domingo, 28 de fevereiro de 2016

'The X-Files' - Analisando todas as Mitologias da série! - Marcos Doniseti!

'The X-Files' - Analisando todas as Mitologias da série! - Marcos Doniseti!
'Arquivos-X' voltou neste ano, fazendo grande sucesso, com uma mini-temporada, na qual não foi possível aprofundar muito as tramas relacionadas às Mitologias da série, pois tivemos apenas a produção de 6 episódios. Mas o gancho final foi de arrepiar e deixou os fãs ansiosos pela produção de uma 11a. temporada. 
Estaríamos assistindo, na 10a. temporada, a uma guerra entre o Canceroso e os Rebeldes Sem Face? Seria esse o novo round da guerra que começou lá atrás, em 'Requiem' (7X22) e continuou na 8a. e 9a. temporadas de 'Arquivos-X'?

Episódio final da 10a. temporada avança na nova Conspiração Mitológica e deixa ganchos importantes para uma próxima temporada! 

A Pré-Mitologia de 'Arquivos-X'

Durante quase toda a primeira e a segunda temporadas de 'Arquivos-X' tivemos a produção de uma série de episódios que, de uma forma ou de outra, estavam relacionados à questão da presença alienígena na Terra.

Mas, apesar disso, não se pode falar que, naquele momento, existisse uma Mitologia no seriado, pois ainda não existia uma trama que conectasse todos os episódios, ligando-os todos a um plano central que envolvesse uma aça alienígena de Colonizadores, um Sindicato colaboracionista e uma Resistência que lutava contra os planos de ambos.

Tais ideias somente foram apresentadas e desenvolvidas, de forma a conectar as tramas de dezenas de episódios durante várias temporadas, a partir da trilogia "Anasazi' (2X25), 'O Caminho da Cura' (3X01) e 'Operação Clipe de Papel' (3X02).
A casa de Duane Barry, com uma nave se preparando para levá-lo novamente e submetê-lo a inúmeros testes, mas a finalidade destes não ficaram claros durante as duas primeiras temporadas de 'Arquivos-X'. 

Até então, o que é que tínhamos na série, em termos de produção de episódios relacionados aos alienígenas? A história era a seguinte:
1) Os ETs estão aqui na Terra;

2) Os governos dos EUA e de outros países sabem da presença dos ETs em nosso planeta;

3) Os ETs sequestram as pessoas, levam-nas para as suas naves e fazem inúmeros testes com elas; 

4) O governo dos EUA e de outros países colaboram com os ETs, procurando acobertar e esconder da população a presença deles aqui na Terra, a fim de evitar pânico entre a população;

5) Não tínhamos ideia de quem eram estas pessoas que colaboravam com os ETs. Sabíamos que havia militares envolvidos, mas a identidade deles era desconhecida. 

Nada além disso. 

Neste contexto, várias perguntas ficavam sem resposta, tais como:

1) O que os ETs estavam fazendo aqui na Terra?;

2) Quando os ETs chegaram ao planeta?
Os corpos dos híbridos que Mulder encontra em 'Anasazi'. Cena lembra, claramente, a morte de judeus e outros milhões de pessoas, que foram vítimas da brutalidade nazista nos campos de extermínio.
3) Quais eram os objetivos dos ETs ao fazer tantos testes em milhares de pessoas?

4) Quem são as pessoas que colaboram com os ETs? 

5) E porque estas pessoas colaboram? 

Estas perguntas não eram esclarecidas. Um exemplo perfeito disso se dá quando o Duane Barry é interrogado pelo Mulder a respeito dos testes feitos pelos aliens e ele diz que eles fazem testes, só isso. 

Assim, não tínhamos uma explicação, uma ideia central, que explicasse tudo isso. 

Tais questões somente começam a ser esclarecidas com a trilogia 'Anasazi/O Caminho da Cura/Operação Clipe de Papel', quando passamos a ter uma trama na série ligando dezenas de episódios e que foram produzidos ao longo de várias temporadas.

Foi a partir desta trilogia que começou, de fato, uma Mitologia na série, envolvendo uma raça colonizadora, um Sindicato colaboracionista e uma Resistência que luta contra os planos de ambos. Estes três elementos, que são a essência das Mitologias da série, não existiam até então. 
Mulder: Eles estão aqui, não estão? Garganta Profunda: Mr. Mulder, Eles estão aqui há muito, muito tempo... 
A questão é que, quando decidiu criar uma Mitologia para o seriado, C.Carter se utilizou de várias ideias e elementos que já haviam sido mostrados na série, como: 

1) A presença de um Vírus alienígena, a ideia de colonização e a presença de uma nova raça alienígena e que tinha o poder de mudar totalmente a sua aparência (ver "A Colônia"/"Fim de Jogo", 2X16 e 2X17). Eles não ainda não eram chamados de Rebeldes Sem Face, pois nesta época ainda não fechavam todos os orifícios do seu organismo;

2) A realização de pesquisas envolvendo hibridação genética ('Jogo de Gato e Rato' - 1x24);

3) As abduções e a ideia dos implantes (ver episódios 'Piloto', 'Caçada Sangrenta' e 'Duane Barry'; 1X01, 1X10 e 2X05);

4) O fato dos governos dos EUA e de outros países acobertarem a presença dos ETs na Terra. Quando ocorria um acidente com um OVNI, equipes de resgate, formada por militares muito bem treinados, levavam os restos dos corpos dos alienígenas e de suas naves para locais secretos ('O Ser do Espaço' - 1X17) onde cientistas realizavam pesquisas para criar naves militares com tecnologias de OVNI ('Deep Throat' - 'A Verdade Está Lá Fora' - 1X02). 

5) A realização de projetos militares secretos visando criar supersoldados (vide 'Projeto Litchfield' e 'Sem Dormir', 1X11 e 2X04).

Tais elementos já estavam presentes no seriado antes da trilogia 'Anasazi/O Caminho da Cura/Operação Clipe de Papel' e foram aproveitadas por C.Carter quando este decidiu desenvolver uma Mitologia, cuja trama central conecta dezenas de episódios durante várias temporadas. Mas faltava a ideia central, que fizesse a conexão entre todos os episódios relacionados aos alienígenas. E isso só vai aparecer na trilogia que citei. 
Canceroso e Bill Mulder, os dois pais de Mulder, que entraram em conflito, resultando na morte de Bill por ordens do Canceroso. E Krycek foi o assassino.
A Mitologia do Vírus, o Sindicato e o Canceroso! 

A primeira Mitologia de ''Arquivos-X" foi a do Vírus alienígena/Sindicato. 

Esta Mitologia se desenvolveu ao longo de três temporadas e meia, começando com a trilogia 'Anasazi', 'O Caminho da Cura' e 'Operação Clipe de Papel' (2X25, 3X01 e 3X02) e terminou na metade da 6a. temporada, no episódio duplo 'Two Fathers/One Son' (6X11 e 6X12). 

'Anasazi', 'O Caminho da Cura' e 'Operação Clipe de Papel' foram os episódios nos quais tivemos, pela primeira vez, reunidos na série, os três elementos fundamentais da Mitologia, que são: 

1) Vírus Alienígena: É uma raça alienígena que está conquistando todo o Universo, atacando e conquistando todos os planetas. Os povos que vivem nos mesmos são exterminados e ou escravizados. Aqueles que não morrem, são transformados em escravos. Foi o que aconteceu, por exemplo, com os Greys, uma raça alienígena que foi dominada e escravizada pelo Vírus. Agora, eles desejam fazer o mesmo aqui na Terra;

2) Sindicato: É um grupo de colaboradores do Vírus, uma espécie de 'Consórcio Global', chamado de Sindicato, que trabalha em regime de total sigilo e que é constituído por funcionários altamente graduados dos mais importantes governos do Mundo: EUA, Alemanha, Japão, França, Reino Unido, Itália (é quase o G-7 inteiro). 

Tal grupo colabora com o Vírus, nos planos de Colonização deste, enquanto alguns de seus membros tentam ganhar tempo para produzir uma Vacina, que seja transformada em uma arma que neutralize a ação do Vírus, a fim de impedir que o Projeto de Colonização seja levado adiante. 
Alex Krycek, um dos maiores vilões da história da série, que fazia e desfazia alianças com todos ao seu bel prazer, quando mais lhe convinha. Ele sempre conseguia se safar das situações mais complicadas, até que o Skinner perdeu a paciência com as chantagens dele (ver 'Existence' 8X21). 
No caso do governo dos EUA, os integrantes do Sindicato são funcionários de alto nível do Departamento de Estado, que trabalhavam juntos desde o início da década de 1950. Entre os principais, temos: Canceroso (CGB Spender), Bill Mulder, Garganta Profunda, Elder e o Homem Bem Vestido (britânico). 

3) Resistência: Basicamente, ela é formada por Mulder e Scully, que trabalham nos 'Arquivos-X', departamento do FBI que foi criado em 1947 e que investiga fenômenos paranormais, sobrenaturais, envolvendo alienígenas, para os quais a Ciência não tem uma explicação adequada. Essa Resistência também é formada por outros grupos que procuram, tais como os Pistoleiros Solitários, desvendar e revelar os planos secretos e malignos do Sindicato/Vírus. 

O 'Pensador', que apareceu (e foi morto) em 'Anasazi' (2X25) por ter acessado e copiado a fita de áudio digital que tinha todos os segredos do governo com relação aos OVNIs (conteúdo relacionado ao Projeto 'Majestic-12') e os membros de cultos como aquele liderado por Absalom (ver episódio 'Three Words'/Três Palavras' - 8X16), são alguns destes grupos e pessoas que procuravam, tal como Mulder e Scully, revelar a verdade a respeito da presença alienígena na Terra. 

Essencialmente, essa estrutura das tramas que vemos nas Mitologias da série é inspirada pelas conquistas militares de Hitler e da Alemanha Nazista durante o período 1933/1942. 

Neste período, os nazistas invadiram e ocuparam inúmeros países da Europa (Noruega, Grécia, Holanda, França, Polônia, parte da URSS, entre outros). 

E os planos dos Nazistas para a população destes países era exatamente o mesmo do Vírus alienígena na série: exterminar a população destas nações e abrir espaço nos seus territórios para a colonização destes pelos alemães. E os poucos que sobreviveriam trabalhariam como escravos para a 'raça ariana superior'. 

Em todos os países que os Nazistas invadiram tivemos segmentos da população (principalmente por parte das suas elites mais conservadores e direitistas) que colaboraram com os Nazistas, ajudando-os a governar e a manter a população sob controle. Este foi o caso da França, onde se implantou, na parte Sul do país, a chamada 'República de Vichy', liderada pelo Marechal Pétain, general que era um herói da Primeira Guerra Mundial, mas que aceitou colaborar com os nazistas na França ocupada pela Wermacht (Forças Armadas da Alemanha Nazista) durante a Segunda Guerra Mundial. 
Bill Mulder, ainda jovem, em 1952, quando trabalhava como um alto funcionário do Departamento de Estado do governo dos EUA e que tinha acesso a informações secretas a respeito da presença dos alienígenas na Terra. Junto com o Canceroso, Elder, Homem Bem Vestido, entre outros, criou o Sindicato, em 1973, para colaborar com os planos de Colonização da Terra pelo Vírus, ideia com a qual ele nunca concordou, preferindo estabelecer uma Resistência. Mulder seguiu o seu exemplo, mas sem fazer as concessões que o seu pai de criação fazia. 
E em todos os países que foram atacados e ocupados pelos Nazistas também tivemos uma Resistência, cuja força variou dependendo do país ocupado. Assim, ela foi significativa na Noruega, Grécia e Iugoslávia, mas bem mais fraca na Dinamarca, por exemplo. 

Na série, vemos várias referências aos nazistas. 

Exemplos:

A) O episódio 'Paper Clip' ('Operação Clipe de Papel' - 3X02) refere-se a uma política adotada pelo governo dos EUA, logo após o final da Segunda Guerra Mundial, por meio da qual cientistas nazistas foram atraídos para trabalhar em projetos de desenvolvimento científico e tecnológico nos EUA. 

O mais famoso deles foi Wernher von Braun, que criou os foguetes V-2 para o regime Nazista e, depois, comandou o projeto Apollo, que levou astronautas dos EUA à Lua, em 1969;

B) As pesquisas de hibridação genética sacrificaram milhares de vidas em 'Arquivos-X'. No episódio '731' (3X10) Scully viu um dos campos nos quais as pesquisas com os híbridos eram feitas e ela pôde observar híbridos sendo executados friamente por soldados das Forças Armadas dos EUA. 

Esta é claramente uma referência à política de extermínio adotada pelos nazistas em relação aos judeus e aos povos que eles consideravam como inferiores. 

