4X18: SIMON
4X19: QUAKE
4X20: ALIVE
4X21: POWERS
4X22: PURGE

Link:

 http://www.fringebr.com/p/glyph-codes.html

Radiohead: "Everything in its right place" music video! (título do próximo episódio de 'Fringe')!




Everything In Its Right Place

Kid A, Kid A
Kid A, Kid A
Everything
Everything
Everything
Everything in its right place
In its right place
In its right place
In its right place

Yesterday I woke up sucking a lemon
Yesterday I woke up sucking a lemon
Yesterday I woke up sucking a lemon
Yesterday I woke up sucking a lemon

Everything
Everything
Everything
Everything in its right place
In its right place
In its right place
Right place

There are two colours in my head
There are two colours in my head
What, what is that you tried to say?
What, what was that you tried to say?
Tried to say
Tried to say
Tried to say
Tried to say

Everything in its right place... (até o final)

Tudo Está No Seu Devido Lugar

Kid A, Kid A
Kid A, Kid A
Tudo
Tudo
Tudo
Tudo está no seu devido lugar
Está no seu devido lugar
Está no seu devido lugar
Está no seu devido lugar

Ontem eu acordei chupando um limão
Ontem eu acordei chupando um limão
Ontem eu acordei chupando um limão
Ontem eu acordei chupando um limão

Tudo
Tudo
Tudo
Tudo está no seu devido lugar
Está no seu devido lugar
Está no seu devido lugar
Devido lugar

Tem duas cores na minha cabeça
Tem duas cores na minha cabeça
O que é isso que você tentou dizer?
O que foi isso que você tentou dizer?
Tentou dizer
Tentou dizer
Tentou dizer
Tentou dizer

Tudo está no seu devido lugar...
 
Link:
 

'Fringe' - Glyphs code do episódio 'Nothing As It Seems'!

'Fringe' - Glyphs code do episódio 'Nothing As It Seems' - do site Fringe Television


Futuro... Este é o gliph code do 16o. episódio desta 4a. temporada de 'Fringe'.

Resta saber se ele se refere ao futuro da trama da série ou ao futuro da própria série, que permanece indefinido, com os fãs ainda não sabendo se haverá ou não uma 5a. temporada.

Obs: Nas redes sociais em geral a reação ao episódio 'Nothing As It Seems' foi ótima, com todos os fãs elogiando muito. Eu o assisti pela Internet e, de fato, ele foi muito bom. Não percam.

Espero que, com isso, a audiência desta semana seja bem melhor do que a da semana passada e, assim, a série se recupere e tenhamos uma 5a. temporada.

Link


http://www.fringetelevision.com/2012/03/fringe-glyph-code-in-nothing-as-it.html?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

IBM apresenta chip óptico que transmite 1 Terabit por segundo!

IBM apresenta chip óptico que transmite 1 Terabit por segundo - do site Inovação Tecnológica

Redação do Site Inovação Tecnológica - 14/03/2012

IBM apresenta chip óptico que transmite 1 Terabit por segundo
"Traseira" do chip óptico furado, para transferência de dados de alta velocidade em sistemas de roteamento de redes, por meio da chamada óptica paralela. [Imagem: IBM]
Dados por luz

A IBM apresentou o protótipo de um sistema óptico de comunicação de dados capaz de transferir 1 Terabit de informação por segundo - o equivalente ao download de 500 filmes de alta definição.

O protótipo - batizado de Holey Optochip, algo como "chip óptico furado" - alcançou uma velocidade oito vezes superior à dos componentes ópticos paralelos já construídos até agora.

A velocidade alcançada é equivalente à banda de dados usada por 100.000 usuários dos canais de acesso à internet de altíssima velocidade, que chegam a 10 Mb/s nos países mais avançados.
Os processadores ópticos, ou processadores fotônicos, assim como os chips dedicados ao tráfego de dados pela rede, podem ser muito mais rápidos se deixarem de lado os elétrons e passarem a usar pulsos de luz.

É por isso que os engenheiros estão tentando desenvolver técnicas para a fabricação de chips baseados inteiramente na comunicação por luz, ou que sejam eficientes na "tradução" dos dados eletrônicos (transportados por elétrons) em dados fotônicos (transportados pelos fótons da luz).

Chip óptico furado

O Holey Optochip, que mede 5,2 x 5,8 milímetros, possui 48 furos feitos em uma pastilha de silício padrão.

Os furos permitem o acesso óptico pela traseira do chip a 24 canais de recepção e 24 canais de transmissão, gerando uma arquitetura muito rápida e, ao mesmo tempo, muito compacta.

O consumo de energia do chip furado é modesto, apenas 5 watts, embora a expectativa é que isso venha a melhorar ainda mais no futuro.

Este chip óptico é voltado para a transferência maciça de dados em sistemas de roteamento de redes, na chamada óptica paralela, uma tecnologia de fibras ópticas multimodo de curto alcance, tipicamente por volta de 150 metros.

A óptica paralela é diferente da comunicação serial por fibras ópticas tradicionais. Enquanto nesta a comunicação é apenas duplex, na óptica paralela os dados são transmitidos e recebidos simultaneamente, usando múltiplas fibras.

Trabalho pela frente

Embora esteja trabalhando ativamente na criação de processadores que operam com luz, a IBM afirma que a tecnologia ainda deverá demorar para vir acelerar o acesso à internet para os consumidores.

"Nós pretendemos otimizar a tecnologia para comercialização na próxima década, com a colaboração de parceiros da indústria," disse Clint Schow, pesquisador da empresa.

Link:

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=ibm-chip-optico&id=010150120314

quinta-feira, 29 de março de 2012

'Fringe' - Universos irão se separar? - por Marcos Doniseti!

'Fringe' - Universos irão se separar? - por Marcos Doniseti!




Vocês já viram o nome do episódio de número 20 de 'Fringe'? É 'Worlds Apart', algo como 'Mundos Separados'. 


Será que a ponte que conecta os dois Universos deixará de existir? É muito provável.


E a julgar pelos nomes dos dois episódios finais desta 4a. temporada (End Game - Partes 1 e 2), não é de se duvidar que eles representem os últimos episódios do seriado. 


Porém, fala-se que poderá ser produzida uma 5a. temporada, com 15 episódios. Assim, a série chegaria a 102 episódios e poderia ser exibida pelas chamadas Syndications, o que representaria uma nova fonte de renda para os produtores. E também seria lançada uma nova temporada em DVD e Blu-Ray.


A conferir.


Abaixo, publico o nome dos episódios finais e a data de exibição dos mesmos nos EUA:


4X16 - Nothing As It Seems - 30/03/2012


4X17 - Everything In Its Right Place - 06/04/2012


4X18 - The Consultant - 13/04/2012


4X19 - Letters of Transist - 20/04/2012


4X20 - Worlds Apart - 27/04/2012


4X21 - End Game - Parte 1 - 04/05/2012


4X22 - End Game - Parte 2 - 11/05/2012


Link:

http://www.fringelatino.com/2012/03/lista-completa-de-titulos-para-la.html

quarta-feira, 28 de março de 2012

'Fringe' - O Observador e o não apagamento de Peter! - por Marcos Doniseti!

'Fringe' - O Observador e o não apagamento de Peter! - por Marcos Doniseti!


“O que me intriga é September ter sido incumbido novamente de apagar qualquer resquício do Peter adulto queando ele voltou a aparecer apenas em forma de energia, quando compra todas as peças e diz que vai "Apagar um homem da linha do tempo".

Mas na hora, novamente, ele acaba "salvando" Peter, não usando o equipamento. Por que September deixa que Peter volte? Qual a relação existente entre os dois? Me lembrou o episódio em que um dos Observadores sequestra uma garota que iria morrer em um acidente de avião, interferindo nos acontecimentos por "amor", como ele mesmo conclui.

Qual a relação dele com tudo isso e com Olívia. Porque ele está sempre interferindo nesta história?

Miolos fervendo aqui!!” - por Mari Krauss

Mari, você fez ótimos questionamentos.

'Fringe', realmente, racha os neurônios dos fãs na hora em que eles tentam encontrar respostas que permitam compreender o que está se passando na série.

Quanto às suas perguntas, do motivo pelo qual o September se envolve tanto com Peter e Olívia e porque não apagou o Peter novamente, eu pensei em várias possibilidades, como:

1) A primeira vez em que September apagou Peter não deu certo. Ele voltou mesmo assim. Então, ele pode ter pensado algo como 'Bem, não funcionou da primeira vez. Porque, agora, isso funcionaria?”. Daí, ele teria desistido de apagar Peter.

2) Sensação de culpa do September. Afinal, foi o September que inviabilizou a cura do Peter-Alt pelo Walternativo na Timeline original. E com isso ele desencadeou toda uma sucessão de acontecimentos (sequestro do Peter pelo Walter, descoberta do fato pela Walternativo, etc) que resultaram na guerra entre os dois Universos. Como ele sabe que foi o responsável por tudo isso, ele decidiu, desta vez, não apagar o Peter.

3) September descobriu que Peter voltaria, independente de quantas vezes, ele fosse apagado, pois eles, Observadores, não podem interferir no rumo dos acontecimentos. Ao interferir, eles violam as leis da física e da realidade que regem os Universos e as Linhas do Tempo, bem como as suas ações.

No primeiro episódio do quarto ano, December disse era responsabilidade deles, Observadores, garantir que os acontecimentos se desenvolvessem conforme deveriam, sem a interferência de ninguém. Então, Peter acabaria voltando de qualquer forma, não importando qual o número de vezes em que ele fosse apagado.

4) Identificação afetiva-emocional do September com Walter, Peter e Olívia. September observou e, de certa maneira, conviveu por tanto tempo com os três que acabou por se identificando com eles, passando, à sua maneira, a gostar dos mesmos. E isso teria impedido que September apagasse Peter.

5) Outra possibilidade é a de que, talvez, September não estivesse pensando em apagar Peter, mas a Olívia. Eu sei que a ordem que ele recebeu era para apagar o Peter. Mas, ele pode ter pensado em apagar a Olívia? Afinal, não foi ele que disse que analisou todos os futuros possíveis da Humanidade e concluiu que ela precisava morrer em todos eles? Então, talvez ele estivesse pensando em apagar a Olívia e não o Peter. Porém, ele também não levou essa ideia adiante.

Enfim, existem várias possibilidades que podem explicar a inação do September com relação à segunda ordem que ele recebeu para apagar Peter.

Vamos esperar para ver se alguma delas se confirma.

Com relação ao episódio do Observador que se apaixonou por uma garota, isso tem a ver com o fato de que eles, virtualmente, não tem sentimentos. Você já viu algum Observador chorar ou dar uma risada? Entendo que os Observadores, em sua evolução, sufocaram ou reprimiram fortemente os sentimentos e as emoções. Então, quando acontece de um deles se apaixonar, isso é algo tão raro e incomum que eles passam a considerar essa pessoa como sendo especial .

Para entender melhor isso, sugiro que leia outro texto que publiquei, aqui no blog, justamente sobre esse assunto, a respeito dos 'Observadores, Spock e as emoções humanas'. O link é esse aqui:

 http://popeseries.blogspot.com.br/2012/03/fringe-os-observadores-spock-e-as.html

terça-feira, 27 de março de 2012

'Fringe' – A Física Quântica explica o apagamento e a volta de Peter! - por Marcos Doniseti!

'Fringe' – A Física Quântica explica o apagamento e a volta de Peter! - por Marcos Doniseti!

A Física Quântica ajuda a explicar porque Peter voltou à trama de 'Fringe'. Descubra como lendo esse texto. 

Muitos fãs de 'Fringe' ficaram intrigados com o fato de que mesmo depois de Peter ter sido apagado pela Timeline Reescrita, as pessoas que conviveram com ele (Olívia e Walter, principalmente) ainda tinham lembranças e memórias dessa convivência.

Além disso, outro fato que com o qual os fãs da série reagiram com um certo  estranhamento é que a ponte que Peter criou, e que conecta os dois Universos, não foi eliminada da história mesmo depois que ele foi apagado.


Que tudo isso é muito estranho, não há dúvida alguma, principalmente para aqueles (entre os quais me incluo e que vale para a imensa maioria das pessoas) que sempre pensaram em termos de 'causa e efeito'. Nossas ações geram determinadas consequências. E ponto final, certo? Errado. Pelo menos, para a Física Quântica.


Por mais incrível que possa parecer, há uma explicação científica para estes fatos que foram mostrados em 'Fringe' e que rompem com essa ideia de que relações de 'causa e efeito' valem para tudo.


Esta explicação vem da Física Quântica e se chama 'Apagamento Quântico'. O que é isso? Simples: A teoria Quântica diz que é perfeitamente possível apagar o Passado, mas sem que isso resulte na eliminação da influência que este passado exerceu sobre o futuro.


Exemplo: Peter construiu a ponte que conecta os dois Universos e, logo depois, ele foi apagado, mas a ponte permaneceu, certo? Porque? O Apagamento Quântico explica, dizendo que mesmo com ele tendo sido apagado da história, aquilo que ele fez permaneceu (ou seja, a ponte).


Isso também contribui para ajudar a entender porque as memórias e lembranças que Olívia e Walter tem do Peter não foram eliminadas.


Agora, isso não é tudo. A Física Quântica também provou que, mesmo depois deste Passado ter sido apagado, também é possível ressuscitá-lo, bastando que algo ou alguém faça isso.


A Física Quântica mostra que esse Passado, que foi apagado, apenas 'desaparece da nossa visão', mas ele não deixa de existir, permanecendo numa espécie de 'Ostracismo Quântico'. Logo, ele pode ser trazido de volta, desde que algo ou alguém o traga de volta à tona. Assim, ele se torna visível novamente. 


E foi exatamente isso que aconteceu com Peter: Um 'Apagamento Quântico'.


Assim, Peter foi apagado, desapareceu da nossa visão, mas a sua influência permaneceu na realidade na qual ele atuou, através da ponte que liga os dois Universos e das memórias de Walter e de Olívia, e foi trazido de volta pelos fortes laços afetivos e emocionais que existem entre os três protagonistas do seriado.


Livro do físico Brian Greene, que trada Física e da Cosmologia, em especial, explica o conceito de Apagamento Quântico, que ajuda a entender como Peter retornou à história de 'Fringe' na quarta temporada.
Então, todo o processo de apagamento e retorno de Peter é explicado, cientificamente, pela Física Quântica.

Então, por tudo isso, entendo que aqueles fãs de 'Fringe' que disseram que a explicação para o retorno de Peter foi 'sentimentalóide e piegas', como se fosse um novela mexicana, estão inteiramente equivocados.


A explicação para o apagamento e a volta de Peter é, em grande parte, científica, sendo fortemente baseada na teoria Quântica.


Observação 1: É bom esclarecer que tudo isso que escrevo sobre este assunto, Apagamento Quântico, já foi comprovado, tanto através de cálculos matemáticos, como pela realização de experimentos. Portanto, não se trata de Ficção, mas de Ciência.


Observação 2: A explicação sobre o Apagamento Quântico foi retirada do livro 'O Tecido do Cosmo', do físico teórico Brian Greene (páginas 226-230).



domingo, 25 de março de 2012

'Fringe': Envolvimento de Peter e Olívia não mudará a série! - por Marcos Doniseti!

'Fringe': Envolvimento de Peter e Olívia não mudará a série! - por Marcos Doniseti! 

(atualizado às 20:03 do dia 25/03/2012)

Alguns fãs de "Fringe' parecem estar preocupados com o rumo que a série poderá tomar, agora, depois que Peter e Olívia finalmente resolveram as suas diferenças amorosas que já vinham se arrastando desde a primeira temporada.

O amor entre eles existe, praticamente, desde o início da série, mas sempre era interrompido por algum fator 'extra-campo'.

E isso acontecia por vários motivos: Olívia resistia, no início da série, a se envolver com Peter, embora a paixão mútua já existisse, é claro.

Depois,  quando ela começou a mudar de idéia, ficou presa no Universo Vermelho e  quem se envolveu com o Peter foi a Olívia -Alt, daí a Olívia volta para o Univeso Azul, mas descobre sobre o caso de Peter com a Olívia alternativa, se decepciona com o Peter, recusando-se a se envolver com ele novamente e por aí vai...

Enfim, sempre existiu uma paixão mútua entre Peter e Olívia, desde o princípio do seriado, mas sempre acontecia alguma coisa que impedia que eles pudessem desenvolver e aprofundar este relacionamento.

Agora, aparentemente, esses obstáculos foram removidos. Resta saber se essa situação terá continuidade ou não.

Logo, entendo que tais fãs não precisam se preocupar.

Não é porque Olívia e Peter estão juntos que Fringe irá se transformar numa comédia romântica. Isso não irá acontecer!

Até porque é justamente a resolução deste caso, envolvendo Peter e Olívia, que irá liberar a série para manter as suas características intactas e fazer com que os dois possam trabalhar juntos, investigando os casos da Fringe Division.

Daí, nas horas de folga, eles irão aproveitar para se divertir um pouco...

Aliás, basta ver a promo do próximo episódio para se constatar que as investigações estão acima do romance entre Peter e Olívia:

http://www.youtube.com/watch?v=jta8B0YQdnM

'Fringe': Os filmes que influenciam a série! - por Marcos Doniseti!

'Fringe': Os filmes que influenciam a série! - por Marcos Doniseti!

(atualizado no dia 23/08/2016)
'Os Agentes do Destino' é um filme baseado em um conto de Philip K. Dick, um dos grandes autores da história da ficção-científica. Os Observadores foram, em parte, inspirados em personagens desde conto/filme. 
Não sei se algum leitor que seja fã de 'Fringe', e também um leitor dos textos do autor deste modesto blog, já assistiu ao filme 'The Adjustment Bureau' (Os Agentes do Destino'; ver foto acima), com Matt Damon e Emily Blunt. Se não o viu, então eu recomendo que o faça, pois é um ótimo filme, pois está relacionado com os acontecimentos que vemos no seriado nesta quarta temporada.

O filme é baseado num conto de Philip K. Dick e no mesmo há um grupo de personagens, os Agentes do Destino (que também usam ternos, chapéus - aliás, os chapéus são umas das fontes do poder deles), que interferem na vida das pessoas e que serviram de inspiração para a criação dos Observadores de 'Fringe'.

No filme, os protagonistas interpretam um casal que se apaixona perdidamente e que faz de tudo para ficar junto, mas os 'Agentes do Destino' (que lembram muito os Observadores de 'Fringe', com a diferença de que estes são praticamente desprovidos de emoções, o que já não acontece com os Agentes do filme) interferem, de todas as maneiras, para tentar impedir que isso aconteça, pois isso não está de acordo com os planos do 'Presidente' (ou seja, Deus), mas os dois fazem de tudo para ficar juntos, pois se amam intensamente.

Para mim, essa explicação de que Peter voltou em função do Amor que o une a Olívia e Walter, embora incompleta, é uma clara  referência ao filme 'Os Agentes do Destino'.

Recentemente, em 'Fringe', também vimos Walter dizer que Olívia estava absorvendo as memórias e lembranças que Peter tinha dela (na Timline original), devido ao fato do cortexiphan estar sendo aplicado nela por agentes a serviço de David R. Jones.

Isso também é uma referência a um outro filme, que no caso é 'Solaris' (o original, de 1972, é do cineasta soviético Andrei Tarkovski e o remake, de 2002, é de Steven Soderbergh), no qual um Ser Alienígena adquire a forma de uma mulher, ex-esposa de um psiquiatra (Chris Kelvin, interpretado por George Clooney) que cometeu suicídio, e que vai absorvendo as lembranças que o médico possui da ex-esposa (Rheya), passando a se comportar não como ela foi, mas como o psiquiatra se lembra dela.
"Altered States' (1980): Filme de Ken Russell exerceu uma grande influência sobre 'Fringe'. O cientista maluco (Eddie Jessup) que usa um tanque de privação sensorial veio daí. Blair Brown, que interpretou a esposa de Eddie interpretou Nina Sharp em 'Fringe'. E tivemos uma agente do FBI chamada Amy Jessup, que trabalhou com Peter quando Olívia voltou do Universo Paralelo em estado terminal, no início da segunda temporada. 
Aliás, no episódio 'A Short Story About Love', da 4a. temporada, na qual o September explicou a sua versão do motivo do retorno de Peter à esta Timeline, também temos uma referência a outro filme, que é 'O Perfume' (que é baseado em um livro, chamado 'O Perfume', do escritor alemão Patrick Suskind), que é sobre a história de um assassino que tenta roubar o odor das pessoas e que tenta fazer com que essa experiência se torne permanente.

Em 'Fringe', o assassino, Anson Carr, usa dessa técnica, mas para conseguir viver um momento de amor verdadeiro, que ele perdeu com a morte da sua esposa. Em uma cena aparece ele olhando a foto dela e uma expressão de amor, carinho e saudade aparece no rosto dele. Ele tenta, claramente, recuperar algo, o Amor, que ele teve, mas que perdeu, nem que seja por alguns breves segundos.

Também já tivemos, na série, inúmeras outras referências cinematográficas e também literárias. Entre as mais óbvias e evidentes, visto que são bastante repetidas no seriado, estão 'O Mágico de Oz' e 'Alice no País das Maravilhas'.

Nesta quarta temporada, por exemplo, quando Peter e Lincoln foram ao Universo Vermelho para investigar o caso dos transmorfos e, no caso de Peter, pedir a ajuda de Walter para voltar à 'sua Timeline', vimos Lincoln levar um susto imenso ao ver que, no Universo-Alt, as Torres Gêmeas continuavam em pé. Nisso, Peter vira para ele e diz que o mesmo  está se parecendo com um Espantalho, que é um personagem de 'O Mágico de Oz'.

Outros filmes que, de uma forma ou de outra, foram citados, são 'O Homem que Caiu na Terra', com David Bowie, que interpreta um alienígena chamado Thomas Jerome Newton (personagem que apareceu em "Fringe"), e cujo nome verdadeiro é... David Robert Jones (o maior vilão de 'Fringe'), e 'De Volta para o Futuro'. Inclusive, já tivemos, na terceira temporada, a participação de Christopher Lloyd, no episódio 'Firefly'.
'O Mágico de Oz' é um dos filmes citados em 'Fringe'.
Outro filme extremamente influente sobre 'Fringe' é  'Viagens Alucinantes' (de Ken Russell), que mostra a história de um cientista 'meio-doido' que faz experiências altamente arriscadas com o cérebro humano. Qualquer semelhança com Walter não é mera coincidência. Ah, neste filme temos a importante participação de Blair Brown, que interpreta a Nina Sharp em 'Fringe'.

'Videodrome', do cineasta David Cronenberg, também já serviu de referência para a produção de um episódio da 1a. temporada da série, que foi o 'The No-Brainer'.

'Efeito Borboleta' foi outro filme que, a meu ver, tem uma influência clara na série. Basta conferir a borboleta do filme e a do seriado, que são muito, mas muito semelhantes mesmo.

Inclusive, a trama do filme foi lembrada no final da terceira temporada, quando Peter destruiu com o Universo Vermelho e foi para o futuro (2026). Mas, quando chegou lá, ele descobre que o seu ato gerou o assassinato de Olívia pelo Walternativo. Daí, com a ajuda de Walter, Peter voltou para 2011 e tomou uma decisão diferente da original, criando uma realidade alternativa. .

