terça-feira, 22 de janeiro de 2013

'Fringe': O retorno de Peter e as suas relações com a Mitologia, a Ciência, as Religiões Pagãs e a Física Quântica! - Marcos Doniseti!

'Fringe': O retorno de Peter e as suas relações com a Mitologia, a Ciência, as Religiões Pagãs e a Física Quântica! - Marcos Doniseti!

revisto e atualizado no dia 19/04/2015

Em 'Fringe' temos inúmeros elementos relacionados à Mitologia, Religião, Filosofia, Ciência...
Alguns fãs de 'Fringe' ainda hoje questionam o fato de que teria sido apenas o Amor que trouxe Peter de volta à trama na quarta temporada, mas discordo disso. 

Penso que teve muito mais do que isso envolvido na história do retorno de Peter à história, mas isso não foi devidamente explicitado na série. 

O September é que encarou as coisas deste jeito, porque ele passou a valorizar muito as emoções humanas, a amar a Humanidade, aprendendo a desenvolver as emoções e a ter amor pelo seu filho, Michael. 


Mas entendo que essa explicação que September dá é parcial e incompleta. 


Entre os motivos que ajudaram no retorno do Peter, estão: 


1) A deterioração dos Universos: O fato dos dois Universos estarem em situação precária, bastante deteriorados depois de tantas travessias e da guerra que eles travaram. Isso também contribuiu muito para que Peter retornasse, pois nessas condições as leis da Física já não eram válidas, não se aplicavam mais. 


Tanto isso é verdade que tivemos a mistura de elementos químicos (Ósmio e Lutécio) que jamais poderiam se misturar. E como o Walter corretamente concluiu, isso somente aconteceu porque os dois Universos estavam fragilizados e as leis da Física já não se aplicavam mais ('Ósmio' - 3X16). 

E a deterioração dos dois Universos atingiu um tal ponto que os dois lados tiveram que trabalhar juntos para resolver os seus problemas, mesmo existindo uma grande desconfiança entre os seus moradores. Eles colaboravam porque não tinham opção: a alternativa a isso seria a destruição e o aniquilamento dos dois Universos. 

O Universo Vermelho somente começou a se recuperar depois que Peter criou a ponte que os conectou. 

Logo, nestas condições precárias, as leis da Física não funcionavam de forma adequada, o que colaborou para o retorno de Peter que, em condições normais, talvez não acontecesse. 

2) As memórias da Olívia e do Walter: A Olívia tem o poder de se lembrar de tudo o que acontece nas Timelines anteriores. Até o Walter, mesmo com o seu lobo temporal retirado, tinha uma memória visual e auditiva do Peter, mesmo sem saber quem ele era, enxergando-o na tela da TV, em espelhos, ouvindo a sua voz. 


Tudo isso mostrava que, de alguma maneira, o Peter tinha deixado uma marca nas almas deles, como disse o Broyles em 'One Night in October' (3X02) a respeito do caso envolvendo os dois John McClennan (dos Universos Azul e Vermelho), onde as memórias do McClennan do Universo Azul tinham sido apagadas pelo seu 'sósia' do Universo Vermelho e, mesmo assim, ele se lembrava do que a Margery havia dito e ensinado para ele.
Olívia e o Halo sagrado que a envolve no episódo 'A Better Human Being' (3X13), mostrando que ela possui um caráter divino. Os jovens que foram manipulados geneticamente pelo Dr. Owen Frank, neste episódio,não são os únicos 'seres humanos melhores', ou seja, mais evoluídos da história. As crianças cortexiphadas também eram serem humanos mais evoluídos. E os objetivos de Bell, Walter e Frank eram semelhantes: criar uma espécie humana mais evoluída e poderosa. Mas apenas Olívia tem uma natureza sagrada e representa uma Deusa. 

No episódio 'Subjetc 9' (4X04) fica claro que a manifestação de energia que, depois, irá se transformar no Peter, sempre procura pela Olívia. Somente esta tem o poder de atrair Peter e de fazer com que este retorne à existência física. Walter até tem uma memória auditiva e visual de Peter (embora não faça a menor ideia de quem seja o mesmo), mas não é ele que tem o poder de atrair a 'energia Peter' para que este volter a viver. 

Tal poder é exclusivo de Olívia, a Deusa da Memória. 

Em 'X-Files' temos uma frase dita pelo Albert Hosteen que entendo que se encaixa perfeitamente nessa história do retorno de Peter em 'Fringe' e que é a seguinte:

"Há um antigo ditado índio que diz que algo vive tanto quanto a última pessoa que se lembra dele" (episódio 'O Caminho da Cura').

É isso: Olívia, Walter, cada um à sua maneira, não se esqueceram do Peter que as suas versões da Timeline Original conheceram e com o qual tiveram uma convivência muito forte no aspecto sentimental e emocional. 

Walter tem essa conexão emocional como sendo o pai de criação de Peter. E a conexão com Olívia se dá pelo fato desta ter sido a namorada/amada do Peter. Eles se amavam. 

E isso me dá motivos para afirmar que existe um 'Entrelaçamento Quântico Emocional' (ler o item 4 deste texto) entre Walter, Peter e Olívia. E este é tão forte que está presente em todas as Timelines. As diferentes versões de Walter, Peter e Olívia, em todas as Timelines, estão fortemente conectadas emocionalmente e isso sempre acontece, não importando qual seja a Timeline na qual eles estejam vivendo. 

3) O Apagamento Quântico: Além disso, penso que neste caso, especificamente, os produtores e roteiristas da série usaram de um conceito da Física Quântica chamado de 'Apagamento Quântico' para promover o retorno do Peter, embora isso não tenha sido explicitado no seriado. 


O que é isso? Resumidamente, este conceito diz que se uma parte do Passado for 'apagado', isso não eliminaria a influência que este Passado exerceu sobre o Futuro. 


Isso explicaria porque o apagamento do Peter não eliminou as memórias que Olívia e Walter tinham dele. E se algo ou alguém se lembrar deste Passado, o mesmo acaba retornando, podendo ser visto novamente, o que acaba com esse 'apagamento'. 

Para mim, foi exatamente isso o que aconteceu com o Peter. Ao se lembrar de Peter, o Walter e, em especial, a Olívia cortexiphada, acabaram por trazê-lo de volta à existência física em uma Linha Temporal cujos Universos estavam deteriorados. 


Portanto, a Física Quântica também faz parte da explicação para o retorno de Peter à série na quarta temporada. 

Obs: Sobre o conceito do 'Apagamento Quântico', sugiro a leitura do livro 'O Tecido do Cosmo', do físico Brian Greene', onde ele trata com muito mais detalhes deste assunto.

4) Entrelaçamento Quântico Emocional e a Mitologia Grega: Também penso que existe uma espécie de 'Entrelaçamento Quântico Emocional' ligando Peter, Walter e Olívia em todos os Universos e Timelines. Quando um deles desaparece da história, os outros dois, de alguma forma, acabam se lembrando do terceiro, dada a intensidade da conexão emocional que existente entre eles. 


A Olívia tem muito mais facilidade para se lembrar do Peter porque é cortexiphada (e também porque não teve o seu lobo temporal retirado), o que fez com que ela desenvolvesse uma memória prodigiosa. O fato concreto é que ela não se esquece de nada, nem mesmo do que aconteceu nas Timelines anteriores. 


Olívia é a 'Memória Viva' da série, representando em 'Fringe' a Deusa grega Mmemósine, que tinha esse poder de se lembrar de tudo o que os outros já tinham esquecido. 
A Elizabeth do Universo Vermelho, na Timeline Reescrita, nota que o Peter adulto que lhe pede ajuda não é o seu filho, é claro, mas percebe que o mesmo tem uma conexão com o filho que ela perdeu ainda criança e que, em uma outra realidade, Peter cresceu, se tornou adulto e foi feliz. E por isso ela decide levá-lo até o Walternativo, a fim de convencer o marido a ajudar esta versão de Peter. E também fará o mesmo ao visitar o Walter do Universo Azul. 

Este 'Entrelaçamento Quântico Emocional' que existiria entre os três também explicaria porque o Peter fez aquele olhar, na cena final da temporada, como se tivesse se lembrado do que o Walter havia lhe falado, na Timeline Reescrita, a respeito da carta que iria enviar para o Peter (o que ocorreu na Timeline Redefinida).  

