sábado, 19 de janeiro de 2013

'Fringe' - Série é encerrada na TV com um final épico e perfeito! - por Marcos Doniseti!

'Fringe' - Série é encerrada na TV com um final épico e perfeito! - por Marcos Doniseti!

(revisto e atualizado no dia 19/03/2015, às 22h30)


Peter e Walter se despedem, numa das mais belas e emocionantes cenas da história de 'Fringe'. Esta foi a última cena filmada pelos atores do seriado. 
Sim, o Tempo foi reiniciado. O plano de Walter e September deu certo. E Walter se redimiu de tudo o que ele fez!

'Fringe' terminou a sua história na TV de maneira absolutamente fantástica, fechando a trama desta quinta e última temporada de forma totalmente coerente com tudo o que foi mostrado na série nestes cinco anos. 

Como se não bastasse, a série resolveu vários dos problemas que os personagens enfrentavam, desde que Peter retornou à vida física, na quarta temporada, momento a partir do qual ele se tornou um Paradoxo que violava as leis da Natureza e que era responsável pelo colapso da Timeline, bem como pelo fato deles estarem presos em um Loop Espaço-Temporal.

Afinal, como um adolescente que morreu nos dois Universos poderia ter chegado à fase adulta? Sem chance. Isso poderia acontecer apenas com o Peter sendo um Paradoxo. 

Além disso, tínhamos também mais duas questões importantes sobre a trama que precisavam ser esclarecidas, e foram, neste encerramento: 

Como resolver os problemas que afetavam os dois Universos e que pararam de ser solucionados a partir do momento em que a Máquina foi desligada e que a ponte que os unia deixou de existir? E de que maneira Walter iria se redimir dos erros que havia cometido? Sabíamos que ele iria se sacrificar, mas ainda não sabíamos como isso seria feito. 

Bem, vimos que, com a criação de uma nova realidade alternativa, aquela na qual a invasão dos Observers não aconteceu pois os mesmos não existem nela, pois o Tempo foi redefinido a partir de 2015, quando ocorreu a invasão. Antes disso, os fatos mostrados anteriormente permaneceram essencialmente os mesmos e que são aqueles que vimos na Timeline Reescrita. Foi esta Linha Temporal que foi reiniciada a partir de 2015. 

E Walter, ao se sacrificar, indo para 2167 junto com Michael, conseguiu impedir a criação dos Observers desprovidos de emoções (o grupo de Windmark). Aliás, analisando friamente, 'Fringe' pode muito bem ser considerada como sendo 'A História de Walter Bishop - Em Busca da Salvação'. Afinal, praticamente tudo que vimos na série nestes cinco anos se relaciona, de uma forma ou de outra, com as pesquisas, projetos e idéias do genial e inesquecível Walter Bishop. 

Também é importante não esquecer que Michael livrou Walter do seu medo de se transformar novamente no 'velho Walter', arrogante e com complexo de Deus e que foi quem deu início a praticamente todos os problemas que aconteceram na vida de todos nestas cinco temporadas. Ele se libertou desta possibilidade quando Michael o tocou e o fez lembrar de tudo o que ele (ou melhor, uma outra versão dele, Walter) havia feito desde a Timeline Original (isso ocorreu no episódio 'Anomaly XB-6783746' - 5X10).  

Desta maneira, a invasão da Terra pelos Observers nunca aconteceu, mas a partir de 2015 a existência de Walter ali tornou-se inviável, já que ele foi para o Futuro a fim de impedir a invasão. Na verdade, quando o Tempo foi reiniciado e a nova Timeline (a Redefinida) é criada, Walter já se encontrava no Futuro. Ele não precisou viajar para o futuro na Timeline Redefinida, pois ele já se encontrava lá. 

E assim ele não poderia voltar para uma realidade na qual ele deixou de viver (a partir de 2015), senão ele se tornaria um Paradoxo, que foi o que ele mesmo disse para Peter logo depois que este viu a fita. E o mesmo aconteceria com Michael, já que na 'nova Timeline' os Observers nunca existiram (a partir de 2015, quando o Tempo foi reiniciado). Por isso ambos tinham que ir para o Futuro e ficar por lá mesmo e foi isso o que eles fizeram. 

Assim, a nova Timeline tem semelhanças (antes de 2015) e também diferenças em relação às Linhas Temporais anteriores (a partir de 2015). Mas isso também ocorria no caso das Timelines Original e Reescrita, tal como vimos na quarta temporada. 

Um exemplo disso é que na Timeline Original, September salvou Peter-alt no Reiden Lake, mas na Reescrita isso nunca aconteceu e o garoto morreu ali mesmo. Outro exemplo disso é que na Timeline Original, a Olívia cortexiphada tentou matar o seu padrasto, mas não conseguiu. Já na Reescrita ela mesma contou para a Bolívia que havia matado o mesmo.

Agora, com a Timeline Reescrita deixando de existir e sendo substituída pela Redefinida, a partir de 2015, alguns fatos que vimos na série durante as três primeiras temporadas aconteceram nesta 'Timeline Redefinida', enquanto que outros não. 

Exemplo: O sequestro de Peter-alt pelo Walter aconteceu nas duas Timelines anteriores, na Original e na Reescrita. Enquanto isso, o assassinato do padrasto de Olívia ocorreu apenas na Timeline Reescrita. E foi esta segunda que deixa de existir e dá lugar à Redefinida a partir de 2015. 


Bolívia e Lincoln ficaram surpresos ao ver Olívia novamente, mas a ajudaram sem hesitar. E ficamos sabendo que Walternartivo tem 90 anos e já se aposentou, é claro, embora ainda lecione na Universidade.
Nesta 'nova Timeline' (Redefinida) Peter continua sendo um Paradoxo, pois na mesma os dois Peters (dos dois Universos) também morreram quando eram crianças. 

Mas, nesta Timeline Redefinida, Peter, Olívia e Etta podem ter uma vida tranquila, calma e sendo felizes juntos, mas isso acontece porque Olívia fez um acordo com os Senhores do Destino (ou os Deuses) que controlam as vidas das Humanidades e determinam quais são as regras que as mesmas devem seguir. 

E o intermediário desse acordo foi o Michael. Como assim? Penso que Michael é a representação do Mito do Oráculo que, na Mitologia Grega, era um intermediário entre os gregos e os seus Deuses. 

Entendo que Michael, em 'Fringe', exerce esse mesmo papel, sendo um intermediário entre os humanos e os Deuses (os Senhores do Destino) que controlam os Destinos das mais diferentes Humanidades. 

E ele promoveu uma espécie de acordo entre Olívia e os Deuses. 

Como assim?

Entendo que Olívia tem o poder de permitir a existência de Paradoxos (como é o caso de Peter na Timeline Reescrita). Porém, quando isso acontece, a Timeline começa a enfrentar uma séria de anomalias espaço-temporais que, com o tempo, irão levá-la ao colapso. Foi exatamente isso que aconteceu quando Peter adultou passou a existir na Timeline Reescrita. Um casal ficou voltando no tempo em várias oportunidades (episódio 'And Those We've Left Behind' - 4X06) e o marido (Raymond) fazia com que eles sempre voltassem 4 anos antes, sempre momentos antes da esposa (Kate) ficar sem condições de fazer os cálculos, devido ao Mal de Alzheimer. 

Entendo que todas essas anomalias irão crescer com o tempo, agravando a situação da Timeline, até provocar o colapso da mesma. E o pior é que além disso, eles estão presos numa espécie de Loop Espaço-Temporal, pois essa história se repete inúmeras  vezes, e eles não conseguem sair do Loop. 

E a responsável por isso é a Olívia, que tem o poder de permitir a existência de Paradoxos, que, por sua vez, leva a que ocorram novos colapsos da Timeline. Isso explica porque September disse que Olívia teria que morrer em todos os possíveis futuros da Humanidade. September compreendeu que somente apagando a Olívia cortexiphada da história seria possível impedir a existência do Paradoxo (Peter) e o colapso da Timeline. 

Mas, na 5a. e última temporada, foi apresentada uma nova solução para impedir que isso continuasse acontecendo. E quem fez isso foi o Michael, sugerindo a Olivia que ficasse em silêncio na nova Timeline (a Redefinida). Com isso, Peter poderia continuar existindo, o colapso da Timeline não aconteceria, mas isso somente iria ocorrer se Walter se sacrificasse por eles, que foi o que acabou acontecendo. 

Este foi o preço que Peter e Olívia tiveram que pagar para ter Etta de volta. Foi o acordo que os Deuses exigiram e eles concordaram. No caso, foi Olívia quem concordou, pois ela (na Timeline Redefinida) é a única que se lembra do que aconteceu na Timeline Reescrita. 

Assim, tudo isso tornou-se possível porque Walter se sacrificou, indo viver no futuro, pois era o que os Deuses (os Senhores do Destino) exigiam dele: Peter, mesmo sendo um Paradoxo, poderia continuar vivendo com Olívia e Etta, mas Walter teria que se sacrificar para que isso fosse possível. 

E foi isso que ele fez salvando Peter, Olívia e Etta, permitindo que eles tenham um futuro feliz juntos. O próprio Walter disse isso para Peter, ou seja, que ele precisava se sacrificar para que ele, Olívia e Etta ficassem juntos, tendo uma vida normal. 

E o próprio Walter disse que isso é tudo que um pai pode desejar para um filho.

Logo, o amor de Walter pelo filho acabou criando os problemas (atravessando os Universos e sequestrando Peter-alt) que vimos na série durante cinco temporadas e também terminou resolvendo os mesmos problemas que existiam até então e que ele mesmo, Walter, havia criado. 

Logo, o seu sacrifício não foi em vão. E ele ainda está vivo, lá no futuro, em pleno século XXII, mas está.

Mas é claro que como 'Fringe' é uma série que inclui muitos elementos de ficção-científica, para conseguir tudo isso Walter teve que fazer uma viagem no Tempo-Espaço. Mais ficção científica do que isso é impossível, certo? E vejam que para viajar ao futuro e mudar a história, foi necessário o acesso a uma ciência e a uma tecnologia muito avançadas e que sequer existiam em 2036. September teve que levar uma Física e uma tecnologia dos séculos posteriores para tornar viável a viagem de Walter e de Michael para 2167. Sem isso, a viagem não aconteceria, Walter e Michael não consertariam coisa alguma e a Terra continuaria sob o domínio dos Observers.

Assim, em 'Fringe', não é apenas o Amor ou os sentimentos que levam os personagens adiante, que os motiva a agir. É a ciência e a tecnologia proporcionam os meios para essa ação, sem os quais esta não aconteceria. 

Portanto, em 'Fringe', a ficção científica, os sentimentos e as emoções caminham juntos. Não há como separá-los, gostem ou não os fãs mais puristas da ficção científica. 

É como se a série difundisse a idéia de que o ser humano não deve ser inteiramente dominado pelas emoções e tampouco ser apenas racional. Ele deve procurar um Equilíbrio entre ambos, procurando tirar o melhor dos dois para que possa se desenvolver e evoluir. 

Portanto, 'Fringe' mistura as duas coisas: Ciência e Sentimentos. E ela apresenta a idéia de que é preciso balancear as mesmas, buscando um Equilíbrio entre Razão e Emoção. E a série conseguiu fazer isso de forma brilhante, durante cinco anos, tornando-se uma ficção científica muito bem feita e que mistura inteligência com sensibilidade. 

Com o seu sacrifício, Walter obteve a graça e o perdão divinos (lembram-se da glyph de 'The Boy Must Live', que foi 'Grace'?). E foi esse o significado do envio da Tulipa Branca para Peter. Para Walter, a Tulipa Branca representa um sinal de que Deus perdoou os erros que ele cometeu. 


Como disse a fringie Jaci Menezes no grupo 'Fringe - Brasil' no Facebook: 'Walter nunca ia ser feliz sendo consumido pela culpa de ter feito tudo isso.'.

E com isso Walter se tornou um 'homem melhor do que o seu filho', invertendo a frase dita por sua esposa, Elizabeth, que vivia dizendo para Peter que este fosse um homem melhor do que o seu pai. 

Peter e Olívia invadem o QG dos Observers com tudo a que tem direito e conseguem libertar Broyles e levar um cubo que era peça essencial para que Walter e Michael fossem para o Futuro. 


A respeito da Tulipa Branca, no excelente episódio 'White Tulip' (um dos melhores da história do seriado) Walter diz o seguinte:

'Eu não acreditava em Deus, mas me ocorreu que os meus atos O traíram. E que tudo que tinha acontecido até então era castigo divino. Agora, busco um sinal de perdão. Pedi a Deus um sinal de perdão. Um específico, uma Tulipa Branca'. 

Assim, para Walter, o envio da Tulipa Branca para Peter representa um sinal de que ele alcançou o perdão divino, a 'Grace' (palavra que foi a glyph code do episódio 'The Boy Must Live' - 5X11).  

O problema é que Peter não conhece qual é o significado da Tulipa Branca para Walter. E é por isso que ele estranha o fato de que Walter a enviou. Daí, o que aconteceu? Walter diz na fita de vídeo que Peter irá ligar para ele e que, depois, também irá procurá-lo no laboratório, mas que não o encontrará.

Essa fala de Walter é fundamental, pois demonstra que ele viveu nessa Timeline, sim, mas apenas até 2015. Depois disso, ele some da história, pois ele se encontrava no Futuro quando o Tempo foi reiniciado e a nova Timeline, a Redefinida, foi criada. Assim, Walter viajou apenas uma vez para o Futuro (para 2167), a fim de impedir que os Observers desprovidos de emoções fossem criados, chegassem ao ano de 2609, voltassem para 2015, invadissem a Terra e destruissem com a Humanidade. 

E Walter diz na fita de vídeo que ele viverá por muitos anos, ainda, mas que não poderá voltar para 2015, pois isso o transformaria num Paradoxo. E Peter já existe como um Paradoxo na Timeline Redefinida. Para os Deuses, tolerar um Paradoxo já é demais e eles somente aceitaram isso para encerrar a guerra que travaram um sem número de vezes com a Olívia Cortexiphada (a Deusa da Memória de 'Fringe', ou seja, Olívia é uma Deusa, tão poderosa quanto os próprios Deuses, tanto que os obrigou a fazer um acordo com ela, pois não conseguiram derrotá-la de forma alguma). E foi esta guerra que levou os seres humanos desta Timeline (a Reescrita) ficarem presos num Loop Espaço-Temporal.

Assim, Olívia abriu mão de Walter, que desejava fazer este sacrifício para salvar a sua alma e também para permitir que Olívia, Peter e Etta pudessem viver juntos novamente. E os Deuses aceitaram a existência de Peter nesta Timeline Redefinida, mesmo sendo um Paradoxo, pois perceberam que não conseguiam derrotar Olívia e era melhor fazer um acordo e encerrar a guerra entre eles.

Como Walter já vivia no futuro quando a Timeline Redefinida foi criada, ele não pode viver, ao mesmo tempo, em 2015, pois isso o transformaria num Paradoxo e ele diz que isso é abominado pela Natureza. E é por isso que Peter nunca mais voltará a vê-lo. 

Resumindo: Walter não pode viver em 2015 porque ele já estava em 2167 quando a Timeline Redefinida é criada, porque o sacrifício dele fez parte do acordo de Olívia com os Deuses (e que foi intermediado por Michael, ou seja, pelo Oráculo), porque ele desejava se sacrificar para corrigir os erros que havia cometido, obtendo a salvação de sua alma e também porque ele queria que Peter, Olívia e Etta voltassem a viver juntos. 

É claro que quando esta cena aconteceu, com Walter e Peter chorando abraçados no laboratório, muitos fãs da série choraram também. E isso também aconteceu comigo, embora eu não seja nenhum chorão, não. Muito pelo contrário. Mas isso é 'Fringe'... 

Obs: Em várias entrevistas divulgadas nestes últimos dias foi dito que esta foi a última cena filmada no seriado e que a mesma arrancou lágrimas daqueles que a assistiram, incluindo a Anna Torv.

Porém, os dois episódios finais deixaram em aberto algumas possibilidades de futuro para o seriado, caso esta tenha continuidade em outras mídias (Cinema, HQs, etc), como Joshua e Michael Cerveris. E digo isso principalmente por dois motivos, que são:

1) Peter estranha quando recebe a Tulipa Branca e isso acontece porque ele não sabe o significado dela para Walter, certo? Mas, logo depois, Peter parece ter uma espécie de estalo, a expressão do seu rosto muda, como se ele tivesse se lembrado do que Walter havia lhe dito na fita de vídeo. 

Portanto, existe a chance de que Peter venha a se lembrar do sacrifício de Walter, de tudo o que ele fez, e queira tentar trazê-lo de volta. O problema é que se ele fizer isso, Walter se tornará um Paradoxo. Porém, esta não seria a primeira vez que um membro da família Bishop teria rompido com as leis da Natureza para demonstrar o seu amor por outro, correto? Walter fez isso quando sequestrou Peter-alt e, talvez, Peter venha a repetir o mesmo padrão de comportamento do pai. Como diz o famoso ditado: 'Tal Pai, Tal Filho'.

2) Duas cenas me pareceram de extrema importância nestes últimos episódios e elas aconteceram quando Michael, em duas oportunidades, depois que Olívia lhe perguntou o que ela deveria fazer, fez um gesto pedindo para que ela ficasse em silêncio. O que significa isso?

Para mim, Olívia é a 'Memória Viva' de 'Fringe'. Como assim? É que sempre que acontecem mudanças de realidade, e cria-se uma nova Timeline, ela é a única personagen que consegue se lembrar de tudo o que havia acontecido na Timeline anterior. 

E Michael sabe disso. 

E entendo que nesta 'nova Timeline' ela é novamente a única personagem que sabe tudo o que aconteceu nas realidades anteriores. Então, porque Michael faz sinal de silêncio para ela? Porque ele está ciente de que na nova realidade que será criada a Olívia terá as memórias da realidade anterior e pede para que ela não diga nada para ninguém a respeito do que aconteceu nesta, ou seja, sobre a invasão dos Observers, o sacrifício de Walter e dele mesmo, Michael. 

Obs: Penso que em 'Fringe' a Olívia encarna a 'Deusa da Memória', Mnemosine (ver link abaixo), que gerou as Musas inspiradoras da Música, da Poesia, etc. E Walter é Prometeu, que trouxe o conhecimento sagrado, dos Deuses, para a Humanidade e que acabou punido por isso (ver link abaixo).


Observers iriam fazer picadinho de Michael para poder estudá-lo, mas Olívia conseguiu libertá-lo a tempo, salvando a sua vida.
Porque se a Olívia comentar algo com o Peter, por exemplo, sobre o que ocorreu anteriormente, e as memórias dele também forem reavivadas, talvez isso os leve a querer trazer Walter de volta às suas vidas, criando um novo Paradoxo (além do próprio Peter, que ainda é um Paradoxo, mesmo nesta terceira Timeline). E isso irá dar início a uma sucessão de acontecimentos que irá gerar consequências e mudanças drásticas nesta 'nova Timeline', provocando o colapso da mesma. E daí eles voltaria a travar uma nova guerra contra os Deuses e ficariam, novamente, presos em um Loop Espaço-Temporal. 

Além disso, estes episódios me levaram a desenvolver uma nova idéia para tentar compreender as tramas do seriado, que é a de que Walter, Peter e Olívia travam uma guerra contra o Destino, ou melhor, contra um Destino que lhes foi traçado (por quem? pelos Deuses? por Humanos ou mesmo Máquinas Inteligentes altamente evoluídas) e ao qual eles devem se submeter? 

Notem que sempre que Walter, Peter e Olívia ficam em uma situação na qual eles estão insatisfeitos ou infelizes ou um deles não está junto dos demais, eles cuidam de criar uma nova realidade, na qual possam viver juntos e ser felizes novamente. 

Foi assim que aconteceu, por exemplo, quando Peter destruiu com o Universo Vermelho, foi para 2026, viu as consequências do que havia feito (principalmente o assassinato da Olívia pelo Walternativo), retornou para 2011 e, daí, tomou uma decisão diferente. Agora, vendo que Peter e Olívia sofriam imensamente com a morte de Etta e que poderiam vir a ser mortos em função de sua luta contra os Observers, Walter se sacrificou, em busca de salvação de sua alma, algo pelo qual ele sempre desejou, para fazer com que Peter, Olívia e Etta tivessem a chance de ter uma vida juntos e por um longo tempo.

Assim, já tivemos vários momentos na série em que Walter, Peter e Olívia criaram novas realidades a fim de que possam ser felizes. Mas, daí sempre ocorre algo que estraga com essa felicidade. Exemplo disso foi a invasão da Terra pelos Observers em 2015. 

Até antes deste fato, eles estavam todos juntos (Walter, Peter, Olívia, Etta, Astrid...) e nada parecia ser capaz de estragar com aquela vida de sonhos. Daí, vieram os Observers e fizeram aquele estrago gigantesco que já conhecemos, destruindo com grande parte da Humanidade, matando Etta, provocando o suicídio de Nina, etc. 

Então, me parece que Walter, Peter e Olívia estão sempre lutando contra um Destino ao qual não desejam se submeter, pois isso implicaria na separação deles, impedindo que eles possam ficar juntos e serem felizes. 

Porém, como nestas novas realidades às quais eles criam, isso continua sendo inviável, eles continuam a criar novas 'Timelines' ou realidades alternativas e nelas as coisas também não dão certo para eles... E assim a história fica se repetindo, indefinidamente, como se eles ainda estivessem presos em um gigantesco Loop Temporal. 

Assim, teríamos em 'Fringe' uma mistura de Efeito Borboleta e de Loop Temporal, à qual já comentei aqui no blog. 

Walter, Peter e Olívia tentam quebrar com isso, mas parece que o Destino que lhes foi traçado nunca permite que eles fiquem juntos. 

Em vários episódios da série vimos a Olívia passar por momentos de Deja Vu. E ela era a única a ter essa experiência. Com os demais isso não acontecia. Isso ocorreu, por exemplo, no episódio 'White Tulip', quando o mesmo dia se repetia várias vezes, até que um fato impediu que isso continuasse, que foi a morte de Alistair Peck.

E se com Walter, Peter e Olívia acontece o mesmo, sempre? Será que um deles terá que estar sempre se sacrificando para que os outros possam ter a chance de serem felizes e que, assim, o Efeito Borboleta e o Loop Temporal no qual estão presos sejam interrompidos?

Mas como a Olívia sempre lembra de tudo o que aconteceu nas realidades anteriores, eles acabam por não aceitar o que o Destino lhes reserva na nova realidade e a modificam, tal como aconteceu com o retorno de Peter à vida física na Timeline Reescrita, o que o transformou em um Paradoxo. 


Acima, temos alguns dos principais momentos dos episódios finais de 'Fringe'. 
Assim, Walter, Peter e Olívia é que seriam os 'Inimigos do Destino', pois jamais aceitariam se submeter a uma realidade na qual não possam ficar juntos. 

E também estou convencido que os episódios finais da série na TV apontam para o fato de que isso poderá começar novamente, principalmente se Peter realmente recuperar a sua memória, como a cena final pareceu indicar, e desejar trazer Walter de volta. E é claro que, nestas circunstâncias, Olívia (e também Etta, quando se tornar adulta) participarão dessa nova luta contra um Destino (criado sabe-se lá por quem...) que insiste em não permitir que eles fiquem juntos. 

E a maneira como a série terminou abriu espaço para futuros filmes, HQs, etc, de 'Fringe'. Existem inúmeras questões que poderão vir a ser respondidas futuramente, inclusive em outras mídias. 

Somente neste ano, por exemplo, teremos o lançamento de três novos livros da série e que acrescentarão inúmeras novas informações sobre as tramas desenvolvidas no seriado durante estes cinco anos. Exemplos do que poderia vir a ser explorado não faltam, como: Afinal, o que Walter e Michael fizeram no futuro que funcionou? Quem foi o cientista que criou os Observers? Como é a vida de Walter no futuro? O que aconteceu com William Bell? Peter e Olívia irão se lembrar de Walter e tentarão trazê-lo de volta ao Presente? 

Outro momento que mostra que esta 'família Fringe' nunca esquece dos seus membros foi o fato de que Peter e Olívia atacaram o QG dos Observers a fim de libertar Broyles, salvando a vida deste (além de roubarem o cubo que foi usado para que Walter e Michael pudessem viajar para o futuro), e que Walter e Astrid se lembraram de Gene, que está presa no âmbar, à qual foi mantida lá porque faria muito barulho caso fosse retirada do mesmo. 

Aliás, a cena do diálogo entre Walter e Astrid foi uma das mais belas e emocionantes da história do seriado e muitos fãs confessaramm, nas redes sociais, que choraram neste momento. 

E dizer que até mesmo a nossa querida Gene apareceu, mesmo 'ambarizada', no episódio final da série...

Esses roteiristas...

E o Lincoln, mesmo depois de tantos anos anos e de estar casado com a Bolívia, com quem teve um filho, mal consegue disfarçar o quanto ainda ama a Olívia. Ele fica até constrangido na presença dela. E a Bolívia, hein? Ela apareceu muito 'gata' no episódio... Está muito bem 'conservada'. Deve ser porque a Avon do Over There deve ter uma tecnologia mais avançada do que a do Over Here...

O importante é que depois que a Olívia atravessou para o Universo Paralelo e que ela explicou a situação do Over Here para a Bolívia e Lincoln, os dois não hesitaram em ajudá-la a atravessar para a Liberty Island a fim de libertar Michael, que se encontrava sob o controle dos Observers, que desejavam cortá-lo em pedacinhos para poder estudá-lo. 

Uma das coisas da qual eu mais gostei nos episódios finais foi a utilização de todas aquelas armas cujo uso foi, anteriormente, investigado pela própria 'Fringe Division' nas temporadas anteriores em episódios como 'The Dreamscape' (1X09), 'Os' (3X16), 'Snakehead' (2X09), 'Bound' (1X11), entre vários outros. 

Desta maneira, Walter esvaziou a 'Bat-Caverna', usando da toxina que fechava os orifícios, do vírus da gripe gigante, da droga que fazia as pessoas terem alucinações, pensando que estavam sendo atacadas (as borboletas), do Ósmio que fazia os Observers flutuar. Aliás, gostei muito que mesmo em meio a uma guerra para salvar a Humanidade o Walter conseguiu ser bem humorado e disse para o Peter que desejava fazer uso do Ósmio apenas porque era 'cool'... Sensacional!

E no fim das contas, a Olívia cortexiphada acabou liquidando com o Windmark, de uma vez por todas. 

Aliás, por falar nos Observadores, uma coisa que ficou clara neste encerramento de 'Fringe' é que tudo aquilo que o Coronel Raymond Gordon havia dito no episódio 'Fracture' (2X03) a respeito dos Observers era verdade. Ele disse que os Observers estavam aqui para nos estudar, conhecer a nossa cultura, ciência, tecnologia e que, depois, iriam usar isso para atacar e destruir com a Humanidade. E foi exatamente isso que aconteceu. 

O único aspecto diferente disso que Gordon disse é que ficamos sabendo, no episódio final, que os 12 Observadores originais não sabiam que as informações que eles estavam coletando da Humanidade seria usadas pelos seus líderes para atacar e aniquilar com os seres humanos. Essa informação foi dada pelo December que - como os demais integrantes do 'Grupos dos 12 Originais' - estava preso e era monitorado pelos Observers de Windmark.


Será que Peter se lembrou que Walter foi quem enviou a carta com a Tulipa Branca? Se a resposta for positiva, isso poderá dar início a uma forma de trazê-lo de volta. E isso poderia acontecia, talvez, em um futuro filme de 'Fringe'. Joshua e Cerveris já comentaram que é possível que o mesmo seja produzido. Então...

Outro episódio cuja trama estava fortemente conectado com tudo o que vimos no encerramento de 'Fringe' foi o 'White Tulip' (2X18), que é um sério candidato ao título de melhor episódio da história do programa. 

Então, para entender a razão disso, reproduzo abaixo um diálogo que tivemos entre Walter e Alistair Peck e vejam se o mesmo não se relaciona diretamente com o que vimos no final da série:

Walter - Eu não acreditava em Deus, mas me ocorreu que os meus atos O traíram. E que tudo que tinha acontecido até então era castigo divino. Agora, busco um sinal de perdão. Pedi a Deus um sinal de perdão.Um específico, uma Tulipa Branca. 

Alistair Peck - Tulipas não florescem nesta época, nem brancas, nem nenhuma. 


Walter - Mas ele é Deus. E se Deus me perdoar pelos meus atos talvez exista a possibilidade que meu filho possa me perdoar também.

Alistair - Walter, Deus é a Ciência. Deus é a vacina de pólio e gripe, as máquinas de RM, os corações artificiais. Se você é um cientista, essa é a única fé de que precisamos. 


Walter - Permita-me alertá-lo. Haverá repercussões. Se você tirar Arlette daquele carro não sabe como tudo será alterado pelo seu ato, mas será. Não é nosso papel ajustar o Universo. E você nunca mais conseguirá olhar para ela sem saber disso. 

Como quando eu olho para meu filho. Fiz uma viagem pela loucura para entender isso. E você também fará. 

Alistair - Está me pedindo para deixá-la, sem mais.


Com todas essas conexões devidamente estabelecidas, ficou mais fácil para os fãs da série compreenderem o seu final, pois basta ligar os fatos para assimilar, sem maiores dificuldades, o motivo de 'Fringe' ter sido encerrada desta maneira.

Entendo que ao fazer tudo isso, os produtores cumpriram com a promessa que haviam feito ainda antes da estréia desta última temporada da série, que é o fato de que esta seria uma grande homenagem aos fãs e que a mesma faria as conexões com as temporadas anteriores, dando um encerramento digno para essa série fantástica que é 'Fringe'.

Digo 'é' porque a série pode ter acabado na TV, mas nos corações dos fãs ela jamais deixará de existir. 

Valeu, 'Fringe'!


'Thank You For Your Support!': No fim do episódio, os produtores da série agradecem aos fãs pelo apoio recebido durante todos estes anos. 

Obs1: Na promo do início da temporada, no edifício, já aparecia a frase 'We Are Here For You'. Aquilo já era um aviso de que a temporada seria feita para os fãs, como foi falado na longa entrevista concedida para o TVGuide.com. Entendo que a forma como a série terminou foi totalmente coerente com essa idéia. Os produtores cumpriram com a sua palavra. 

Obs2: Trecho interessante sobre a Deusa da Memória:

'A memória de Mnemósine era muito mais que isto, era a memória dos Imperadores e da energia do Universo, o ciclo da vida, a memória de como viver no mundo'. 

Me parece que essa descrição se encaixa bem no caso de Olívia, principalmente no aspecto de que ela guarda a memória de como viver no mundo, pois é a única que se lembra do que aconteceu nas realidades anteriores. 

http://www.cursomemorizacao.com/mnemosine.html

Obs3: Quando Olívia estava no RedVerse, em determinando momento vemos uma notícia na TV dizendo que Chelsea Clinton liderava as pesquisas eleitorais para a eleição presidencial. Chelsea é a filha de Bill e Hillary Clinton. 

Obs4: Quando Olívia e Astrid vão ao apartamento de December, o número do mesmo é 513 e o do apartamento em frente é 512. 

Estes foram os números dois últimos episódios da série.

Links:

Afinal, porque a Olívia teria que morrer em todos os possíveis futuros da Humanidade:

http://popeseries.blogspot.com.br/2013/01/fringe-porque-olivia-teria-que-morrer.html

Mnemosine, a Deusa da Memória:

http://eventosmitologiagrega.blogspot.com.br/2010/12/mnemosine-e-as-musas.html

http://neurociencia.tripod.com/mnemosine.htm

O Mito de Prometeu:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Prometeu

20 comentários:

Anônimo disse...

eu só tenho uma dúvida, não lembro em que episódio ou em qual temporada e pode ser até que já tivesse sido respondido e passou despercebido por mim huahauh :X mas aparece um cara que dizem que seria o assassino de Olívia, acho que a cena foi até em um avião.. quem era esse cara?

Marcos Doniseti disse...

Era o MrX. Esse personagem, segundo os produtores da série, era mais um símbolo que representava todos aqueles que desejavam matar a Olívia.

Assim, ele não seria um personagem específico.

Mas, o símbolo que aparece na camiseta dele é igual ao símbolo que temos nos nanites criados pelo William Bell e também é igual ao símbolo dos Observers.

Será mera coincidência?

Marcos Doniseti disse...

Outra coisa: O episódio em que o Mr.X apareceu foi o 'LSD'.

Anônimo disse...

ola, acompanho a serie fringe, e essa ultima foi a mais fraca, primeiro q abandonou a olivia, ela se tornou irrelevante na serie, sempre gostei do peter, mas olivia segurou a serie por mt tempo

alem doq, essa ultima temporada, teve muito drama, e pouco si-fi, eu mesmo no ultimo epi toda cena dramalhona eu passava, eu nao tenho mais paciencia pra isso

outra coisa, os observadores, eram os humanos do futuro, eles estavam tramando alguma coisa, tanto eh que estavam transportando coisas do futuro

oq eu nao entendo, os observadores do futuro, soh existiam pq os humanos em dado momento decidiu acabar com os sentimentos superfulos, pq raios eles iriam alterar a historia, fazendo a invasao, sendo q poderia acabar com o proprio futuro, a nao ser, q o objetivo fosse acelerar o futuro, mas isso acabaria por interferir, oq arriscaria a propria existencia deles, no mais, fringe foi legal

alguem tem a msm duvida q eu?

Marcos Doniseti disse...

1) Eu gostei muito da última temporada, que promoveu um encerramento coerente com tudo o que havia sido mostrado na série anteriormente;

2)A Olívia não foi abandonada, tanto que foi ela que, no final, libertou o Michael e eliminou o Windmark. Não penso que ela tenha segurado a série sozinha, não.

Até porque o personagem central da série, nos 5 anos, sempre foi o Walter. 'Fringe' é a história do Walter, de tudo o que ele fez e as repercussões que isso provocou para as pessoas e os Universos;

3) Fringe sempre misturou Drama com Sci-Fi e, na última temporada, isso não mudou. No episódio final, tivemos cenas emotivas, mas também Viagem no Tempo.

É através de uma Viagem no Tempo que Walter consegue resolver os problemas que a Humanidade enfrentava, encontrar a redenção para os seus erros e permitir que Olívia, Peter e Etta fossem felizes.

Em 'Fringe' é tudo misturado, o Drama e o Sci-Fi e foi assim desde o início;

4) Walter explicou isso na série: Observers destruíram com o clima da Terra, tornando inviável a sua permanência no século XXVII.

Daí, eles mandaram uma equipe de Observers (Os 12 Originais, liderados por December) que fez uma avaliação da Humanidade 'primitiva', procurando conhecer sua cultura, ciência e tecnologia.

Daí, eles retornaram para o século XXI, no qual as condições climáticas do planeta eram bem melhores e a Humanidade já tinha atingido um grau avançado de conhecimento científico e tecnológic.

Porém, os Observers perceberam que não seria difícil conquistar a Terra do século XXI, visto que eles tinham conhecimentos e tecnologias muito mais avançadas do que os humanos desta época.

E por isso eles atacaram a Terra em 2015.

Espero ter ajudado a esclarecer as suas dúvidas.


Anônimo disse...

essa foi a mais fraca das temporadas de fringe. nada das mirabolantes idéias de walter. nada de grupos terroristas com alta tecnologia. só os carecas do futuro sem graça

Marcos Doniseti disse...

Bem, se fosse para fazer o mesmo que já tinha sido feito nas temporadas anteriores, não vejo motivo para que se produzisse uma nova temporada.

Afinal, daí a série cairia na mesmice, o que nunca aconteceu.

Além disso, os Observers foram inimigos temíveis, tanto que precisou do Michael para derrotá-los.

E Windmark foi um vilão fantástico, que conseguiu ser odiado por quase todos os fãs.

E a trama foi bem conduzida, fazendo inúmeras conexões com o que havia sido mostrado nas temporadas anteriores do seriado.

Portanto, para mim, a 5a. temporada não teve nada de fracam muito pelo contrário.

Luis disse...

Boa noite ! Alguém percebeu que, no capítulo piloto, no início, logo após Walter cortar a barba, aparece duas pessoas , saíndo de um corredor à esquerda, atravessando a porta de saída e, saíndo por uma porta à direita ? Parece, e, MUITO, serem Setembro e Michael. Prestem atenção ! Olivia e Peter estão de costas, aguardando Walter, que quase imediatamente os dois, atrás, fecharem a porta, aparece no salão, e, os tres, então saem, pela porta da frente, onde os dois acabaram de cruzar. Repito: devido à luz da saída, não fica claro, mas, parece BASTANTE, um observador e, Michael, de moleton com capuz. Veja e repare !!!! Abraços !

arthur monteiro andrade goulart disse...

alguem sabe me informar com que olivia peter fica no final ?? com a olivia alternativa ou com a "nossa" olivia q esta des do piloto ??

Marcos Doniseti disse...

Peter fica com a 'nossa' Olívia, Arthur.

Régis Soares - Repórter disse...

(Spoilers!) A verdade em relação a September e Michael é que o paradoxo vai muito além de 2015, mesmo que a inteligência respeitável de Walter afirme o contrário. O salto para 2167 é para um futuro que deixou de existir quando mudou o futuro de 2609. Se a invasão de 2015 não acontece, Walter não teria motivos pra viajar e mudar o futuro e o futuro de 2609 e volta a existir. Por esse paradoxo, Walter acredita que o ciclo se fecha com ele desaparecendo e levando junto o loop de paradoxo criado com a invasão. Nesse caso, o aceitável é que não haja nem observadores normais, nem observadores melhorados por Michael que jamais existiu, uma vez que é filho geneticamente criado a partir de September (Donald). A nova linha do tempo só se estabiliza se um terceiro fato desviasse o cientista de 2167 de sua pesquisa, fato que jamais saberemos qual é. Com o desaparecimento de September, 90% da série inteira nem aconteceu. Walter criou a janela para observar o outro universo, September não interfere na cura de Peter 2 e Peter 1 é curado também. Não há nenhum evento Fringe relacionado à guerra entre universos, pois Walter nunca precisou cruzar para salvar Peter 2. Cria-se uma nova linha do tempo a partir de 1985 então. Walter, Peter e Olivia se conheceram para resolver somente os casos "monstros da semana" ao velho estilo Arquivos X e Walter viveu bem além de 2015 já que esse Walter mudado em 1985 não é parte do paradoxo.

Anônimo disse...

Para mim, a série toda foi excepcional em todos os aspectos. Agora, concordo com o post anterior. A alteração do futuro em 2167 fez com que não existissem os observadores, nem os de December, nem os de Windmark, e assim September nunca influenciaria na solução da doença de Peter-alt. Ou seja, simplesmente não temos ideia de qual seria o futuro neste caso, pois não houve apresentação desta linha do tempo reescrita. Muito embora, apareça no final do último episódio que Olivia, Peter e Etta estejam juntos (seria realmente na time-line original?) Enfim, tem a questão do Bell, que, já que não houve a invasão em 2015, provavelmente está vivo no universo paralelo, e poderá tentar novamente reiniciar o universo. Enfim... é show de bola esta série.

J.J disse...

Acho que foi a Timeline reescrita,pois nela a Nina Sharp que atrapalha o Walternativo e não o September.

Anônimo disse...

Amo Fringe , �� amoo , pena que só vai ate a quinta temporada ����

Marcos Doniseti disse...

Régis Soares

Boa análise a sua, mas discordo da mesma e vou explicar porque.

1) Em Fringe, tivemos 3 Timelines: a Original, que engloba as 3 primeiras temporadas da série e que é destruída no último episódio da terceira temporada (The Day We Died).

2) Peter entrou na Máquina, destruiu o Universo Vermelho. Daí, a sua consciência foi para 2026 e viu que ao destruir o Universo Vermelho, ele condenou o Azul à destruição, pois o destino de ambos estava ligado. Daí, ele volta para 2011 e toma uma decisão diferente, criando uma ponte que conectou os dois Universos. Com isso, Peter criou uma realidade alternativa quando entrou na Máquina (que tinha o poder de destruir, mas também de criar Universos). E esta realidade é a Timeline Reescrita, que foi a que vimos na 4a. e 5. temporadas da série e que também é ligeiramente diferente da Original.

3) Na Timelina Reescrita, o Peter adulto (que veio da Timeline Original) é um Paradoxo, pois os dois Peters desta Timeline morrreram ainda criançãs. Diferente da Timiline Original, September não conseguiu salvar o Peter do Universo Vermelho quando este caiu no lago junto com Walter. Se nenhum dos Peters chegou à fase adulta nesta Timeline, então não pode existir um Peter adulto na mesma. Ele existe, mas como um Paradoxo, pois a Olívia tem o poder de permitir a existência de Paradoxos.

4) Na Timeline Reescrita, ocorreu a invasão dos Observadores em 2015. Já na Timeline Redefinida, que surgiu após a ida de Walter e de Michael para o Futuro (para 2167), isso não aconteceu, pois o Tempo foi reiniciado no momento exatamente anterior à invasão dos Observers. Então, na Timeline Redefinida, a invasão nunca aconteceu. Mas, tudo o que aconteceu na Timeline Redefinida até pouco antes da invasão é exatamente igual ao que vimos na Timeline Reescrita, incluindo a existência do Peter como sendo um Paradoxo.

5) Penso que Walter e Michael estão no futuro, sim, na Timeline Redefinida. Mas eles não precisaram fazer nenhuma viagem para lá, como aconteceu na Timeline Reescrita, pelo simples motivo de que eles JÁ ESTAVAM LÁ, em 2167, quando o Tempo foi reiniciado. E isso acontece porque não pode haver dois Walters numa mesma Timeline, com um deles vivendo em 2015 e um outro vivendo em 2167, pois isso transformaria Walter em um Paradoxo. Da mesma forma eu não posso estar aqui, em 2015, escrevendo esta mensagem e, ao mesmo tempo, estar vivo em 2167, vivendo no mesmo ano em que estão Walter e Michael.

Então, o único Paradoxo que continua existindo em 'Fringe', na Timeline Redefinida, é o Peter, pois tal como aconteceu na Timeline Reescrita, os dois Peters morreram quando eram crianças nesta terceira Timeline. Afinal, a história das duas Timnelines, a Reescrita e a Redefinida, são rigorosamente iguais até momentos antes da invasão dos Observers acontecer, quando o Tempo foi reiniciado, criando-se uma nova Timeline, que é a Redefinida.

magoo disse...

Acredito que a série não seja sobre o Walter e sim sobre o September afinal de contas se ele não tivesse interferido quando o Walternado estava a ponto de descobrir a cura para o Peter, Walter não teria cruzado para o outro universo para salvar o Peter do universo paralelo

Marcos Doniseti disse...

Discordo, magoo. Walter e Bell eram cientistas ambiciosos, que desejavam ser como os Deuses.Tanto que eles até fizeram plano para criar o seu próprio Universo.

Walter mesmo disse para Carla Warren, que era Física mas que acreditava em Deus e frequentava a Igreja semanalmente, que havia espaço para somente um Deus em seu laboratório e que este era ele mesmo, Walter.

Então, me parece, que independente das ações de September ou mesmo que Peter-alt não estivesse próximo da morte, em algum momento Walter e Bell iriam abrir um portal para o Universo Paralelo e acabariam viajando para o mesmo.

Se não fosse por algum motivo especial, seria por mera curiosidade.

Imagine uma pessoa que descobre a existência de um Universo Paralelo e que, depois, cria um portal que permite viajar para o mesmo. Mais cedo ou mais tarde surgiria uma vontade irresistível de atravessar o portal e ver o que tem do outro lado.

Eu, especialmente, não resistiria à tentação.

E você?

Anônimo disse...

Realmente Fringe foi uma boa série,mas não sei se intencionalmente ficou muitas perguntas sem respostas como muitos ja comentaram aqui antes, mas uma que me intrigou foi aquela tulipa branca q o Peter recebe no final, se o Walter envia ela quando ele tinha decicido com o September que se sacrificaria como ele disse na fita k7 e a timeline foi resetada, ele ñ teria feito essa despedida!
Enfim ficou a impressão que a série foi encerrada de forma prematura e na minha opinião tinha espaço p muito mais temporadas!

Marcos Doniseti disse...

Penso que todas as principais dúvidas já foram devidamente esclarecidas no seriado.

Inclusive, eu postei aqui no blog uma série de textos intitulados 'Esclarecendo as dúvidas dos fãs'. Procure dar uma lida neles. Pode ser que você tenha muitas das suas dúvidas respondidas nestas postagens.

Com relação à tulipa branca: Ela foi enviada por Walter, para o Peter, apenas na Timeline Redefinida, que é aquela foi criada após Walter viajar para o futuro junto com o Michael e na qual não tivemos a invasão dos Observers em 2015.

Tudo que aconteceu nas duas Timelines (Reescrita e Redefinida) é rigorosamente igual até o momento imediatamente anterior à invasão dos Observers. As diferenças entre as duas Timelines surgem apenas a partir daí, pois na Timeline Reescrita ocorre a invasão e na Redefinida ela não acontece.

Walter tomou a decisão de enviar a Tulipa Branca ainda na Timeline Reescrita (na qual ocorreu a invasão dos Observers) mas ele a envia para Peter apenas na Timeline Redefinida (na qual a invasão dos Observers, em 2015, não aconteceu).

Com relação à série ter sido encerrada de forma prematura, até os próprios produtores do seriado devem concordar com isso, pois o planejamento deles previa a produção de 7 temporadas completas de 'Fringe' e no fim tivemos 5 temporadas, sendo que a última foi uma meia-temporada.

Mas isso ocorreu porque a Fox, que exibia o seriado nos EUA, não quis mais comprar novas temporadas da série, devido à audiência não ser aquilo que ela gostaria.

Mas as principais questões de 'Fringe' foram esclarecidas, sim.

Anônimo disse...

Gente, esse temporada fi feita para os fãs, é claro que ia ter muita emoção, e foi ótimo! Foi maravilhosa, que saudade :(