Antes do uso das câmaras de gás pelos nazistas, tais pessoas eram sumariamente executadas. Calcula-se que cerca de 1,5 milhão de judeus foram mortos dessa maneira pelos nazistas. Porém, isso gerava sérios problemas psicológicos nos soldados que promoviam as execuções e muitos se tornaram alcoólatras em função disso. 
Elder lidera uma reunião do Sindicato. Ele era um dos poucos membros do Sindicato que tinha mais poder do que o Canceroso e que o cobrava abertamente por suas ações. O Sindicato foi inspirado no grupo Majestic-12, que segundo os ufólogos, é um grupo secreto criado por ordens do presidente Harry Truman, em 1947, para investigar os casos relacionados aos OVNIs e alienígenas. 
E em uma determinada ocasião, o chefe das SS, que controlavam os campos de extermínio, Heinrich Himmler, viu uma execução de 100 judeus soviéticos. O próprio Himmler passou muito mal ao ver aquilo.

Foi por isso que os nazistas começaram a pesquisar uma maneira de executar as pessoas que não afetasse tanto aos executores. Os nazistas não estavam nem um pouco preocupados com as vítimas (que incluía mulheres, idosos, crianças), mas com quem as matava, o que mostra o total desprezo que eles possuíam pelas milhões de pessoas cujas vidas eles exterminaram;

C) O nome do primeiro episódio da 4a. temporada da série é 'Herrenvolk', que significa 'raça superior', que é uma clara referência à ideia nazista de que os alemães constituíam uma 'raça ariana superior' e que todas as demais seriam, é claro, inferiores e, portanto, mereciam ser escravizadas ou exterminadas. Isso é exatamente o que o Vírus alienígena pretendia fazer com a espécie humana, pois a viam como atrasada e inferior. 

Assim, a história desta primeira grande Mitologia de 'Arquivos-X' é inspirada numa série de acontecimentos históricos. E algo semelhante foi feito nas Mitologias posteriores (a dos Supersoldados e a nova Conspiração da 10a. temporada). 

Nelas, temos aqueles que planejam o extermínio da humanidade, os que colaboram com esses planos, bem como aqueles que lutam e resistem aos mesmos.
O segundo informante de Mulder, X, salva a vida dele em '731' (3X10). No episódio, Mulder descobriu que o Dr. Ishimaru Zama e o governo dos EUA usaram campos, onde os leprosos ficavam isolados, como fachada para eliminar supersoldados híbridos humano-alienígenas, que tinham imunidade a todo tipo de arma e de doença. A razão disso é que o Dr. Zama tentou entregar os segredos de criação dos supersoldados para o governo japonês. Para impedir isso, militares dos EUA assassinaram os supersoldados e os médicos que os criaram, incluindo o Dr. Zama. Mas o diário do Dr. Zama, com todas as informações relacionadas ao projeto, ficou com o Canceroso. O envolvimento crescente de X com Mulder também o levou à morte, tal como aconteceu com Garganta Profunda e o Homem Bem Vestido. 
A Origem da série e dos "Arquivos-X'! 

A origem dos 'Arquivos-X', na série, é até irônica: Uma secretária do FBI arquivava todas as pastas dos casos não solucionados na letra 'X', pois as outras letras já estavam lotadas... 

O primeiro agente do FBI que trabalhou nos 'X-Files' foi Arthur Dales, personagem que foi interpretado pelo ator Darren McGavin (ver episódio'Travelers'/'Simpatizantes'  - 5X15).

Darren McGavin interpretou o personagem Kolchak, na série 'Kolchak and the Night Stalker' (exibida nos EUA entre 1974-1975, quando fez um grande sucesso). Kolchak era um jornalista que investigava casos relacionados a vampiros, zumbis, alienígenas e assemelhados. Chris Carter foi um grande fã da série e sempre disse que um dia criaria a sua própria versão de 'Kolchak'. 

Esta foi, é claro, 'Arquivos-X'. 

A ideia inicial de Chris Carter era, inclusive, fazer Darren McGavin interpretar o pai de Mulder em 'The X-Files', para ficar clara a conexão entre as duas séries ('The X-Files' e 'Kolchak'), mas isso não deu certo. 

Porém, como o Arthur Dales foi o primeiro agente do FBI a trabalhar e investigar os 'Arquivos-X', McGavin acabou se tornando uma espécie de pai dos mesmos, estabelecendo uma ligação direta entre os dois personagens (Kolchak/Mulder). E não foi à toa, também, que Arthur Dales e Bill Mulder chegaram a ficar amigos (ver episódio 'Travelers'/'Simpatizantes' - 5X15). 

No aspecto da criação da série, Chris Carter também levou em consideração o escândalo Watergate, que definiu o que ele pensa sobre Política ('Não Confie em Ninguém'). Na série, o sistema político dos EUA é duramente criticado, sendo considerado corrupto e totalmente contrário aos interesses da população, escondendo a verdade da mesma. 
'Kolchak and the Night Stalker': Série de grande sucesso nos EUA influenciou Chris Carter a criar 'The X-Files'. O ator que interpretava Kolchak, Darren McGavin, interpretou o agente do FBI Arthur Dales, que foi o primeiro a trabalhar nos 'Arquivos-X'. 

No episódio 'Wetwired' ('Grampeados' - 3X23) quando Mulder se encontra, em Washington, com o X, próximo ao Capitólio (sede do Congresso dos EUA), este diz que a criminalidade naquela região é muito alta e o Mulder responde: 'Principalmente quando o Congresso está reunido'. 

Séries de TV sobre questões relacionadas à ufologia e alienígenas também faziam muito sucesso nos EUA quando C.Carter criou o seriado, mas elas tratavam o assunto de forma a ridicularizá-lo, algo que em 'Arquivos-X' não acontece. O assunto sempre recebeu, na série, um tratamento reservado a temas sérios. 

O filme 'O Silêncio dos Inocentes', por sua vez, levou Chris Carter a decidir que as investigações deveriam ser feitas por agentes do FBI. A escolha de Gillian Anderson, com uma personagem ruiva na série, foi influenciada por Clarice Starling, interpretada por Jodie Foster. 

Inclusive, no episódio 'The Truth' (9X19 e 9X20) o Mulder brinca com a Scully, chamando-a de Clarice, o que é uma referência à personagem de 'O Silêncio dos Inocentes'. 

O Vírus Alienígena e os Planos de Colonização!

A ideia de Vírus apareceu, pela primeira vez no seriado, no episódio 'Colony/End Game' ('A Colônia/Fim de Jogo' - 2X16 e 2X17). Mas, naquele momento, o Vírus em questão ainda era uma espécie de 'sangue verde tóxico', que era prejudicial aos seres humanos, podendo até matá-los, tal como aconteceu com o agente Barry Weiss. 
O Vírus alienígena, na forma de Óleo Negro, entrando em sua nave espacial (episódio ''Apocrypha' - 3X16). O Vírus estava conquistando todos os planetas e escravizando todas as raças dos mesmos, Uma destas raças que escravizou foi a dos Greys. Ele foi o habitante original da Terra (ver filme 'Fight the Future'). Depois, ele retornou para tomar controle daquilo que considerava como sendo dele, a Terra, o que resultaria no extermínio da Humanidade. E o Sindicato colaborava para levar tais planos adiante, enquanto alguns dos seus integrantes tentavam ganhar tempo para produzir uma Vacina que o neutralizasse. Mesmo quando conseguiu criar a Vacina, o Sindicato decidiu continuar colaborando com o Vírus. 
Já no início da Mitologia, no episódio duplo 'Piper Maru'/'Apocrypha' (O Mistério do Piper Maru - 3X15 e 3X16), Chris Carter adotou a ideia de que o Vírus era um ser dotado de inteligência e que se utilizava de meios líquidos para se locomover. Com isso ele passou a ser conhecido como 'Black Oil', ou seja, o 'Óleo Negro'. 

O Vírus penetrava no organismo dos outros povos e raças por meios dos orifícios do corpo, passando a controlar os atos dos mesmos, bem como fazia com que eles tivessem a capacidade de matar os outros por meio de uma fortíssima radiação luminosa (ver 'O Mistério do Piper Maru'). 

Essa 'Radiação Luminosa', quando aparecia, terminava por queimar 90% dos corpos dos seres humanos, levando-os à morte. Essa 'Radiação Luminosa' era, portanto, a forma original do Vírus. Ela se transformou no Vírus porque a forma viral era a maneira mais fácil de se espalhar pelo Universo e dominar os outros povos e raças. 

E depois que penetrava no organismo dos seres humanos o Vírus se alimentava dos órgãos internos das pessoas para gerar um Grey escravo. 

Posteriormente, no episódio 'Tunguska'/'Terma' (4X08 e 4X09) o 'Black Oil' finalmente adquiriu a forma viral pelo qual ele se tornou mais conhecido. 

Como se percebe, em 'Arquivos-X', em alguns casos, as ideias vão sendo modificadas ao longo do tempo. E foi isso que aconteceu com o Vírus alienígena, que de 'sangue verde tóxico' ('A Colônia'/'Fim de Jogo') se transformou em 'Óleo Negro', no qual a sua forma de existir originalmente, de Radiação Luminosa, ficou clara para nós ('O Mistério do Piper Maru'). E finalmente, ela passou a se utilizar da forma viral para se propagar pelo Universo ('Tunguska'/'Terma').

Como vimos no primeiro filme, o Vírus era o habitante original da Terra, desde a época dos dinossauros. Mas daí ele foi embora e deixou alguns dos exemplares da espécie por aqui, sob a forma dos Greys, que eram uma raça alienígena que havia sido dominada e escravizada pelo Vírus. Na 'Era do Gelo', alguns dos ancestrais do ser humano entraram em conflito com os Greys, sendo contaminados por eles (ver o primeiro filme da série, 'Fight the Future'). 
Alex Krycek: O Vírus alienígena o abandona e volta para a sua nave espacial ('Apocrypha' - 3X16), num silo localizado em Dakota do Norte, onde ele ficou preso por muito tempo, até que os membros de uma milícia extremista o libertaram. Neste mesmo estado, os membros da seita liderada por Josepho encontraram uma nave espacial semelhante (ver 'Provenance/Providence' - 9X09 e 9X10) à que Scully havia encontrado na Costa do Marfim ('Biogenesis' - 6X22). Como se percebe, as diferentes Mitologias da série estão sempre conectadas. 
Mas o Vírus ficava inerte sob baixa temperatura, ideia que Chris Carter retirou de 'A Colônia'/'Fim de Jogo', episódio no qual o Mulder chegou a ter o Vírus em seu organismo. Mas a ação rápida de Scully conseguiu retirar o mesmo do corpo de Mulder, salvando a vida deste. 

Quando a 'Era do Gelo' terminou, o Vírus retornou para retomar o controle do planeta e despertou os 'exemplares' dele que haviam ficado na Terra, adormecidos por milhares de anos. Mas durante séculos o Vírus agiu no anonimato. Uma humanidade ainda pouco evoluída entrou em contato com ele, mas não fazia a menor ideia do que se tratava aquilo. Talvez pensasse que fosse algum tipo de demônio...

A queda do OVNI em Roswell, em 1947, expôs a presença do Vírus/ETs  na Terra para os principais governos do Mundo, que decidiram manter segredo desta presença, escondendo a verdade da população, temendo que o pânico se espalhasse por todo o planeta caso a Verdade viesse à tona. 

Nos EUA, quando tomou conhecimento do caso Roswell, em 1947, o então presidente Harry Truman criou o 'Projeto Majestic-12' (conhecido também como MJ-12), visando formar um grupo secreto, constituído por 12 membros (seriam os apóstolos dos 'novos Messias', os ETs?) que esconderia a verdade, da população do mundo, sobre a presença alienígena na Terra. 

Para isso, tais governos (dos EUA e de outros países, como Alemanha, Japão, França, Reino Unido e Itália) começaram a promover operações de acobertamento e despistamento desta presença dos ETs na Terra. 

E quando alguém alegava que havia sido abduzido e testado por alienígenas, tais pessoas eram expostas ao ridículo e viravam motivo de piada por parte de todos, sendo que muitos passavam a considerá-los como sendo loucos (ver 'Duane Barry' - 2X05). Isso acabava desestimulando a que outras pessoas tentassem alegar que haviam sido abduzidas (ver episódio 'Conduit' - 1X04). 
Funcionário de empresa de energia é picado por uma abelha geneticamente alterada para receber o Vírus alienígena. E os pequenos Kurts, clones híbridos que não possuíam linguagem, observam tudo em silêncio (episódio 'Herrenvolk' /Procura Incessante' - 4X01). 
E quando tais governos tomaram conhecimento dos planos de Colonização do planeta Terra pelo Vírus eles se alarmaram com a perspectiva de ver a humanidade vir a ser exterminada. Por isso eles decidiram esconder toda a Verdade a respeito, evitando que a população mundial entrasse em pânico. 

É como disse o Canceroso, para o Mulder, em 'One Breath' (2X08): 'Se as pessoas soubessem o que eu sei, tudo desmoronaria'. 