E vocês já repararam como eles (Walter, Peter e Olívia) sempre acabam juntos, mesmo que a história de suas vidas sejam diferentes? Não importa a Timeline na qual eles vivam, eles sempre acabam se conhecendo, se relacionando intensamente e, daí, surge uma vontade inquebrantável de ficarem juntos, formando uma família, pois somente assim eles conseguem ser felizes.  


Na quarta temporada, quando Peter vai até o Universo Vermelho, junto com o Lincoln, pedir a ajuda do Walternativo e da Elizabeth para que ele possa voltar para a sua Timeline esta diz para o marido que sabe que há algo do filho deles (que morreu quando tinha apenas 8 anos) nessa versão adulta do Peter e que, por isso, devem ajudá-lo, mesmo sabendo que ele não é o seu filho.

Obs: A Timeline Original, que existiu nas três primeiras temporadas, foi destruída no episódio final da terceira temporada ('The Day We Died' - 3X22), o que impossibilita o retorno de Peter à mesma.

Concluindo: Portanto, entendo que o retorno de Peter à história foi resultado de uma soma de fatores muito mais complexa do que apenas o Amor, como pensou e concluiu o September. 


5) Uma série diferente das outras: Alguém poderia perguntar porque tudo isso não foi explicitado na série? Porque 'Fringe' não mostra tudo mastigado. Ela nunca foi uma série para você assistir, desligar a tv e ir dormir sem sequer se lembrar ou refletir a respeito do que assistiu. 


Isso pode ser válido para outras séries. Mas isso não vale para 'Fringe', não. 


6) A Mitologia Grega e os Deuses de Fringe: Nunca foi dito, na série, que a Olívia representa a Deusa grega da Memória, que é Mnemósine, e que se lembra de tudo o que os outros já esqueceram, inclusive dos fatos que ocorreram nas Timelines anteriores, tal como vimos que ocorreu na quarta temporada do seriado. 

Também nunca vimos ninguém dizer,  na série, que o Walter representa o mito de Prometeu, que trouxe o conhecimento divino para a Humanidade e que pagou caro por isso, tal como aconteceu com o próprio Walter. E Peter representa o mito de Ulysses, que sai pelo mundo, mas que somente é feliz quando retorna para casa e reconstrói a sua família. Mas é isso que acontece. 

Além disso, nos episódios finais, o Michael representaria o Arcanjo Miguel (cujo nome é Michael em inglês), que liderou os Exércitos de Deus na luta contra as Forças do Mal. E de certa maneira foi o Michael quem conduziu, com seus gestos (o sorriso quando Olívia chegou para salvá-lo; quando pedia silêncio para ela) o Walter, Peter, Olívia e cia. na luta contra os Observers. E ele também seria a representação do Mito do Oráculo que, na Mitologia Grega, faz o papel de um intermediário entre os Deuses e os Homens. E é exatamente este papel que ele também representa na última temporada da série. 

Ascot? Esse Walter...
As ações de Michael sempre acabavam levando ao passo seguinte da luta. 

Exemplo: Se ele não tivesse se entregado para os Observers, não teria sido necessário que o Walter injetasse cortexiphan na Olívia para que ela pudesse salvá-lo. E daí ela não teria conseguido matar o Windmark. 

Querem outro exemplo de referência, mitológia, na série? 


No episódio final, o Walter chama a Astrid de Asgard. Este é o nome que se dá ao Reino dos Deuses na Mitologia nórdica, que existe separado do mundo dos mortais. 

Em 'Fringe', os conhecimentos, poderes e habilidades dos protagonistas (Walter, Peter, Olívia) também os tornam diferentes de quase todos os demais seres humanos, que são comuns mortais, sem nenhum poder em especial, enquanto que Walter, Peter e Olívia criam ou possuem o poder de criar e destruir Universos, reiniciar o Tempo, atravessar Universos, entre muitos outros. 

Talvez tudo isso explique o motivo de Walter ter chamado Astrid de 'Asgard'. 

7) 'Fringe' e a Religião: Tivemos inúmeras referências religiosas na série. Exemplos disso:

Em 'Fringe', quando a guerra entre os Universos estava em seu começo, vimos cinco referências bíblicas relacionadas à mesma aparecerem no episódio 'A New Day in the Old Town' (2X01). 