Enfim, o universo de referências em 'Fringe' é muito vasto. Estes filmes que comentei neste texto são apenas alguns que, de uma forma ou de outra, já foram citados na série e que a influenciaram.

Links:

Filme 'Os Agentes do Destino':

 http://programacinemafalado.blogspot.com.br/2011/05/baseado-em-conto-de-phillip-k-dick-os.html

Filme 'O Perfume':

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-55603/

Livro 'O Perfume' de Patrick Suskind:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Patrick_S%C3%BCskind

Filme 'O Homem que caiu na Terra':

http://festival.culturainglesasp.com.br/homem-que-caiu-na-terra/2460

Viagens Alucinantes (filme completo no Youtube):

http://www.youtube.com/watch?v=ayKmgwGOJoc

Solaris (2002):

http://pt.wikipedia.org/wiki/Solaris_%28filme_de_2002%29

Filme 'O Mágico de Oz':

http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Wizard_of_Oz_%281939%29

Filme 'Efeito Borboleta':

http://www.cineplayers.com/filme.php?id=287

As borboletas de 'Fringe' e do filme 'Efeito Borboleta':

http://popeseries.blogspot.com.br/2011/06/muitos-fas-de-fringe-ja-devem-ter.html

Livro - Alice no País das Maravilhas (de Lewis Carroll):

http://pt.wikipedia.org/wiki/Alice_no_Pa%C3%ADs_das_Maravilhas

Fringe: Walter, Peter e Olívia: Criadores de novas realidades:

http://popeseries.blogspot.com.br/2011/06/fringe-walter-peter-e-olivia-criadores.html

Filme - Alice in Wonderland:

http://cinema.uol.com.br/alice-no-pais-das-maravilhas/

Philip K. Dick e o Cinema:

http://ocinedude.blogspot.com.br/2011/05/os-agentes-do-destino-como-deixar.html

Philip K. Dick e Fringe:

http://www.aumanack.com/index.php?option=com_k2&view=item&id=13573:review-fringe-do-shapeshifters-dream-of-electric-sheep?&Itemid=499

Videodrome:

http://cinecafe.wordpress.com/2011/06/02/videodrome-a-sindrome-do-video-david-cronenberg-1983/

Fringe: Os Observadores, Spock e as emoções humanas! - por Marcos Doniseti!

Fringe: Os Observadores, Spock e as emoções humanas! - por Marcos Doniseti!


Em Fringe, percebe-se claramente que os Observadores não tem o domínio do universo das emoções humanas. Eles são mais parecidos com andróides do que com seres humanos. Até os seus gestos e movimentos, muito lentos, lembram mais um andróide. O universo dos sentimentos e das emoções é totalmente estranho para eles.

E por isso eles não conseguem compreender o que é o Amor, a Paixão,o Ciúme, a Saudade, a Raiva, o Ódio, entre outros sentimentos que são muito fortes nos seres humanos. 

Talvez a espécie humana, para poder evoluir tanto e chegar ao patamar de desenvolvimento dos Observadores, tenha que ter reprimido e controlado as suas emoções, tal como os Vulcanos (olha o Spock aí de novo...).

Alguém já viu um Observador dar uma risada ou contar uma piada? Se alguém fizer isso para eles, provavelmente irão virar a cabeça de um lado para o outro,lentamente, tentando entender o que está acontecendo. Daí, talvez, eles digam: 'Isso é uma piada. Registrado'.

Esses Observadores estão mais para Spock do que para Kirk e, muito menos, McCoy. Mas, eles são apenas UM dos possíveis futuros da Humanidade. Felizmente...

Com relação ao fato do September dizer que não há uma explicação científica para a volta do Peter, penso que ele está errado. Da mesma forma que ele errou quando falou, em The Day We Died (último episódio da terceira temporada), que o Peter não tinha existido na Timeline Reescrita.

Na quarta temporada, vimos que o Peter existiu, sim, nesta Timeline Reescrita, e nos dois Universos, mas os dois Peters morreram quando ainda eram crianças. Quem não existiu foi o Peter jovem-adulto. É a lembrança deste que Walter, Olívia e os demais, que conviveram com o Peter na Timeline original, não possuíam.

Porém, na Timeline Reescrita, os dois Walters e a Elisabeth-Alt lembram-se dele quando era criança, sim. Olívia não se lembra de Peter-criança, pois nesta Linha Temporal eles não se conheceram.

Assim, entendo que o September fala que não há uma explicação científica para o retorno do Peter porque essa é a melhor maneira dele se safar de uma punição mais dura por parte dos demais Observadores pela volta do Peter. Daí, ele poderá dizer: 'Eu apaguei o Peter. Ele voltou por causa desse sentimento primitivo e incompreensível, que é muito comum entre os humanos dos primeiros tempos, quando eles ainda estavam na infância da nossa Evolução, que é o Amor. Eu fiz a minha parte. Não tive culpa se o Peter voltou'.

Essa explicação do September é válida, sem dúvida, mas não é a única e penso que outras versões que explicarão o retorno do Peter ainda serão mostradas na série até o final desta temporada, o que permitirá ter um quadro mais completo sobre este aspecto extremamente importante da série.

A conferir.

Fringe: O Amor e o Retorno de Peter! - por Marcos Doniseti!

Fringe: O Amor e o Retorno de Peter! - por Marcos Doniseti!

Olha a Olívia-alt dizendo para o Peter 'hoje você não me escapa'.

Apesar de que no excelente episódio 'A Short Story About Love' termos visto o Observador dizer que o retorno de Peter à essa Timeline deveu-se ao Amor (dele por Olívia e Walter e vice-versa),  penso que isso foi uma jogada dele para tentar livrar a sua culpa pela volta de Peter.

Não podemos esquecer que o apagamento de Peter tinha sido uma ordem de December. E os Observadores pensam que se Peter voltou é porque o Observador o ajudou, de alguma maneira.

Assim, se o Peter voltou para essa Timeline devido ao Amor, então isso livraria a responsabilidade dele, September, perante os demais Observadores, que daí não teriam mais motivo algum para puní-lo. Ele poderia dizer algo como: 'Eu fiz a minha parte, não tenho culpa dele ter retornado'.

Que o Peter e a Olívia se amam, não resta a menor dúvida. Que eles adoram ao Walter, e vice-versa, também não. Então, o Observador não está errado quando diz que existe essa forte conexão entre os três, que faz com que eles não esqueçam um do outro e que isso tenha, de fato, contribuído para o retorno de Peter à essa Timeline.

Mas, penso que não foi apenas isso que provocou a volta de Peter.

Entendo que Peter voltou, também, por dois motivos:

A) A Física Quântica é clara: você não pode mudar o passado. No máximo, pode-se retornar ao passado e tomar decisões diferentes das anteriores e, daí, cria-se uma realidade alternativa, diferente da anterior. Walter e Peter fizeram isso no final do 3o. ano;

B) O  Entrelaçamento Quântico, que diz existir uma conexão entre todos os seres vivos, em todos os Universos e Linhas Temporais. Assim, há uma conexão entre todos os Peters, Walters e Olívias em todas as realidades. Logo, nenhum deles pode ser, simplesmente, apagado, assim, 'sem mais nem menos'. Isso seria uma violação das leis físicas e da própria realidade.

Logo, o retorno de Peter se deu por razões muito mais complexas do que apenas em função do Amor que (existe, sem dúvida alguma) e que o liga intensamente a Olívia e Walter.

A questão é saber se isso será confirmado ou não.

O que vimos, até o momento, é a visão do September sobre os fatos e que é uma interpretação muito conveniente para o próprio, pois livra a cara dele perante os demais Observadores.

Ainda penso que há mais coisas entre o céu e a Terra, em Fringe, do que isso que o September falou.

A conferir.