Daí, os principais governos do mundo decidiram formar 'governos secretos', constituído por alguns dos seus mais importantes funcionários. 

No caso do governo dos EUA, tal equipe se formou no Departamento de Estado, já no começo da década de 1950, em plena época da Guerra Fria entre EUA e URSS.

E em Outubro de 1973 tivemos a criação do Sindicato. 

Canceroso, Garganta Profunda e Bill Mulder, entre outros, faziam parte deste governo secreto global (que depois ficou conhecido como o 'Sindicato') que negociava, também em segredo, uma tentativa de adiar o início da Colonização pelo Vírus, evitando um Apocalipse global precoce para a humanidade. 

Em função disso, o Canceroso nunca se viu como um vilão. Ele chegou a dizer para o Mulder que a política de colaboração deles, os membros do Sindicato, com o Vírus salvou bilhões de vidas (ver 'Two Fathers'/'One Son' - 6X11 e 6X12). É verdade, mas tal política, que permitiu ao Sindicato ganhar tempo com o Vírus, adiando o início da Colonização, também condenava a humanidade à uma futura e virtualmente inevitável extinção. 
Mulder e Jeremiah Smith, um alienígena que tinha a capacidade mudar a sua aparência e que ajudou Mulder a obter informações a respeito do Projeto de Colonização do Vírus alienígena, visando sabotá-lo. Jeremiah foi interpretado pelo ator Roy Thinnes, que foi protagonista da série de ficção científica 'The Invaders', na década de 1960. Na série ele vivia tentando convencer a todos de que os alienígenas já estavam entre nós. Ele foi uma espécie de ancestral espiritual do Mulder.  
Enquanto isso, sempre que um evento ligado aos OVNIs acontecia (como a queda de uma nave espacial), equipes militares muito bem treinadas entravam em ação para promover uma ação super-rápida de limpeza, como aquela que vimos, por exemplo, em 'Fallen Angel' ('Caçada Sangrenta' - 1X10). 

Esta política de colaborar com o Vírus, que foi adotada pelos principais governos do Mundo (EUA, Alemanha, Japão, França, Grã-Bretanha, Itália) foi colocada em prática pelo Sindicato, uma espécie de Consórcio com interesses globais (como definiu o 'Homem Bem Vestido', em 'O Caminho da Cura' - 3X02) que planejavam dominar a Terra e exterminar a humanidade.

Mas como os alienígenas não acreditavam na sinceridade da espécie humana (ainda mais com notórios mentirosos entre os membros do Sindicato, como é o caso do Canceroso...), eles decidiram exigir que cada família dos integrantes do Sindicato entregasse um dos seus membros para que eles, Vírus, pudessem levar adiante um processo de criação de híbridos-humano alienígenas perfeitos. 

Canceroso, o CGB Spender, entregou a sua esposa, Cassandra, enquanto que Bill Mulder, depois de muito resistir e hesitar, optou por entregar Samantha, em uma operação de sequestro feita pelos militares, mas que foi realizada de maneira a que os alienígenas levassem a culpa. 

Essa foi a maneira que Bill Mulder encontrou de demonstrar a sua insatisfação com o acordo fechado pelo Sindicato com o Vírus. Como ele se recusava a entregar um dos seus filhos, os militares tiveram que ir buscar Samantha na sua casa, fato este que é de grande importância na série, visto que foi em função de ter visto a sua irmã sendo levada embora por forças desconhecidas que Mulder decidiu investigar e pesquisar casos envolvendo fenômenos paranormais, sobrenaturais, alienígenas, entre outros que a Ciência, sozinha, não consegue explicar de formam minimamente satisfatória.

Assim, a resistência de Bill Mulder levou Mulder, no futuro, a resistir, também, aos planos de colonização da Terra pelo Vírus/Sindicato. E foi isso que levou Mulder a se interessar em trabalhar no porão, nos 'Arquivos-X'. 

Tanto isso é verdade que, dentro do Sindicato, Bill Mulder sempre foi o maior defensor da criação de uma arma, uma vacina, que neutralizasse a ação do Vírus e, desta forma, pudesse inviabilizar os planos de Colonização do mesmo. E isso foi levado adiante, em segredo (sem o conhecimento do Vírus, é claro) por várias facções do Sindicato, as facções da Rússia e a dos EUA, em especial. 
Em 'Colony'/End Game' (2X16 e 2X17) Mulder foi atrás do Caçador de Recompensas alienígena, na esperança de obter informações sobre a sua irmã. Ele não encontrou, mas achou outra coisa: Esperança para continuar procurando pela Verdade. "End Game" foi o primeiro episódio escrito por Frank Spotnitz, que se tornou um dos principais produtores e roteiristas do seriado. Atualmente, ele produz uma nova we excelente série, que é 'The Man in the High Castle', da qual é o criador. 
Os russos foram os primeiros a conseguir criar uma vacina anti-Vírus, depois de muitos anos fazendo testes em prisioneiros nos campos de mineração da região de Tunguska, onde ocorreu uma explosão misteriosa em 1906. Tal vacina foi aplicada no Mulder e, depois, o Vírus foi inoculado nele (ver episódios 'Tunguska'/Terma' - 4X08 e 4X09). Somente no episódio 'DeadAlive' (8X15) é que o Mulder teve o Vírus definitivamente retirado do seu organismo.

Obs1: Aliás, isso explica porque o Mulder ficou gravemente doente em "My Struggle - Parte 2' (10X06) e a Scully não, pois esta ainda tem o DNA alien em seu organismo (ver 'My Struggle' - 10X01), o que é uma consequência dos testes a que foi submetida quando foi sequestrada ('Duane Barry', 'Ascension', 'One Breath' - 2X05, 2X06 e 2X08). Monica Reyes também não foi afetada pelo mesmo motivo, devido ao acordo que fez com o Canceroso ('My Struggle' - Parte 2). 

Em função deste acordo, ela teve o DNA alienígena injetado em seu organismo, tornando-a uma das "Escolhidas", o que evitará que ela venha a morrer caso os planos do Canceroso venham a ser bem sucedidos.  

A facção americana do Sindicato também tentou desenvolver uma vacina, mas a sua versão era mais fraca do que a dos russos. Mesmo assim ela foi suficiente para que Mulder conseguisse aplicá-la em Scully, retirando o Vírus do organismo desta e que havia sido inoculado nela por aquela famosa abelha que impediu o beijo entre os dois (ver filme 'The X-Files: Fight the Future'). Mulder ganhou a vacina do Homem Bem Vestido, que acabou sendo assassinado no filme justamente porque simpatizou demais com o Mulder. 

Quando este processo estivesse concluído, ou seja, a criação do híbrido perfeito, o DNA híbrido seria inoculado nos membros do Sindicatos e nos seus familiares. Desta maneira, eles poderiam sobreviver depois que a Colonização tivesse início, mas toda a humanidade seria exterminada. 

Depois de muito tentar, cientistas a serviço do Vírus/Sindicato conseguiram criar o primeiro híbrido perfeito, que foi a Cassandra Spender (ver 'A Paciente X' - 5X13). 
Homem Bem Vestido procura por Scully no 'enterro' de Mulder. Ele diz que representa os interesses de um consórcio global e Scully fala que acredita que Mulder ainda está vivo (The Blessing Way - O Caminho da Cura - 2X01).
E como se daria o início da Colonização da Terra pelo Vírus? 

A ideia, resumidamente, era a seguinte: Plantações de milho transgênico espalhadas pelo mundo (Canadá, Tunísia) produziriam um pólen geneticamente alterado para que pudesse receber o Vírus (ver 'Talitha Cumi' - 3X24 - e o primeiro filme da série, 'The X-Files - Fight the Future'). Este pólen, com o Vírus, seria introduzido nas Abelhas, também modificadas geneticamente, que seriam soltas pelo planeta. Daí, elas picariam as pessoas, que seriam contaminadas pelo Vírus (ver 'Herrenvolk' - 4X01). 

Depois, em condições climáticas adequadas (de muito calor), o Vírus se alimentaria dos tecidos internos dos seres humanos, gerando um Grey (ver o primeiro filme e o episódio 'The Beggining'/'O Princípio' - 6X01). A raça dos Greys já tinha sido, há muito tempo, conquistada e escravizada pelo Vírus. Esta raça de Greys escrava, dominada pelo Vírus, seria a nova espécie dominante do planeta e os únicos seres humanos que conseguiriam sobreviver seriam os híbridos. 

Obs2: O Sindicato já tinha realizado um teste de campo e verificado que isso funcionava. Tal teste foi mostrado no episódio 'Zero Sum' ('Não Restou Mais Nada' - 4X21), no qual o Skinner, na ânsia de obter (do Canceroso) a cura para o câncer da Scully, aceitou fazer um trabalho sujo para o 'Fumacinha'. 

Neste episódio, abelhas inoculadas com o vírus da Varíola foram usadas para picar uma funcionária de uma empresa de transporte de carga (em uma cidade da Virgínia), bem como crianças de uma escola de uma cidade da Carolina do Sul. E todas ficaram doentes. Um médico (Dr. Linzer) que estava investigando o caso para Skinner e que havia sido consultado pelo Mulder meses antes (na época do 'Herrenvolk' - 4X01), e que obteve informações importantes para Skinner, também acabou morto da mesma forma, com varíola transmitida pela abelhas. 

Durante estas décadas de colaboração entre o Sindicato/Vírus, alguns membros do Sindicato se sentiam incomodados pelo fato de colaborar com um projeto que iria, no fim das contas, resultar no extermínio da Humanidade. 

E os principais representantes dessa 'ala de dissidentes' do Sindicato eram o Bill Mulder e o Homem Bem Vestido, que era britânico, de aparência sofisticada, porte aristocrático, que chegou a atrasar o início de uma reunião do Sindicato porque o seu neto havia quebrado a perna ao brincar no jardim de sua residência, e ele foi o último a chegar à reunião, embora o local da mesma fosse Londres, onde ele morava. 
Albert Hosteen, velho e sábio índio Navajo, que sempre ajudou e protegeu Mulder e Scully, em 'Paper Clip - Operação Clipe de Papel' (3X02), convenceu o Canceroso a não mexer com a dupla dos 'Arquivos-X', caso contrário os seus segredos a respeito de OVNIs e alienígenas seriam revelados por índios Navajos que usariam da tradição oral do seu povo para contar a verdade sobre os mesmos à população. Blefando ou não, o Canceroso acreditou.
Ele estava sempre impecavelmente vestido e nutria um profundo desprezo pelos métodos violentos do Canceroso, do qual era um rival dentro do Sindicato. Mas como as relações entre os personagens nunca são muito simples, o mesmo Homem Bem Vestido recorreu à ajuda do Canceroso quando a dra. Charne-Sayre, sua amante, acabou assassinada por um russo (Vassily Peskow), que trabalhar para a facção russa do Sindicato. 

E também ficamos sabendo que Krycek é de uma família de origem russa, que fala russo fluentemente, que seu nome verdadeiro é Arntzen e que se integrou muito bem à facção russa do Sindicato. 

Bill Mulder era o maior defensor da criação de uma Vacina e de uma arma que neutralizasse a ação do Vírus, sabotando o Projeto de Colonização e que, assim, evitasse a extinção da humanidade. E essa tentativa de criar uma vacina foi levada adiante pelas facções russa e americana do Sindicato, como já comentei aqui. 

Quando estava perto de contar para Mulder tudo o que sabia a respeito do Projeto de Colonização, Bill Mulder foi assassinado por Krycek, a mando do Canceroso ('Anasazi' - 2X25). 

No episódio 'Two Fathers'/'One Son' (6X11 e 6X12) é dito, por Krycek, para os membros do Sindicato, que eles tiveram a oportunidade de usar a Vacina para fabricar uma arma que inviabilizaria a colonização da Terra pelo Vírus, mas que eles haviam descartado seguir por esse caminho. 
Canceroso e o Elder, dois dos principais líderes do Sindicato entraram em conflito na época em que o Fumacinha ajudou Scully a reverter o seu câncer, entregando um novo chip para Mulder, que foi implantado na base da nuca dela, salvando a sua vida. O Sindicato entendeu que o Canceroso estava agindo de maneira muito independente e tentou matá-lo, mas não conseguiu.
Com isso, a Colonização foi marcada para começar. Cassandra Spender (contra a sua vontade) foi preparada para ser entregue aos alienígenas, na base de 'El Rico', para onde se dirigiram os membros do Sindicato e seus familiares. Mas chegando lá, eles são surpreendidos pela chegada dos Rebeldes Sem Face, que matam a todos os presentes. 

Os únicos que se salvaram foram o Canceroso, Krycek (que fugiu antes que os planos de Colonização desmoronassem), Diana Fowley e Marita Covarrubias. Esta tinha sido usada como cobaia, pelo Sindicato, nos testes para criar a vacina por ter se envolvido demais com o Mulder, colaborando com este. 

Ser informante ou ajudar o Mulder é morte na certa: Garganta Profunda, X, Homem Bem Vestido, Diana Fowley... Todos foram mortos por ter, em algum momento, ajudado ao Mulder. 

O Vírus alienígena 'deu as caras' novamente no seriado no episódio 'Vienen' (8X18), quando fez uma nova tentativa de iniciar um projeto de Colonização, usando o petróleo para se espalhar pelo planeta. Mas o Mulder e o Doggett, juntos, impediram que isso acontecesse. 

Derrotado o Projeto de Colonização do Vírus, estavam criadas as condições para que uma nova tentativa de conquista da Terra, por uma outra raça alienígena, tivesse início. E essa tentativa foi feita pelos Rebeldes Sem Face, o que deu origem à Mitologia dos Supersoldados. 
Os Rebeldes Sem Face são uma raça alienígena cujos integrantes fecharam todos os orifícios de seus corpos a fim de evitar a contaminação e escravização pelo Vírus. Eles foram os grandes responsáveis por destruir o Projeto de Colonização do Vírus/Sindicato.  

Canceroso e o trabalho de sua vida: Exterminar a Humanidade!

Canceroso sempre demonstrou desprezo pela espécie humana. Não é à toa que ele trabalhou a vida inteira para tentar exterminá-la. Em 'Talitha Cumi' (3X24), no diálogo com Jeremiah Smith (Rebelde Sem Face que combatia o projeto do Vírus/Sindicato) este lhe diz que pessoas como ele impedem os seres humanos de serem livres. E o Canceroso responde dizendo que 'o ser humano não pode ser livre, pois ele é fraco, volúvel, mesquinho'. Então, o desprezo do Canceroso pelos seres humanos já é bem antigo. Canceroso é o pior dos Vilões. E por isso mesmo ele acaba sendo o melhor de todos. Ele não pode morrer.

O grande projeto da vida do CGB Spender, mais conhecido como Canceroso, foi colaborar com o Vírus alienígena, fazendo parte do Sindicato, no Projeto de Colonização da Terra para que o mesmo conseguisse conquistar o planeta e, assim, pudesse exterminar a humanidade (ver 'Anasazi', 'O Caminho da Cura' e 'Operação Clipe de Papel': 2X25, 3X01 e 3X02) 

Mas desde que o trabalho de sua vida foi destruído (ver episódio duplo 'Two Fathers/One Son' - 6X11 e 6X12) que o Canceroso tenta restabelecer o Projeto de Colonização. 

E quem destruiu esse projeto? Foram os 'Rebeldes Sem Face', uma raça de alienígenas que tinha o poder de mudar a sua aparência quando bem entendesse e que fechou todos os orifícios de seu organismo para evitar de ser contaminado, escravizado e controlado pelo Vírus. 
Cassandra Spender, mulher do Canceroso e mãe de Jeffrey, junto com Scully na ponte, na época em que os Rebeldes Sem Face estavam sabotando os planos do Vírus (ver 'Patient X' - 5X13), matando os abduzidos que eram testados por médicos a serviço do Sindicato. Como este não conseguiu detê-los, o Vírus entrou em ação, atacando os RSF. Cassandra foi o primeiro híbrido perfeito e, com isso, a Colonização poderia começar. Este foi o acordo feito entre o Sindicato e o Vírus em 1973. 
Depois que o projeto de Colonização do Vírus foi destruído, no entanto, eles não precisaram mais fazer isso e, daí, os 'Rebeldes Sem Face' voltaram a aparecer na série com a sua aparência original. Inclusive, isso é mostrado quando eles, RSF, faziam testes no Mulder em suas naves espaciais (ver 'Within' e 'Without', 8X01 e 8X02).

No episódio 'Requiem' (7X22), o Canceroso ficou sabendo da queda na nave espacial em Bellefleur, no Oregon, mesma cidade em que se passam os acontecimentos do episódio 'Piloto'. E também vimos o Canceroso fazer uma tentativa de aliança com os novos conquistadores/colonizadores do planeta, que são os 'Rebeldes Sem Face', mas que foi rejeitada pelos mesmos. 

E daí, enquanto a sua nave espacial se reconstruía, os aliens 'Rebeldes Sem Face' passaram a abduzir várias pessoas usando, para isso, da técnica de mudar a sua aparência o tempo inteiro. Foi assim que um deles se disfarçou de Detetive Miles, pai de Billy Miles, e pôde sequestrá-lo. Depois, foi a vez de Theresa Hoese e do marido, Ray Hoese, também serem levados pelos RSF. Inclusive, Billy Miles e Theresa Hoese, já vinham sendo sequestrados desde a época dos acontecimentos mostrados no episódio 'Piloto'.

E um dos que foram abduzidos em 'Requiem' foi o Mulder.

Todos os abduzidos pelos 'RSF' tinham algo em comum: uma mesma doença cerebral. 

No caso de Mulder ela foi provocada pela ativação do seu poder de leitura de mentes, poder esse que tinha origem extraterrestre, visto que, na época ele possuía o Vírus alienígena em seu organismo. Mas ele não tinha o controle de tal poder (ele nem sabia sequer o que estava acontecendo consigo mesmo...) e ficou doente, pois o seu cérebro passou a funcionar rápido demais, o que foi descoberto pelo Michael Kritschgau, que foi chamado, pelo Skinner, para ajudar o Mulder a pedido deste (Biogeneses - 6X22; 'The Sixth Extinction' - 7X01). 

O Vírus foi inoculado em Mulder no episódio 'Tunguska' (4X08), quando o mesmo encontrava-se prisioneiro da facção russa do Sindicato em um campo de mineração. Neste campo, os russos promoviam testes visando criar uma vacina que neutralizasse a ação do vírus. Daí, eles aplicavam a vacina nos prisioneiros e, depois, inoculavam o Vírus. E os russos fizeram o mesmo com o Mulder.
Membros do Sindicato reunidos, em 1973, na mina pertencente às indústrias Strughold, o grande chefão do Sindicato. No local foram armazenadas informações sobre o DNA de todos os americanos nascidos desde 1955. Era com base no perfil genético de cada um que as pessoas eram selecionadas para serem abduzidas e testadas, a fim de se criar clones híbridos que trabalhassem como escravos para o Vírus/Sindicato e para se tentar criar um hibrido perfeito. Posteriormente, os arquivos foram transferidos para computadores da Previdência Social ('Talitha Cumi' e 'Herrenvolk' - 3X24 e 4X01) e, mais adiante, para os computadores do Censo (ver 'Three Words' - 8X16). 
Assim, desde aquela época que o Mulder possuía o Vírus alienígena em seu organismo, mas o mesmo estava inativo, devido à ação da Vacina. Mulder somente teve o Vírus definitivamente extraído do seu organismo no episódio 'DeadAlive' (8X15). 

No episódio 'Biogenesis' (6X22) a Scully encontrou uma nave espacial na Costa do Marfim. E  na superfície desta nave tínhamos inscrições na língua dos Navajos e que estavam relacionadas às principais religiões, com trechos da Bíblia, do Corão e também tinha o DNA completo da espécie humana. Um pedaço de papel com parte das inscrições encontradas na nave ativou a parte alienígena de Mulder e ele desenvolveu a capacidade de leitura de mentes, poder que os alienígenas possuem. 

O Canceroso ficou sabendo da descoberta feita pela Scully e interpretou a mesma como um sinal de que o Vírus alienígena estava voltando e que o mesmo iria tentar começar um novo Projeto de Colonização. Esta tentativa foi feita, mas fracassou (ver episódio 'Vienen' - 8X18). Mas se a nova tentativa de Colonização do Vírus funcionasse, a humanidade seria exterminada, com a exceção dos aliens Greys (raça escrava do Vírus) e dos Híbridos, como era o caso do Mulder. 

Como ele sabia que o Mulder era um hibrido (informação que lhe foi transmitida pela Diana Fowley, que o encontrou abandonado na escada do edifício da Universidade Americana e levou Mulder para o apartamento dele), Canceroso decidiu fazer uma cirurgia de transplante de parte do material genético do Mulder para si, na expectativa de também se tornar um híbrido e, assim, adquirir imunidade ao Vírus e poder sobreviver quando a Colonização tivesse início. A situação de Mulder piorou e ele foi levado ao hospital. 
O 'Caçador de Recompensas' era um alienígena RSF, mas que colaborava com o Vírus e com o Sindicato. Ele possuía poderes de cura, tal como Jeremiah Smith, pois ambos eram membros de uma mesma raça alienígena, mas que estavam em lados opostos das trincheiras.
Mas o Canceroso conseguiu convencer a mãe de Mulder, Teena, para que ele pudesse levar o filho de ambos até o Pentágono, onde a cirurgia do transplante do material genético foi realizada (ver 'The Sixth Extinction: Amor Fati' - 7X02).

Porém, a cirurgia fracassou, o que o próprio Canceroso falou para a Scully (ver 'En Ami - A Salvação da Humanidade; 7X15).

Durante a cirurgia, a Diana Fowley, vendo que o Mulder estava sofrendo com tudo aquilo, entregou um cartão que deu acesso, para a Scully, ao local (Departamento de Defesa-Pentágono) onde o Mulder estava. Em função dessa ajuda é que o Canceroso mandou matar a Diana Fowley. 

Mas até então a Fowley tinha sido totalmente fiel ao Canceroso. Aliás, quando o Mulder desenvolveu a capacidade de leitura de mentes (ver Biogenesis 6X22) ela mesma falou para o Mulder que ele havia descoberto, graças ao seu novo poder, a quem ela era fiel, ou seja, ao Canceroso.

Obs3: Foi no episódio 'The Sixth Extinction: Amor Fati' (7X02) que tivemos a confirmação de que o Canceroso é o pai biológico de Mulder. Isso ocorre em dois momentos do episódio: Primeiro, quando o Canceroso faz um discurso a respeito de Mulder, enquanto este é preparado para a cirurgia, e diz que admira a infinita capacidade que o Mulder tem para sofrer. E a Diana Fowley diz 'Tal Pai, tal Filho'. E logo depois, quando a cirurgia já havia se iniciado, ela diz, para o Canceroso: 'Você está retirando material genético que, talvez, mate o seu filho'. 

Em 'Requiem' (7X22), Canceroso falou para a Marita Covarrubias libertar Krycek, e o encarregou de tentar entrar em contato com os RSF e, assim, poder fazer um acordo com os aliens. Canceroso disse, para Krycek, que esta era a grande chance deles de restabelecer o Projeto de Colonização.
Marita Covarrubias ficou muito amiga do Mulder, passando a ajudá-lo cada vez mais. Os seus chefes do Sindicato não gostaram disso e a usaram como cobaia para desenvolver uma vacina que neutralizasse o Vírus. Ela sobreviveu às experiências e se recuperou após a Conspiração do Vírus Alienígena e do Sindicato ter sido destruída. Ela voltou a trabalhar para o Canceroso posteriormente (ver 'Réquiem' - 7X22). 
Obs4: Antes disso, Krycek estava preso na Tunísia, onde tínhamos plantações de milho transgênico. Estas plantações foram mostradas pela primeira vez na série no episódio 'Herrenvolk'/'Procura Incessante' (4X01). As plantações de milho geravam um pólen geneticamente alterado para receber o Vírus (ver 'The X-Files - Fight the Future', o primeiro filme da série). 

Depois disso, o pólen com o Vírus seria introduzido em Abelhas, geneticamente modificadas, que seriam liberadas pelo planeta, picariam as pessoas e, depois, dentro do organismo das pessoas, nasceria um Grey. A espécie humana seria exterminada e os Greys dominariam o planeta como uma raça escrava dominada pelo Vírus. 

Tal projeto de Colonização, do Vírus/Sindicato, foi destruído pelos RSF ('Two Fathers'/'One Son' - 6X11 e 6X12), mas o Vírus não foi aniquilado, tanto que ele voltou a aparecer na 8a. temporada (ver episódio 'Vienen' - 8X18), quando fez uma nova tentativa de iniciar a Colonização da Terra, mas que acabou fracassando. 

Obs5: Notem a presença, sempre, da mesma obsessão do Canceroso: exterminar a espécie humana. E agora, na 10a. temporada, ele voltou a tentar a mesma coisa.  
Canceroso: O maior vilão da história de 'Arquivos-X', que foi muito além da condição de um mero personagem, passando a simbolizar o Mal na série. Por isso mesmo que ele, tal como Mulder e Scully, não pode morrer.
Inclusive, o Sindicato já havia feito um teste a respeito do uso dessas abelhas como transmissoras de vírus (da Varíola) e elas se mostraram bastante eficientes (ver episódio 'Zero Sum'/'Não Restou Mais Nada' - 4X21). 

Mas essa tentativa de aliança feita pelo Canceroso foi repudiada pelos 'Rebeldes Sem Face', que não quiseram saber de fazer qualquer tipo de acordo com ele. Isso foi algo que Krycek percebeu e, por isso, ele decidiu se vingar do Canceroso, jogando-o escada abaixo. 

Isso aconteceu porque os 'RSF' já tinham, pronto, o seu próprio Projeto de Colonização', que envolvia a criação de supersoldados, controlados pelos próprios RSF. 

Os RSF desenvolveram um forma de criar os supersoldados que envolvia o Vírus alienígena (que era neutralizado), o seu próprio DNA, mais o chip colocado na base da nuca dos abduzidos e a tecnologia de reconstrução de suas naves espaciais. 

E eles também se apropriaram, de uma forma que não foi mostrada na série, dos conhecimentos gerados pelo projeto militar secreto de criação de supersoldados mostrado em 'Eve - Projeto Litchfield' (1X11) e 'Sleepless - Sem Dormir' (2X04) e de hibridação genética (ver 'The Ernenmeyer Flask- Jogo de Gato e Rato' (1X24). 

Por isso é que os supersoldados não precisavam dormir (referência a 'Sem Dormir'), podiam respirar por um longo tempo embaixo da água e tinham DNA alienígena misturado com o de seres humanos (referência a 'Jogo de Gato e Rato'). E eles também eram muito mais fortes do que os humanos e podiam ouvir conversas a longa distância (ver 'Nothing Important Happened Today' - 9X02). Além disso, eles podiam ser esmagados em um caminhão de lixo e, mesmo assim, eram reconstruídos, tal como ocorreu com o Billy Miles (ver 'Essence' e 'Existence' - 8X20 e 8X21). 
Scully encontra Canceroso em seu carro (ver 'En Ami - A Salvação da Humanidade' - 7X15). Ela pergunta: 'O que você está fazendo aí?'... Canceroso: 'O trabalho de Deus, é claro...'.

Posteriormente, eles criaram duas outras maneiras para se tentar produzir novos supersoldados, que era por meio da adição de cloramina na água e com o uso de técnicas de hibridação genética que eram realizadas por cientistas em navios que ficavam navegando pelos mares e oceanos do mundo durante o ano inteiro (ver episódio 'Nothing Important Happened Today' - 9X02). 

No entanto, não foi mostrado, na série, ainda, se estas outras duas tentativas dos RSF de se criar supersoldados foram bem sucedidas ou não. 

Logo, como os Rebeldes Sem Face possuíam o seu próprio projeto de Colonização para ser levado adiante, Canceroso foi desprezado por eles. 

Mas o Canceroso possuía um trunfo, que era a criação do William, um supersoldado híbrido ainda mais poderoso do que os próprios RSF ou do que os supersoldados criados por este. 

Canceroso: Afinal, qual foi o motivo para a criação do William? E do Kyle e da Molly?
Monica Reyes segura um pedaço de papel que reproduz inscrições que estavam em uma nave espacial encontrada em Dakota do Norte por uma seita liderada por Josepho. Este acreditava que os supersoldados eram os verdadeiros 'Filhos de Deus' (ver 'Provenance' - 9X09). Tais inscrições eram semelhantes àquelas que foram encontradas por Scully em uma nave espacial que ela achou na Costa do Marfim (ver 'Biogenesis'- 6X22). 
Canceroso concebeu o William, provavelmente, como um meio de obrigar os RSF a negociar com ele, algo que nunca aconteceu, a sua participação neste novo Projeto de Colonização. Outra possibilidade seria criar o William para inviabilizar o Projeto de Colonização dos RSF, transformando-o na Salvação da Humanidade. 

Afinal, se o William fosse mais evoluído do que os próprios RSF, então ele poderia dar origem a uma nova espécie humana, muito mais poderosa e evoluída do que a atual, que é repleta de fraquezas. E com isso o Projeto de Colonização dos RSF seria inviabilizado e derrotado. 

William seria, assim, uma mistura de Adão, o primeiro exemplar de uma nova espécie humana, e de Messias, pois seria o líder que salvaria a Humanidade, impedindo o extermínio desta pelos RSF ou, até pelo Vírus, caso este um dia retorne à série. 

Aliás, nesta 10a. temporada de 'Arquivos-X' vimos que o Departamento de Defesa financiou o Dr. Goldman (proprietário da clínica 'Nugenics') para que este manipulasse o código genético de inúmeros bebês, visando criar uma espécie humana mais evoluída, dotada de vários poderes ('Founder's Mutation - 10X05). 

Inclusive, a Scully perguntou ao Dr. Goldman se ele também misturava DNA humano com o alienígena em suas pesquisas, mas este não respondeu. Aliás, ele 'respondeu' meio que chamando a Scully de maluca. Mas o seu silêncio foi bastante revelador. É por isso que tantos destes bebês nasciam com todas aquelas doenças e deformidades que vimos em 'Founder's Mutation'. Mas em alguns casos essas pesquisas foram bem sucedidas, como aconteceu com o Kyle e a Molly. 
Kyle e Molly foram criados pelo Dr. Augustus Goldman como parte de um projeto secreto financiado pelo Departamento de Defesa (Pentágono... Olha o Canceroso aí...). Eles possuem poderes criados em função de manipulação do DNA e de hibridação genética. Como os dois fugiram da clinica do Dr. Goldman, a quem mataram, pode ser que eles retornem numa próxima temporada. Afinal, a criação deles está, de alguma maneira, ligada à nova Conspiração da série. 
E só um lembrete: Se o Departamento de Defesa (Pentágono) estava por trás dessas pesquisas, então isso significa que quem comandava tudo era o... Canceroso, que é o grande responsável por essa nova tentativa de exterminar a humanidade. 

A questão é: Qual foi o motivo que levou à criação do Kyle e da Molly? O objetivo da pesquisa é claro: criar uma nova espécie humana, mais evoluída e mais poderosa. 

Mas qual é a finalidade disso? Usar tais jovens contra os Rebeldes Sem Face? Ou eles já teriam sido usados, conseguindo inviabilizar o plano de Colonização dos RSF, mas sem que isso tenha sido mostrado na série? Será que as naves espaciais, construídas pelo governo, e que eram réplicas dos OVNIS (e que apareceram em 'My Struggle' - 10X01) também foram usadas com tal finalidade? Afinal, as pesquisas para criar essas naves com tecnologia de OVNI vinham desde o caso Roswell, em 1947. 

No episódio 'Deep Throat'/'A Verdade Está Lá Fora' (1X02) vimos Mulder e Scully observar naves espaciais usando tecnologia de OVNI fazendo movimentos e manobras impossíveis no espaço e que geravam um stress brutal em quem os pilotavam, sendo que alguns pilotos acabavam, literalmente, enlouquecendo em função disso. Lembram-se do Coronel Budahas? 
Mulder e Scully observam OVNIs fazendo manobras impossíveis, que levavam os pilotos das mesmas a ficarem loucos (ver 'Deep Throat' - 1X02). O tratamento a que eram submetidos pelos militares apagava as memórias deles, impedindo que se lembrassem do que havia feito, o que aconteceu com o Coronel Budahas. As naves eram construídas com tecnologia de OVNI. Tais naves, já aperfeiçoadas, apareceram novamente na 10a. temporada. 
Em 'Deep Throat', Mulder diz para Scully que quando uma nave espacial caía, seus restos eram levados para locais secretos, onde o governo, cientistas e militares se uniam para compreender e assimilar as tecnologias dos alienígenas. E ela o chama de louco por isso... 

Ainda na primeira temporada vimos a confirmação disso, no episódio 'E.B.E.' ('O Ser do Espaço' - 1X17), que mostram que os restos das naves espaciais que caíam eram levados para vários locais secretos. Mulder e Scully chegaram muito perto de comprovar isso, mas o próprio Garganta Profunda tratou de despistá-los, pois eles haviam chegado próximos demais da Verdade.

Tudo isso (a criação de seres humanos mais poderosos e evoluídos e a construção de naves com tecnologia de OVNI) ajudaria a explicar porque o plano dos RSF, de iniciar a invasão da Terra em 22/12/2012 (como vimos em 'The Truth' - 9X19 e 9X20), não teria acontecido. 

Obs6: O Departamento de Defesa também é chamado de Pentágono, de onde o Canceroso sempre entrou e saiu com extrema facilidade, desde o episódio 'Piloto'. 

Aliás, ele passava mais tempo no Pentágono do que no seu apartamento, com certeza.
O Canceroso no Pentágono, onde ele viveu grande parte da sua vida, escondendo segredos da população, pois caso eles fossem revelados 'tudo desmoronaria'. 
Canceroso X Rebeldes Sem Face: Uma guerra antiga na série!

Os acontecimentos da 8a. temporada mostram, claramente, que o projeto secreto do Canceroso, de criação dos supersoldados (William, em especial), foi uma surpresa para os 'Rebeldes Sem Face'. Eles não sabiam da existência deste Projeto. 

Tal projeto era comandado pelo Canceroso, algo que foi confirmado pela 'enfermeira' Lizzy Gill, que comenta a respeito deste projeto depois que ela foi desmascarada pela Scully, após ter sido contratada pela mãe desta, Margaret. 

Lizzy foi interrogada por Doggett, Skinner, Scully, Mulder e fala que homens do governo, que agiam em segredo, tinham sido mortos (ela está referindo-se ao Sindicato, é claro), mas que o projeto havia continuado (ver 'Essence' - 8X20). 

Oras, o único membro do Sindicato que sobreviveu à destruição do projeto de Colonização do Vírus foi o Canceroso. Então, é mais do que evidente que ela se refere ao fumante inveterado da série, o CGB Spender. 

Obs7: Krycek, Diana Fowley e Marita Covarrubias, que também sobreviveram à destruição do Sindicato e dos planos do Vírus, não chegaram a ser, de fato, membros do Sindicato. Eles até chegaram a prestar serviços para o mesmo, mas nunca fizeram parta da cúpula da organização.
O Dr. Ishimaru Zama foi o responsável pela criação dos primeiros supersoldados híbridos, com imunidade a todo tipo de arma e de doença (ver 'Nisei'/'731' - 3X09 e 3X10). 
Em primeiro lugar, os Rebeldes Sem Face ficaram surpresos porque devem ter questionado: Afinal, como é que uma mulher estéril pode engravidar? E a Scully não apenas engravidou, mas gerou uma criança perfeita. 

Em 'My Struggle - Parte 2' (10X06), inclusive, a agente Einstein diz que manipular o DNA é algo muito complexo e que nenhum ser humano tem a habilidade de fazer o que a Scully estava sugerindo. Daí a Scully responde que alguém deve ter ensinado isso a eles, referindo-se aos aliens, é claro.

E foi isso que o Canceroso fez: ele usou de técnicas de hibridação genética desenvolvidas pelo Dr. Ishimaru Zama, no qual o mesmo misturou DNA humano e alienígena, usando conhecimentos que os ETs possuíam e que caíram em mãos humanas com o caso de Roswell (ver 'Jogo de Gato e Rato' - 1X24). E com isso ele criou os primeiros supersoldados, com imunidade a todos os tipos de armas e doenças (ver 'Nisei' e '731'- 3X09 e 3X10). 

Depois, essas técnicas foram aperfeiçoadas por médicos a serviço do Canceroso (drs. Lev e Parenti, sendo que este último foi quem monitorou a gravidez da Scully) e elas foram usadas para engravidar mulheres que haviam ficado estéreis em função da retirada dos seus óvulos quando foram sequestradas e testadas por médicos a serviço do Sindicato na época da primeira Mitologia da série (ver 'Per Manum' - 8X13).
O Dr. James Parenti monitorou a gravidez da Scully e também trabalhou no projeto secreto do Canceroso que visava criar um supersoldado híbrido, com aparência humana, e que fosse mais poderoso do que os próprios aliens, o que resultou na criação do William. As pesquisas eram feitas na clínica 'Zeus Genetics'. Os RSF descobriram a respeito da natureza do projeto e mandaram Billy Miles, supersoldado criado e controlado por eles, para destruir o mesmo. 
E Scully foi uma destas mulheres (ver 'Duane Barry', 'Ascension' e 'One Breath' - 2X05, 2X06 e 2X08). Outras, que retiraram o chip da base da nuca, desenvolveram câncer e morreram (ver 'Nisei' - 3X09). Scully somente não teve o mesmo fim porque o Canceroso entregou um novo chip ao Mulder, que foi colocado no mesmo local do anterior, salvando a vida dela (ver 'Redux 2' - 5X02). 

Esse projeto foi levado adiante, pelo Canceroso, visando criar um supersoldado hibrido com aparência inteiramente humana. Por isso, quando os bebês nasciam com aparência de alienígenas, eles eram descartados (ver 'Per Manum' - 8X13). 

Como o Canceroso havia retirado parte do material genético do Mulder, quando este ainda era um híbrido (ver 'A Sexta Extinção: Amor Fati' - 7X02), os drs. Lev e Parenti usaram o mesmo para criar um embrião que, depois, foi colocado na Scully (ver 'En Ami - A Salvação da Humanidade' - 7X15). 

Neste episódio ('En Ami - A Salvação da Humanidade') Scully foi ludibriada pelo Canceroso, que a levou para um local isolado, usando de uma história fajuta, dizendo que ela iria receber conhecimentos que permitiriam curar o câncer. 
Michael Kritschgau era um agente secreto do governo que convenceu o Mulder de que tudo em que este acreditava a respeito de alienígenas era mentira (tal como o Tad O'Malley fez na 10a. temporada). Mas quando ele viu a rapidez com que o Mulder lia as mentes das pessoas e antecipava as imagens que apareciam na TV ele percebeu que não era bem assim (ver 'Gethsemane', 'Redux' e 'Redux 2' - 4X24, 5X01 e 5X02; ver também 'The Sixth Extinction' - Partes 1 e 2 - 7X01 e 7X02). 
Canceroso conhecia muito bem a psicologia da Scully e sabia que ela havia se formado em Medicina na expectativa de usar seus conhecimentos para ajudar aos outros. Então, é claro que ela não resistiu à essa proposta, embora não tivesse confiança alguma no Canceroso, tanto que levou um microfone e um gravador escondido no corpo que, depois, ela tentou mandar para o Mulder, a fim de informá-lo sobre o que estava acontecendo. 

Mas como o Canceroso é uma 'raposa velha', é claro que ele sabia da desconfiança e do ódio que a Scully nutre por ele e mandou o seu velho agente de confiança, o 'Escovinha', segui-la e, assim, ele impediu que a gravação que ela havia feito chegasse até o Mulder. 

Obs8: O 'Escovinha' foi morto pela Scully no episódio 'Red Museum' (2X10), mas ele voltou para trabalhar em 'Arquivos-X' depois. Com certeza, o C.Carter gostava do trabalho do ator, que era ótimo para interpretar o papel desses tipos obscuros que fazem o trabalho sujo para pessoas poderosas. 

Scully ficou nove horas desacordada depois que chegou ao local e as suas roupas haviam sido trocadas, enquanto ela dormia profundamente. Provavelmente, ela foi sedada pelos médicos a serviço do Capeta, digo, do Canceroso. 

Aliás, tudo isso deixou o Mulder indignado. Ele não conseguia entender como é que a Scully poderia ter se deixado enganar pelo Canceroso, mas foi exatamente isso que aconteceu. 
A nave espacial que caiu em Roswell, em 1947, está diretamente relacionada a todas as Mitologias do seriado. 
E assim o Canceroso criou o William, um supersoldado híbrido com poderes ainda maiores do que o dos próprios alienígenas e que, portanto, tem tudo para se tornar (caso o C.Carter assim o deseje, é claro), inclusive na próxima temporada da série, a Salvação da Humanidade. 

Logo, Mulder é o pai do William, mas a concepção dele não foi natural, já que Scully era estéril. Era necessário algum tipo de 'milagre' para que o William fosse criado e o Canceroso providenciou o mesmo, utilizando-se de uma ciência basicamente alienígena, que veio da 'Fronteira Final', que foi o que ele mesmo disse para a Scully no 'En Ami - A Salvação da Humanidade' (7X. 

Quando os Rebeldes Sem Face descobriram a existência do projeto secreto do Canceroso, que usava de clínicas de fachada (o nome delas era 'Zeus Genetics') que promoviam supostas pesquisas que tratavam de resolver problemas de nascença, mas que, de fato, faziam pesquisas envolvendo hibridação genética para criar um supersoldado híbrido, humano-alienígena, usando, para isso, de mulheres que haviam ficado estéreis na época da primeira Mitologia, os RSF trataram de usar o Billy Miles (um supersoldado criado e controlado por eles) para destruir tal projeto (ver 'Essence' - 8X20). 

Assim, Billy Miles matou os drs. Lev e Parenti, que trabalhavam na 'Zeus Genetics', e destruiu as clínicas onde as pesquisas eram feitas. Logo, os RSF estavam tentando destruir o projeto do Canceroso, de qualquer maneira. Mesmo assim, o William foi criado e continua sendo uma ameaça aos planos de exterminar a humanidade, não importando quem esteja levado os mesmos adiante. 
Mulder foi abduzido em 'Requiem' (7X22) pelos RSF e foi submetido a uma série de testes em suas naves (ver 'Within'/"Without' - 8X01 e 8X02). O objetivo deles era transformá-lo em um supersoldado. Mas isso não aconteceu, graças ao Skinner e à Scully (ver 'DeadAlive' - 8X15). Já com o Billy Miles, que também foi abduzido em 'Requiem', o processo foi completado e ele se tornou um supersoldado que, inicialmente, era indestrutível.
Assimilou isso, Canceroso? Seria ótimo se o William voltasse à série e liderasse a luta para inviabilizar os planos daquele que o criou. Seria a clássica história da criatura que se volta contra o seu criador (alguém lembrou de "Frankenstein" aí?). 

Era a guerra entre o Canceroso e os RSF em pleno andamento na série, na 8a. temporada. 

E como vimos também, a invasão alienígena, dos RSF, programada para começar no 22/12/2012 simplesmente não aconteceu ou, então, ela foi adiada. Isso pode ter acontecido por vários motivos, como: 

1) A invasão foi tentada, mas acabou sendo derrotada, pelo Canceroso e seus aliados, com o uso de naves espaciais construídas pelo governo usando tecnologia de OVNI, e das crianças superpoderosas, como Kyle e Molly, que foram criadas por um cientista (Dr. Augustus Goldman) que trabalha para o Departamento de Defesa, ou seja, para o 'Cancer Man'; 

Obs9: Augusto significa divino. Logo, sugere-se que o Dr. Goldman está fazendo um trabalho (criar uma espécie humana mais evoluída) que não deveria e que caberia somente ao Criador. 
William atraiu o pedaço de nave espacial, retirada daquela nave que os membros da seita de Josepho encontraram em /Dakota do Norte e qie Robert Comer levou consigo quando tentou matar o garoto, pois acreditava numa profecia que dizia que William iria seguir o exemplo de Mulder e ia impedir que os supersoldados dominassem a Terra. A nave de Dakota do Norte era semelhante àquela que Scully achou na Costa do Marfim. As inscrições sobre elas também eram semelhantes, contendo trechos do Corão, da Bíblia e o DNA completo da espécie humana. 
2) A invasão pode ter sido adiada, por algum motivo que ainda não foi explicado na série.

Em qualquer uma destas possibilidades, vemos que é perfeitamente possível que ocorra um retorno dos Rebeldes Sem Face ao seriado, seja iniciando a Colonização, ou então promovendo uma nova tentativa para levá-la adiante, mesmo que ocorra após uma primeira tentativa que fracassou, tal como o Vírus também tentou fazer ('Vienen' - 8X18).  

E é perfeitamente possível que a nave espacial que apareceu pairando sobre Mulder, Scully e Miller na cena final de 'My Struggle - Parte 2' seja deles, dos RSF. Naquele momento eles teriam o maior interesse em se aliar a Mulder, Scully e cia, pois daí poderiam derrotar os planos do Canceroso e, depois, retomar o seu projeto. 

Outra possibilidade é a de que aquela nave espacial seja dos Conspiradores, liderados pelo Canceroso, e que ela esteja ali para levar Scully embora e, desta maneira, impedir que ela provoque o fracasso dos planos deles de exterminar a humanidade. 

A Mitologia dos Supersoldados!

Quando decidiu criar a Mitologia dos Supersoldados, Chris Carter se baseou em vários episódios das duas primeiras temporadas da série. 

Um dos episódios nos quais C.Carter se baseou para criar a Mitologia dos Supersoldados, e que está relacionado à concepção do William, é o 'Eve' (Projeto Litchfield - 1X11), que mostra um projeto militar secreto criado nos anos 1950, na época da Guerra Fria, que visava criar um supersoldado por meio de manipulação do código genético.  
Shannon McMahon, Knowle Rohrer e John Doggett foram membros da 'Bravo Company', dos Fuzileiros Navais', e se tornaram amigos. Mas Doggett vai descobrir que eles não são mais, exatamente, seus amigos. 
Neste episódio, a Dra. Sally Kendrick, que é uma supersoldado de primeira geração (as meninas chamavam-se Eva e os meninos Adão), se especializou na área de engenharia genética e diz que, no futuro, com as pesquisas que ela estava fazendo, de manipulação do DNA humano, seria possível se produzir 'Milagres' 

Portanto, o milagre ao qual vários personagens (exemplo: Krycek) falam que foi a concepção do William é um milagre produzido pela Ciência, sendo que a mesma é parte terrena, parte alienígena. 

E no episódio 'Nothing Important Happened Today - Parte 2' (9X02), a supersoldado Shannon McMahon disse que o projeto que havia criado William era justamente este que havia sido mostrado em 'Eve'. Inclusive, ela diz, para Doggett, Scully e Monica, que ela era uma Eva e que sete novas gerações de supersoldados haviam sido criadas depois dela. 

C.Carter também incorporou os fatos mostrados em outros três episódios para poder criar a Mitologia dos Supersoldados, que foram: 'Piloto' (1X01), 'Jogo de Gato e Rato' (1X24) e 'Sem Dormir' (2X04). Somados, os fatos mostrados nestes episódios formam o ponto de partida para a criação desta Mitologia, que ainda não foi concluída na série, aliás.

O objetivo dos Rebeldes Sem Face ao iniciar o seu projeto de Colonização era criar supersoldados que substituíssem os seres humanos, criando replicantes humanos (ver 'Réquiem' e 'Essence' - 7X22 e 8X20). 

Gradualmente, os seres humanos seriam abduzidos e devolvidos para completar o seu processo de transformação. Isso aconteceu com Billy Miles, por exemplo (ver 'DeadAlive' - 8X15). 

Posteriormente, os RSF desenvolveram mais duas maneiras para se tentar criar supersoldados, controlados por eles, e que também iriam substituir os seres humanos, até que todos os habitantes da Terra fossem supersoldados controlados por eles. 
Bill Mulder resistiu a entregar um dos seus filhos para o Vírus, a fim de ser submetido a testes que visava criar um híbrido humano-alienígena. Quando este fosse criado, o DNA híbrido seria inoculado nos familiares dos membros do Sindicato e, com isso, eles sobreviveriam ao processo de Colonização da Terra, que resultaria no extermínio da humanidade.
Estas duas outras formas de se tentar criar supersoldados foram por meio de pesquisas de hibridação genética que eram realizadas em navios que ficavam navegando pelos mares e oceanos do mundo todo durante o ano inteiro, a fim de que não fossem descobertos. E a outra maneira de se criar supersoldados que os RSF desenvolveram foi por meio da adição de cloramina, com uma estrutura molecular modificada, à água potável. 

Na 9a. temporada, uma mulher (Patti) e seu marido (sem nome... le foi chamado de 'man on the street'... Coisas de ''Arquivos-X") procuraram por Scully e contaram uma história muito semelhante à de William, dizendo que eles também haviam visto o seu filho fazer certas coisas estranhas, dizendo que ele não era normal. 

Neste mesmo episódio também vimos que existe, sim, uma maneira de matar os supersoldados, o que foi descoberto pelo Mulder. O 'Shadow Man' (interpretado por Terry O'Quinn) era um supersoldado que havia espionado Scully e Mulder durante toda a vida destes, dizendo até que sabia o dia em que ela havia convidado o parceiro para entrar em seu quarto pela primeira vez. E no final do episódio ele acabou morrendo, quando se aproximou de uma pedreira no qual havia magnetita. 
O Shadow Man, 'homem fantasma', era um supersoldado, supostamente indestrutível, mas Mulder descobriu que há um jeito de matar os supersoldados, por meio da magnetita. Shadow Man foi atraído por Mulder para uma pedreira no qual havia magnetita e acabou morrendo em função disso. 

No episódio duplo que encerrou a 9a. temporada ('The Truth' - 9X19 e 9X20), vimos que uma data havia sido marcada para dar início à Colonização (22/12/2012), que seria a data em que os Maias haviam parado o seu calendário, pois saberiam que algo terrível iria acontecer. 

Porém, a 9a. temporada terminou sem que a Mitologia dos Supersoldados tivesse tido um fechamento e a 10a. temporada não tocou no assunto, a não ser de forma muito sutil e indireta. 

Assim, ainda não sabemos o que aconteceu com os planos de Colonização dos RSF. Eles fizeram a tentativa de promover a Colonização? Se a fizeram, o que levou ao seu fracasso? Ou ela foi apenas adiada? C.Carter voltará a tratar do assunto no seriado? 

Espero que sim, pois uma trama que foi desenvolvida durante tanto tempo não pode ficar sem uma solução. Prefiro pensar que isso não foi feito na 10a. temporada em função do fato de que esta foi muito curta, com apenas 6 episódios, o que é muito pouco quando se trata das Mitologias da série. 

Assim, a Mitologia dos Supersoldados ficou no meio do caminho e C.Carter optou por não dar continuidade à mesma nesta 10a. temporada, preferindo criar uma nova Conspiração Mitológica, liderada por seres humanos (Canceroso...) e não por aliens. 
Canceroso voltou a participar da série e comanda a nova tentativa de exterminar a humanidade na décima temporada da série. Será que ele conseguirá atingir os seus objetivos. Quem irá impedi-lo? Mulder, Scully, William, os Rebeldes Sem Face, Kyle e Molly?
Isso fez parte do processo de atualização da série, promovida por C.Carter, que desejava trazê-la para os novos tempos. E isso faz sentido, sem dúvida alguma. 

Afinal, já se passaram 23 anos desde que o episódio 'Piloto' foi exibido pela primeira vez e o mundo mudou muito desde então.

Caso C.Carter não tivesse promovido essa atualização, a série correria o sério risco de parecer obsoleta e datada, ficando totalmente superada, falando sobre um mundo e uma realidade que não existem mais. 

Porque a Monica Reyes se aliou ao Canceroso?


Da mesma forma que o Canceroso ludibriou a Scully em 'En Ami', ele conseguiu usar do seu charme, e de um excelente argumento, para convencer a Monica Reyes a se tornar sua aliada. 

Então, se ele conseguiu enganar  e convencer até mesmo a Scully, então não é nenhuma surpresa, que o Canceroso tenha conseguido fazer o mesmo com a Monica Reyes neste episódio final da 10a. temporada. Canceroso é muito bom de lábia. Se bem que no caso da Monica, o que ele disse foi muito diferente do que ele falou para a Scully. No caso desta, a 'isca' usada para atraí-la foi a promessa de lhe entregar a cura do câncer. 

Para a Monica, ele apenas perguntou se ela preferia morrer junto com todos os outros ou se preferia ajudá-lo e, assim, ela poderia se salvar quando o Apocalipse que ele tinha planejado tivesse início. Foi por isso que Monica falou para a Scully que elas estavam protegidas, pois ela também possui, tal como a Scully, o DNA alienígena em seu organismo. Foi este o acordo que Monica fez com o Canceroso. 
Na décima temporada da série, Mulder e Scully passaram a ter a ajuda de uma nova dupla de agentes, Miller (crente em fenômenos paranormais) e Einstein (cética, com formação em Medicina e que tem uma visão científica dos fatos). Eles são uma versão mais jovem de Mulder e Scully, mas Chris Carter já avisou que eles não irão substituir a clássica dupla da série. 

Monica Reyes ajudou o Canceroso e, em troca, recebeu o DNA alienígena que a protege do vírus espartano, que é aquele que desliga o sistema imunológico dos seres humanos. 

Muitos se perguntam: Mas porque a Monica Reyes fez isso? Uma das razões é isso que eu falei, que o Canceroso é muito bom em atingir as pessoas no seu ponto fraco. 

O calcanhar de Aquiles da Scully era o desejo de ajudar os outros e ele, Canceroso, usou isso a seu favor. E o da Monica Reyes era o de, como o de qualquer outro ser humano, viver o máximo de tempo possível. Se alguém chega para você e diz que poderá salvar a sua vida, permitindo que você viva muito mais tempo, convenhamos que essa é uma proposta bastante tentadora, para dizer o mínimo, com certeza. 

Outra razão para essa mudança no perfil de Monica Reyes, a meu ver, está ligada aos conceitos da série. É que C.Carter sempre gostou desse tipo de personagem, que oras faz aliança com um, oras com outro. 

Garganta Profunda, Krycek, X, Marita Covarrubias, Shannon McMahon foram alguns dos personagens com esse perfil que tivemos durante todas estas temporadas de ''The X-Files". 

E Chris Carter, com certeza, também sabia que, ao fazer da Monica Reyes uma personagem com essa característica de ambiguidade, isso iria gerar polêmica e muita discussão entre os fãs da série (como já está acontecendo), que sempre tiveram uma imagem bastante favorável dela, ao contrário do que aconteceu com Doggett, que foi bombardeado pelos fãs quando entrou para o seriado. 
Pedaço da nave espacial que Scully encontrou na Costa do Marfim (ver 'Biogenesis' - 6X22). Será que os aliens voltarão a aparecer na série ou C.Carter resolveu descartá-los de vez? A nova temporada defende a ideia de que os seres humanos são os verdadeiros monstros e não os alienígenas, vampiros e zumbis. Mas C.Carter estabeleceu algumas conexões da nova Conspiração com as antigas Mitologias do seriado. Então, eu não descartaria, tão cedo, a possibilidade retorno dos Alienígenas ao seriado. 
Afinal, Monica entrou na série para ajudar Mulder e Scully. Ela, inclusive, fez o parto do William (ver 'Existence' - 8X21) e ajudou Mulder e Scully a fugir dos supersoldados (ver 'The Truth' - 9X20).

O caso Roswell e as Mitologias da série!

No episódio 'Jogo de Gato e Rato' (1X24), o Garganta Profunda disse, para Mulder e Scully, que o governo dos EUA possuía o tecido original dos alienígenas desde 1947, ou seja, desde o caso Roswell, o que foi confirmado novamente nesta décima temporada (ver episódio 'My Struggle' - 10X01) e que as pesquisas misturando DNA humano com alienígena tinham resultado na criação do primeiro híbrido (que foi o Dr. Secare). 

Este era o projeto 'Purity Control', ao qual a Scully teve acesso e que se apropriou de um dos embriões híbridos para que o Garganta Profunda pudesse trocar o mesmo pelo Mulder, que tinha sido raptado pelo governo. 

Entre outros poderes, o Dr. Secare, o híbrido, era muito mais forte do que um humano normal e tinha a capacidade de respirar por longo tempo embaixo da água.

E o mesmo acontecia com os supersoldados criados pelos 'Rebeldes Sem Face', como era o caso do Knowle Rohrer, por exemplo (ver 'Nothing Important Happened Today' - 9X02). 

E a Molly, desde criança, também tinha essa mesma capacidade de respirar por muito tempo embaixo da água. E como vimos também, a Molly é fruto de um projeto de manipulação genética que pode envolver, sim, hibridação genética, ou seja, mistura de DNA humano e alienígena, o que explicaria os poderes que ela e Kyle demonstraram possuir (ver 'Founder's Mutation' - 10X05) e que a Sveta também dizia possuir, tendo, inclusive, feito uso deles quando a Scully retirou DNA e sangue dela (ver 'My Struggle' - 10X01). 

Logo, a trama da nova Conspiração de 'Arquivos-X' claramente retorna ao acontecimento que desencadeou tudo isso que vimos na série, em todas estas temporadas, ou seja, o caso Roswell, de 1947. 
O incidente de Roswell, que ocorreu em 1947, tem uma grande importância na Mitologia dos seriados.O careca de chapéu e terno lembra, claramente, aos Observadores de 'Fringe', séria que homenageou 'The X-Files' em várias oportunidades. 
O próprio Mulder falou para a Scully que quando se deseja criar uma nova espécie humana é necessário que haja uma 'Mutação Fundadora', ou seja, uma pessoa que tenha um DNA diferente de todos os outros que viviam na mesma época. Assim, tal pessoa daria origem a uma nova espécie humana, mais evoluída do que a anterior. E a Scully também citou até o estudo (real) de cientistas que concluíram que mais de 60% dos atuais europeus descendem de um pequeno número de pessoas que viveram há milhares de anos e que possuíam um perfil genético distinto dos demais.

Portanto, a nova Conspiração Mitológica que começou a ser desenvolvida nesta 10a. temporada está, sim, conectada com as Mitologias anteriores. 

Os Rebeldes Sem Face e a concepção do William!

Inicialmente, os RSF começaram a usar os supersoldados controlados por eles para perseguir a Scully e, desta maneira, poder acompanhar o parto do filho milagroso dela e Mulder. 

Assim, no episódio final do 8o. ano vimos inúmeros supersoldados assistindo ao nascimento do William. Naquele momento o objetivo dos aliens era obter informações sobre o menino prodígio, mas os RSF não tinham nenhuma ideia sobre que tipo de criança ele era (ver 'Essence' e 'Existence' - 8X20 e 8X21).

Mas quando os 'Rebeldes Sem Face' se deram conta de que o William era uma criança diferente, especial, e que poderia ser ainda mais poderoso do que eles mesmos, podendo representar uma séria ameaça aos seus planos de Colonização da Terra, eles determinaram aos supersoldados que ou Mulder ou o filho deste teria que morrer. Daí, Scully pediu para que Mulder fosse embora, a fim de salvar a própria vida. Ele não queria, mas ela insistiu (ver 'Nothing Important Happened Today' - 9X01) e ele acabou cedendo. 
Mulder e o Médico, que esteve presente ao incidente de Roswell, em 1947. Ele se tornou o seu novo informante na série. Cuidado, hein, Doutor... Geralmente os informantes do Mulder sempre tem um final trágico. 
E porque os RSF passaram a promover toda essa perseguição contra Mulder e William?

Os RSF temiam que, quando o William crescesse ele acabasse seguindo o exemplo de Mulder e terminasse por lutar contra eles, aliens, inviabilizando os seus planos de exterminar a humanidade e dominar o planeta. 

Para tentar impedir que isso acontecesse, uma seita de fanáticos que acreditava que os supersoldados eram os verdadeiros 'Filhos de Deus' sequestrou o William e tentou usá-lo para obrigar Scully a matar o Mulder, entregando a cabeça deste (ver 'Provenance' e 'Providence' - 9X09 e 9X10). 

Tal seita era liderada por um ex-militar do exército dos EUA, chamado Josepho, que havia lutado na Guerra do Golfo (1991) e que vira esses supersoldados em ação. Para ele, os supersoldados mereciam dominar a Terra.

Obs10: Provavelmente o nome dele, Josepho, é uma referência a um historiador judeu romanizado que viveu no século I, tendo escrito importantes obras sobre a destruição de Jerusalém, que ocorreu no ano 70 d.C, e sobre a cultura judaica da época. 
Tad O'Malley se apresenta para Scully e Mulder, convencendo este último de que os seres humanos é que estão por trás da mais diabólica Conspiração da história. Mulder se deixa convencer pelo discurso e pelas provas que ele lhe mostrou, como a nave construída usando tecnologia de OVNI (ver 'Deep Throat' e 'My Struggle' - 1X02 e 10X01). 
Até mesmo um agente do FBI, Robert Comer, que havia sido enviado para investigar a seita liderada por Josepho, acabou aderindo à mesma e tentou matar William, mas foi impedido por Scully e Monica. Comer acreditava numa profecia que falava sobre William. Ela dizia que se ele e Mulder sobrevivessem, William se tornaria o Salvador da Humanidade e, assim, impediria a conquista da Terra pelos Rebeldes Sem Face/Supersoldados. 

Assim, como Mulder ainda estava vivo (pois Scully se recusou a dizer onde ele estava ou a matá-lo, tal como exigiram os membros da seita), os seguidores da seita entendiam que William precisava morrer, pois esta seria a única maneira de fazer com que ele não impedisse a conquista da Terra pelos 'Filhos de Deus'. E como o Robert Comer havia aderido à seita, ele tentou matar o William.

Os membros da seita levaram William para o meio do deserto. Com a ajuda, meio atrapalhada, dos Pistoleiros Solitários, Scully chegou ao local onde o filho se encontrava. 

No final, a nave espacial que os membros da seita haviam encontrado em Dakota do Norte acabou por matar aos integrantes da mesma e devolveu William para Scully. 

Obs11: Este episódio duplo ('Provenance'/'Providence' - 9X09 e 9X10) foi inspirado pelo capítulo 12 do 'Apocalipse'. 

Na 9a. temporada da série também vimos que há, sim, uma maneira de matar os supersoldados e que isso foi descoberto por Mulder (ver episódio 'TrustNo1', 9X06). 

Aliás, foi muito interessante a maneira como os produtores da série introduziram Mulder nesse episódio. Como o Duchovny estava fora do seriado, eles usaram um ator que, visto de longe pelo Doggett em uma pedreira abandonada, corria de maneira muito semelhante e possuía um porte físico muito parecido ao de Mulder. 

E foi Mulder que descobriu que a magnetita tem o poder de matar os supersoldados, o que ele diz para a Scully (via e-mail).

Em 'William' (9X16), vimos o reaparecimento do Jeffrey Spender, filho de Canceroso e meio-irmão de Mulder, que estava totalmente deformado em função dos inúmeros testes a que ele foi submetido por ordens do Canceroso. Este não aceitou a atitude de Jeffrey que, quando descobriu que a mãe, Cassandra, havia sido sequestrada inúmeras vezes por ordens do próprio pai, passou a ajudar Mulder. 
Sim, esta cena (do episódio 'Babylon' - 10X04) é um grande simbolismo. A cena do barco, no qual Mulder é chicoteado pelo Canceroso, lembra 'A Divina Comédia', de Dante Alighieri. E a cena da mãe segurando o filho, Shiraz, quase morto, é uma citação da Pietà.  
Obs12: Quero agradecer à duas amigas (Cássia e Simone Elena) do grupo de 'Arquivos-X' no WhatsApp que fizeram as devidas e corretas associações da cena em que o Mulder é chicoteado pelo Canceroso no barco (que é uma citação da Divina Comédia, de Dante Alighieri) e da cena em que a mãe de Shiraz, Noora, o segura no colo (citação da Pietà, de Michelangelo). 

Jeffrey se arrependeu de ter feito tudo que o Canceroso havia determinado para prejudicar Mulder e, em função disso, levou um tiro no rosto do próprio Canceroso que, depois, o submeteu a testes que o deixaram inteiramente deformado. 

Jeffrey aplicou a magnetita líquida no William. Muitos fãs da série pensam que isso teria anulado os poderes do William. Mas entendo que isso não aconteceu. A magnetita era a única coisa que matava os supersoldados criados pelos RSF. Mas o William é um tipo diferente de supersoldado, que foi criado pelo Canceroso, e não pelos RSF. E mesmo estes acreditam que William é mais poderoso do que eles próprios. 

Logo, para William, a magnetita não gera nenhum efeito negativo, muito pelo contrário, ajudaria a protegê-lo dos supersoldados, casos estes descobrissem a sua localização.  

A nova Conspiração Mitológica da 10a. temporada e as antigas Mitologias!
A data da invasão da Terra pelos alienígenas 'Rebeldes Sem Face' foi marcada em 22/12/2012 (ver 'The Truth' - 9X19 e 9X20), mas não ficamos sabendo, ainda, se ela foi tentada ou se os planos foram adiados. Será que C.Carter irá esclarecer isso na próxima temporada da série? Espero que sim.
Na décima temporada, vimos que existem várias conexões com as Mitologias anteriores, como: 

A) O fato de que o governo construiu naves com tecnologia de OVNI, algo que já era explorado anteriormente na série;

B) As pesquisas envolvendo hibridação genética, que nesta décima temporada são feita pelo Dr. Goldman, para criar uma espécie humana mais evoluída, também aconteceram nas duas Mitologias anteriores;

C) O envolvimento do Canceroso em todas as Mitologias do seriado, seja como aliado do Vírus, seja como inimigo dos RSF ou, ainda, liderando a sua própria Conspiração, como está acontecendo, agora, na 10a. temporada do seriado;

D) O fato de que havia uma guerra entre o Canceroso e os Rebeldes Sem Face se desenvolvendo na série nas sétima, oitava e nona temporadas e, agora, existe uma clara possibilidade de que, com a nova Conspiração do Canceroso, ela venha a ser reiniciada. 

A própria cena que encerrou a 10a. temporada deixou em aberto as várias possibilidades que as tramas do seriado poderão seguir daqui em diante. 

No final desta décima temporada, C.Carter deixou tantas portas abertas que, agora, ele pode escolher à vontade a sequência da história: 

A) Abduzir Scully: Se a nave espacial pertencer aos conspiradores, então a Scully é que será levada, pois ela é que descobriu uma forma de combater a conspiração liderada pelo Canceroso. Logo, não interessa deixar que ela continue livre, leve e solta, fazendo de tudo para impedir que o projeto dos Conspiradores venha a ser bem sucedido. Se pensarmos bem em como a história do episódio evoluiu, essa é a tese mais provável. Mas quando se trata de C.Carter e de 'Arquivos-X', muitas vezes o mais provável não acontece;
Na décima temporada, Mulder confronta, novamente, o Canceroso (seu pai biológico), tal como já aconteceu várias vezes na série ('One Breath' - 2X08; 'Talitha Cumi' - 3X24). 
B) Abduzir Mulder: Como vimos em 'My Struggle - Parte 2', Mulder está doente e à beira da morte. Mas se ele for levado, então provavelmente isso seria feito pelos Rebeldes Sem Face, que poderiam curá-lo e devolvê-lo para lutar contra os planos do Canceroso.

E depois de ajudar Mulder e Scully e derrotar o Canceroso, os RSF retomariam o seu projeto de Colonização (ver item D);

C) Volta de William: Caso a Scully seja levada pela nave espacial a serviço dos conspiradores, isso abriria caminho para o retorno de William, como aquele que iria liderar a Humanidade na luta contra os planos do Canceroso, confirmando a profecia de que ele iria salvar a Humanidade e que foi apresentada na série na 9a. temporada (ver 'Providence' - 9X10);

Em vários episódios desta temporada tivemos a nítida sensação de que William está vivo e de que, até, teria se comunicado com Mulder e Scully, quando os dois imaginaram como teria sido a vida deles com o filho caso o mesmo não tivesse sido dado para adoção (ver 'Founder's Mutation' - 10X05). 

Obs13: Essa tese de que William teria se comunicado com Mulder e Scully em 'Founder's Mutation' é do Jonathan, outro integrante do grupo de 'Arquivos-X' no WhatsApp. 
Na décima temporada, Chris Carter introduziu novos temas na série, como o terrorismo e a xenofobia e o racismo. Com isso, os roteiros da série ganharam um perfil mais terreno, tratando de questões importantes da atualidade, e menos voltado para o Espaço Sideral. 
William foi citado, também, em ''Home Again" (10X02), episódio no qual a Scully demonstrou sofrer muito com o fato de tê-lo dado para adoção;

D) Mulder ou Scully serem salvos: Ambos poderiam ser salvos pelos Aliens, Rebeldes Sem Face, para destruir os planos do Canceroso e, assim, poder retomar o seu Projeto de Colonização, que estava previsto para começar em 22/12/2012. Eles já fizeram isso com os planos do Vírus, aos quais destruíram e, depois, iniciaram o seu próprio projeto para dominar a Terra. Então, eles poderiam fazer o mesmo novamente. 

Alguns fãs estão dizendo que esta temporada apagou tudo o que foi mostrado na série nas nove temporadas anteriores, mas entendo que essa é uma afirmação equivocada.

Tudo o que vimos, nas nove temporadas da série, aconteceu: Vírus querendo colonizar a Terra, a existência do Sindicato, Planos de Colonização do Vírus e dos RSF, guerra entre Vírus e RSF...

A questão é que C. Carter adora promover essas reviravoltas na série, que viram as tramas de ponta cabeça e deixam os fãs ainda mais confusos e pensativos a respeito do futuro de 'Arquivos-X'. 

Não é a primeira vez que isso acontece em 'Arquivos-X'. 

Exemplo disso foi quando o Mulder ficou cético, na 5a. temporada, em função da cura do câncer da Scully com o uso do chip e de tudo aquilo que o Michael Kritschgau havia contado para ele. 
Scully testou o seu DNA e o de Sveta, comprovando que ambas possuem DNA de origem alienígena em seus organismos ('My Struggle' - Parte 1 - 10X01). Sveta foi morta pelos Conspiradores, mas Scully ainda está lutando para derrotar os planos deles para exterminar a humanidade. 

E nesta décima temporada, C.Carter usou do mesmo recurso, também com o objetivo de promover uma reviravolta no seriado. 

Mas em vez do Kritschgau, quem fez isso foi o Tad O'Malley. Mas a questão é que o O'Malley não ficou só no discurso. Ele mostrou a nave para o Mulder, por exemplo, construída com tecnologia de OVNI. E ainda tivemos o Médico, que participou da operação de resgate do ET em Roswell e que se tornou o novo informante do Mulder, confirmando, essencialmente, tudo o que o Tad O'Malley havia dito para o Mulder. 

E da mesma forma que Kritschgau se equivocou a respeito da questão alienígena, que ele considerava como sendo uma cortina de fumaça para esconder a verdade a respeito de planos e ações secretas dos militares e do governo, vejam como o Kritschgau reagiu quando viu a capacidade que o Mulder desenvolveu de ler rapidamente as mentes das pessoas e de antecipar o que iria ser mostrado na tela dos aparelhos de TV. 

Então, o mesmo pode vir a acontecer com tudo isso, ou com parte, do que Tad O'Malley falou para Mulder. 

Pode ser que parte do que ele disse para Mulder seja verdadeiro, como é a questão dos planos do Canceroso e das elites globais para promover epidemias globais a fim de exterminar a humanidade. Isso já foi confirmado sem dúvida alguma. 

Mas é possível que o restante seja falso e que a sua visão sobre a presença alienígena no planeta esteja equivocada. Ele pode ter tido acesso a uma parte da história sobre a questão alienígena, mas não ao todo. 

Além disso, Scully comprovou que Sveta e ela mesma possuem DNA alienígena (referência ao seu sequestro pelo Sindicato). Oras, comprovar isso é o mesmo que dizer que aquilo que aconteceu com Scully, na época da primeira Mitologia, foi verdade. Então, como é possível dizer que tudo o que foi mostrado na série, em 9 temporadas, perdeu o seu valor? Sem chance. 
Tad O'Malley informa a população a respeito do fato de que epidemias de inúmeras doenças estão acontecendo ao mesmo tempo ('My Struggle' - Parte 2 - 10X06). Isso acontece porque um vírus espartano foi introduzido no DNA de toda a população, sendo que o mesmo desliga o sistema imunológico do organismo das pessoas. Com isso, mesmo uma simples gripe pode se tornar fatal, levando milhões de pessoas à morte. 
Não podemos esquecer, também, que tivemos apenas três mitológicos nesta temporada (o 'Founder's Mutation' também foi ligado à Mitologia), o que é muito pouco para aprofundar e desenvolver a nova Mitologia do seriado. 

Somente para efeito de comparação, a 8a. temporada teve 9 episódios ligados à Mitologia e na 9a. temporada foram produzidos 8 episódios mitológicos. E mesmo assim sempre ficavam muitas questões em aberto ao final destas temporadas. 

Já na décima temporada foram produzidos apenas três episódios ligados à Mitologia, o que é muito pouco, com certeza. 

Portanto, entendo que o grande problema desta mini-temporada é que agora os produtores tem apenas seis episódios para esclarecer alguns mistérios e lançar outros na série. 

Antigamente, como as temporadas eram muito mais longas, C.Carter tinha mais de vinte episódios para ir esclarecendo e explicando as tramas altamente elaboradas e complexas das Mitologias da série. 
Mulder e William, juntos. Em 'Founder's Mutation' (10X05), Scully e Mulder imaginaram como teria sido a vida deles junto com o filho, que agora já é um adolescente. Será que esta foi uma maneira pela qual William se comunicou com os país, usando de seus poderes que, como vimos, se manifestaram desde quando ele ainda era um bebê. 
A cada temporada ele esclarecia alguns mistérios e criava novos, até que a Mitologia era encerrada, tal como aconteceu com a Mitologia do Vírus, que terminou em meados da 6a. temporada, nos episódios 'Two Fathers'/'One Son' (6X11 e 6X12). 

E agora ele teve apenas seis episódios para fazer isso. Mas parece que determinados 'fãs' do seriado não se deram conta disso e saíram a disparar críticas sem embasamento algum à nova temporada da série, pelo fato de que muitas questões ficaram sem respostas, o que, aliás, não é nenhuma novidade em 'Arquivos-X'. Todas as temporadas da série terminavam com inúmeras perguntas não respondidas. 

Então, qual é a razão para se fazer uma crítica tão fajuta quanto essa? 

Além disso, tudo indica que teremos uma próxima temporada de 'Arquivos-X', que deverá ser produzida, sim, pois tanto a Fox, quanto C.Carter e David Duchovny já demonstraram interesse nisso, faltando apenas a confirmação de Gillian Anderson. 

E como temos uma nova dupla de agentes na série, Miller e Einstein, mesmo que David e Gillian não queiram participar de uma temporada mais longa, com uns 12-13 episódios, essa poderá ser produzida mesmo assim, pois a nova dupla poderia vir a cobrir as e eventuais ausências deles. 

Então, a próxima temporada de 'Arquivos-X' tem tudo para estabelecer e aprofundar as conexões existentes entre a nova Conspiração e a antiga Mitologia dos Supersoldados.

'The X-Files' Forever!
Será que Scully será levada embora pelos Conspiradores? Ou então, a nave espacial que ficou sobre ela, Mulder e Miller na cena final da temporada pertence aos Rebeldes Sem Face, que travaram uma longa guerra contra o Canceroso nas temporadas anteriores e que, agora, poderão estar voltando? 
Links:

A Pietà de Michelangelo:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Piet%C3%A0_(Michelangelo)

Projeto Majestic-12:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Majestic_12

O Nazismo e a Solução Final:

http://www.ushmm.org/wlc/ptbr/article.php?ModuleId=10005151

O Japão e a unidade 731 na Segunda Guerra Mundial:

http://historiamilitaronline.com.br/2015/06/24/uma-auschwitz-na-asia-o-japao-e-sua-macabra-unidade-731/

Kolchak e os Demônios da Noite:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Kolchak:_The_Night_Stalker