Nos dois episódios finais da quarta temporada de 'Fringe' também vimos inúmeras citações religiosas, como o fato da palavra 'Eden' aparecer no depósito em que se encontravam os animais com os quais Bell pretendia povoar o seu novo Universo. E estes animais foram colocados, depois, num navio, que era, literalmente, a 'Arca de Noé' de Bell.
Estas são as 5 citações bíblicas que estão relacionadas à Guerra entre os dois Universos.
Assim, muitas informações, sobre inúmeros assuntos, entraram na construção dos roteiros da série, envolvendo Filosofia, Mitologia, Ciência, Ficção-Científica, Religião e por aí vai. 

Mas, muitas vezes, tudo isso fica nas entrelinhas, nunca é explicitado, mas está presente nas histórias e nas tramas da série.


E dizer que uma série tão inteligente, rica e complexa como 'Fringe' foi encerrada, enquanto tantas outras porcarias estão aí, sendo exibidas e fazendo sucesso. 


Triste.



Links:


O Reino de Asgard:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Asgard


A degeneração dos Universos e o retorno de Peter:

http://popeseries.blogspot.com.br/2013/01/a-degeneracao-dos-universos-e-o-retorno.html

3 comentários:

Herivelton disse...

Excelente abordagem.

Eu gostaria que voce abordasse novamente a questão do livre arbítrio.
Pois realmente, pensando bem, o livre arbítrio não existiria na série, sendo que os observadores estudaram toda a historia e manipularam a mesma.

Eu chego a esta conclusão tambem pela abertura da quinta temporada, em que todos os temas são escritos... livre-arbitrio.. bla bla... e é como se todos tivessem trancados em uma prisão..como mostra depois ..

Ahh eu gostaria de te perguntar 2 coisas:

1) Tem como voce me passar o link da comunidade Fringe Brasil do facebook ? xD

2) Eu gostaria de assistir a série X-files .. mas nao encontro em lugar algum para baixar em avi legendado.. nem em torrent.. voce tem alguma sugestão de onde eu possa encontrar? se eu nao encontrar, o jeito vai ser comprar mesmo...

Abraço.

Excelente site, excelentes abordagens!

Parabens.

Marcos Doniseti disse...

Herivelton, para mim, o grande tema de 'Fringe' é justamente a questão Destino X Livre-Arbítrio.

Me parece que, claramente, Walter, Peter e Olívia estão lutando contra um Destino que lhes foi imposto e ao qual eles não se submetem.

E justamente por isso é que eles vivem reiniciando o Tempo e criando novas Timelines, pois desejam viver juntos e serem felizes, mas parece que o Destino os impede.

Peter fez isso, usando a Máquina para criar uma nova Timeline no final do 3o. ano. E agora Walter e Michael fizeram a mesma coisa, reiniciando o Tempo a partir de 2015.

E o December, no episódio final, no diálogo com o September, a respeito do domínio da Humanidade pelo Observers, diz claramente que 'esse é Destino das pessoas desta Era'.

Oras, quem criou esse Destino? Quem o manipula, como você mesmo questionou? E o Destino pode ser modificado, como diz o September.

Aliás, o December decide ajudá-lo e acaba sendo morto por isso.

Creio que uma ótima forma de entender esse tema em 'Fringe' seria a leitura do livro 'O Fim da Eternidade', do Isaac Asimov, cujo grande tema é justamente esse, ou seja, o conflito entre Destino X Livre-Arbítrio.

Afinal, a Humanidade é realmente livre ou somos apenas peões num grande jogo no qual sequer sabemos quem são os que o comandam?

Tempos atrás eu encontrei o livro do Asimov na Net para baixar. Aqui está o link para você baixar o livro:

http://www.2shared.com/document/nbChTToB/O_Fim_da_Eternidade.html

E para baixar 'Arquivo-X' creio que o melhor site é este aqui, que tem as 9 temporadas completas e os dois filmes para serem baixados:

http://www.series-torrent.com.br/search/label/Arquivo%20x

Valeu pelos elogios e volte sempre ao blog.

Rodrigo Luna disse...

Herivelton, sobre X-Files você pode assistir pelo Netflix, eu assinei esse mês e o primeiro mês é gratis, daí eu comecei a assistir X-Files, e tem todas as temporadas legendadas, e se eu não me engano, vc pode mudar para dublado tb! Eu recomendo! Fora que tem um monte de outras séries e filmes legais tb!