quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

'The Following' - Carroll e o segundo capítulo do seu livro sobre Ryan! - por Marcos Doniseti!

'The Following' - Carroll e o segundo capítulo do seu livro sobre Ryan! - por Marcos Doniseti!


Debra Parker é a agente do FBI especializada em cultos e seitas e que irá ajudar Ryan a combater e a eliminar os seguidores dementes e pervertidos de Joe Carroll. Terão sucesso? 

No episódio 'Piloto' desta ótima série, vimos que Ryan Hardy, um ex-agente do FBI que capturou e prendeu Joe Carroll, escreveu um livro sobre este serial killer.

Agora, neste segundo episódio de 'The Following' vemos, claramente, que a vingança de Carroll será escrever um livro sobre Hardy. E o próprio nome do episódio ('Chapter Two', ou seja, 'Capítulo 2') já indica isso. 

E fica claro também que Carroll já tem o roteiro do livro pronto. 

E para conseguir o seu objetivo ele não pensa duas vezes em sacrificar um dos seus seguidores que, neste caso, foi Jordy, um típico policial brucutu que não passa de um mero peão, ou de um personagem de pequena importância, neste livro de Carroll. 

É interessante notar que, depois que sequestrou Claire, e um pouco antes de ser baleado por Ryan, o próprio Jordy referiu-se à sua história de crimes como sendo um mero capítulo do livro de Carroll. 

Assim, Carroll convenceu grande parte, ou quase todos os seus seguidores, de que eles o ajudarão a escrever o seu novo livro, que terá Ryan como protagonista. 

Porém, neste capítulo do livro de Carroll vimos que algo não saiu como ele previa, que seria a morte de Jordy. Este ficou ferido após ser baleado, mas sobreviveu e, com certeza, Ryan e Debra, que passou a comandar as investigações sobre Carroll, irá tentar arrancar o máximo de informações dele, mas será que conseguirão? Não duvido que, no nível de fanatismo que Jordy atingiu, ele acabe preferindo se matar do que colaborar com o FBI.

E novamente percebemos que a obra de Edgar Allan Poe servirá como fonte de inspiração para a mente perversa e doentia de Carroll. É como se este estivesse tentando superar o seu mestre, mas não na Literatura, o que ele sabe ser inviável, mas na realidade, cometendo os crimes sobre os quais Poe apenas escreveu. 

O episódio teve ótimas cenas, misturando suspense e ação, como naquela em que Ryan foi atacado por um dos seguidores de Carroll e que estava disfarçado usando uma máscara de Poe. E vimos uma nova agente do FBI entrando em ação, Debra Parker, que não precisou de muito para notar que há algo mais entre Ryan e Claire. E foi revelado que, na verdade, Debra é uma especialista na investigação de seitas e cultos comandados por doidos varridos como Carroll. 

Também ficamos sabendo que Claire, ex-esposa de Carroll, teve um caso com Ryan (o que já tinha ficado um tanto quanto claro no 'Piloto'), o que ela confirmou quando foi questionada pelo ex-marido na prisão. E é claro que Carroll iria usar isso contra Ryan, como já fez neste episódio, quando mandou Jordy sequestrar e matar a ex-esposa, contando que Ryan iria salvá-la de qualquer maneira ou que, ainda, este estaria disposto a se sacrificar por Claire, como de fato estava. E só pelo fato de, no final do episódio, ele ficar ao lado de Claire, enquanto esta dormia, já se percebe o quanto Ryan é 'doido', romanticamente falando, por ela. 

E também vimos que a ex-babá (Emma Hill) do filho de Claire era, na verdade, uma seguidora de Carroll e que convenceu o garoto, Joey Matthews, a viajar com ela, Paul e Will para um local distante. Mas, quanto tempo Joey irá aguentar ficar longe da mãe? Aquela história contada por Emma de que a mãe (Claire) pediu para ele não telefonar não irá funcionar para sempre, não. Dificilmente Joey deixará de criar problemas para os seus sequestradores. 

E também descobrimos de que maneira Emma sentiu-se atraída, para não dizer fascinada, por Carroll e como este conseguiu atraí-la, tornando-a mais uma integrante do seu culto quando ele se tornou um serial killer e foi preso por Ryan. 

Aliás, um dos sequestradores de Joey, Paul Torres, mostrou não ser muito confiável, pois além de demonstrar que não gosta de crianças, ele claramente sente ciúmes do caso que existe entre Will e Emma. Não duvido muito que ele vá cometer algum erro mais grave, o que poderá prejudicar os planos de Carroll. Se isso acontecer, penso que o admirador de Poe, Carroll, não hesitará em eliminar Paul. 

E é claro que Carroll irá fazer isso com qualquer um que atrapalhe a história que ele pretende escrever em seu livro, seja seu seguidor ou não. Afinal, qual o valor que ele dá para a vida humana? Nenhum, é claro. As pessoas são meros personagens deste livro que ele pretende escrever.

E a Emma já mostrou que é uma serial killer de carteirinha. 

Afinal, não é qualquer garota que mata a própria mãe e com tanto sangue-frio como ela fez, certo? Aliás, a mãe dela era uma picareta que dava em cima de todos os homens com os quais simpatizava, incluindo o próprio namorado da filha, e que demonstrava não ligar a mínima para esta.

Agora, vamos ver, no próximo episódio, qual será o próximo capítulo que Carroll escreveu para seu livro a respeito de Ryan. 

Enfim, tivemos um ótimo segundo episódio de 'The Following' e que, nos EUA, voltou a conseguir uma ótima audiência, sendo assistida por 10.100.000 espectadores, contra 10.420.000 espectadores do 'Piloto'. Logo, a série conseguiu sustentar um elevado nível de audiência em seu segundo episódio.

E se 'The Following' continuar com episódios tão bons quanto foram estes dois primeiros a tendência é que, no mínimo, esse patamar de audiência seja, pelo menos, mantido durante a primeira temporada. 

Que continue assim. 

Nenhum comentário: