domingo, 2 de abril de 2017

‘La Ciociara’: Vittorio De Sica mostra os efeitos nefastos da Segunda Guerra Mundial para as mulheres e o povo italiano! – Marcos Doniseti!

‘La Ciociara’: Vittorio De Sica mostra os efeitos nefastos da Segunda Guerra Mundial para as mulheres e o povo italiano! – Marcos Doniseti!
'La Ciociara', clássico neo-realista de Vittorio De Sica, que conquistou inúmeros prêmios (Oscar, Cannes, Globo de Ouro) e consagrou a jovem e bela atriz Sophia Loren.
Vittorio De Sica foi um dos principais diretores do Neo-Realismo italiano, sendo que vários dos filmes que dirigiu trataram de questões relacionadas às consequências da Segunda Guerra Mundial para o povo italiano. 

Ele fez isso em filmes clássicos como ‘Vítimas da Tormenta’ (1946), ‘Ladrões de Bicicleta’ (1948), ‘Milagre em Milão’ (1950), ‘Umberto D’ (1951) e, também, neste ótimo ‘Ciociara’ (produção de 1960).

‘La Ciociara’ é baseado em um livro de Alberto Moravia, consagrado escritor italiano que teve inúmeras obras de sua autoria adaptadas para o Cinema. Na época em que De Sica filmou ‘La Ciociara’ essa onda de adaptações estava no auge.

Em ‘La Ciociara’ vemos a história de uma pequena comerciante romana (a viúva Cesira, interpretada pela belíssima e talentosa Sophia Loren) e de sua filha (a adolescente Rosetta, de 13 anos), que fogem da capital italiana quando esta passa a ser cada vez mais bombardeada pelos Aliados. 

Assim, as consequências da Segunda Guerra Mundial para a vida das pessoas é o tema principal desse belo filme de Vittorio De Sica. Não vemos nenhuma cenas de batalha, pois o que interessa na obra é a maneira como a vida das pessoas comuns, os não-combatentes, é afetada pelas Guerras. 
Os bombardeios dos Aliados sobre Roma levaram Cesira a fugir para a região na qual ela nasceu (Ciociara), levando a filha (Rosetta) junto com ela, que é viúva.
Cesira é simpatizante do Fascismo e pergunta o que Mussolini irá fazer para acabar com os bombardeios promovidos pelos Aliados. Assim, ela mostra desconhecer o quanto a Itália fascista é militarmente fraca e que, sozinha, a pátria de Mussolini não possui nenhuma condição de resistir ao avanço das tropas dos EUA e da Grã-Bretanha pelo país. 

Elas vão para uma região montanhosa e isolada, localizada ao sul de Roma, passando a viver, temporariamente, em um pequeno povoado (da região de Ciociara) no qual Cesira nasceu e onde ela conhece várias pessoas. Estas acabam por dar abrigo para as duas (Cesira e Rosetta). 

Em Roma, Cesira era proprietária de um pequeno mercado, no qual vendia alimentos e, pouco antes de partir, ela chega a ter um rápido envolvimento amoroso com outro comerciante (Giovanni), que é o proprietário de uma loja de carvão e lenha. 

Obs1: Os pequenos proprietários foram um dos grupos sociais que mais forneceram apoio ao Nazi-Fascismo, mas depois que Hitler e Mussolini chegaram ao poder, eles pouco ou nada fizeram em seu benefício, preferindo receber o apoio e governar em favor dos latifundiários e dos Grandes Capitalistas. 

Cesira e Giovanni chegaram a namorar no passado, mas ela acabou se casando com outro homem, bem mais velho do que ela, com quem pôde desfrutar de uma vida melhor materialmente. Mais adiante no filme ela confessa, porém, que nunca amou o marido e que era horrível ter que dormir, todas as noites, com um homem que ela não amava. 
Em Roma, a viúva Cesira se envolve romanticamente com Giovanni, que é casado mas que sempre a amou. Mas ela preferiu se casar com outro, com quem poderia desfrutar de melhores condições de vida, mesmo sem que sentisse algo pelo mesmo.
E agora um romance entre eles é muito mais difícil, pois Giovanni é casado e tem dois filhos. Mesmo assim, quando se despede de Giovanni, na estação ferroviária, ela pede que ele cuide do seu mercado e chora. 

A viagem de trem leva as duas mulheres até um local próximo ao povoado, mas o restante do caminho é feito a pé. E nesta caminhada ela conhece um velho habitante de um povoado próximo, que anda de bicicleta, e que acaba sendo morto por um avião que os atacou. 

Elas também se encontraram com dois integrantes de uma Milícia fascista, sendo que um deles tentou atrair Rosetta, deixando Cesira indignada. Os milicianos foram brutos com as duas e ameaçaram prender ambas, mas não o fizeram. 

Quando chegam ao povoado, Cesira reconhece algumas pessoas com quem conviveu em sua infância e encontra com outras que também são refugiadas.
Nesta época, o Sul da Itália tinha sido invadido pelos Aliados (EUA e Grã-Bretanha). 

A invasão começou pela Sicília e, gradualmente, foi avançando pelo território do país. No início de Setembro, as tropas dos Aliados chegaram à Nápoles. 
Cesira chora ao se despedir de Giovanni, com quem ela desfrutou de uma noite de amor, algo que ela não tinha há muito tempo. 
Quando ocorreu a invasão do território italiano pelos Aliados, em Julho de 1943, os próprios membros do ‘Grande Conselho Fascista’ decidiram derrubar Mussolini do comando do governo e coloca-lo na prisão, o que foi determinado pelo Rei Vítor Emanuel III no dia 25 do mesmo mês. 

E o novo governo italiano, no início de Setembro de 1943, também acabou fechando um acordo e a Itália passou para o lado dos Aliados na guerra. Depois disso, em 12/09/1943, um comando liderado por Otto Skorzeny (capitão da SS) invadiu o local onde Mussolini estava preso (estação de esqui de Gran Sasso, a leste de Roma), libertou o ‘Duce’ e o levou para a Alemanha. 

Além de libertar Mussolini, Hitler também ordenou a invasão do Norte e do Centro da Itália, onde instalou a chamada ‘República de Saló’, que foi um governo fascista fantoche que, formalmente, era liderado por Mussolini. 

Na prática, tal governo fascista era controlado pelos alemães, que levaram forças militares consideráveis para o Norte da Itália, a fim de impedir que o território alemão fosse invadido por forças dos EUA e da Grã-Bretanha. Mas a criação desse regime fascista fantoche, e que tinha a participação dos segmentos mais radicais do Fascismo italiano, gerou uma brutal guerra civil no Norte da Itália e que durou de 1944 a 1945.
Durante a viagem rumo a Ciociara, Cesira enfrenta dois milicianos fascistas, que perseguem desertores e que mexeram com a sua filha (Rosetta).
Assim, somente no final de Abril de 1945 é que Mussolini acabou sendo novamente preso e, depois, morto pela Resistência e a região norte do país foi libertada do domínio nazista pelos Aliados.  

A história mostrada em ‘Ciociara’ se desenvolve em um momento no qual temos o início da invasão dos Aliados e as tropas dos EUA e da Grã-Bretanha estão avançando e conquistando territórios no Sul da Itália.

No pobre povoado sulista, Cesira e Rosetta acabam se tornando amigas de um jovem estudante esquerdista (Michele), que possui uma formação educacional e cultural mais sofisticada, sendo um típico jovem intelectualizado das cidades e nada possuindo em comum com um camponês de um pequeno povoado do interior.

Michele é filho de moradores locais e não omite de ninguém que defende ideias esquerdistas, mesmo com várias das pessoas ali sendo simpatizantes declaradas de Mussolini e do Fascismo. Por isso, Michele entra em conflito com estes moradores em várias oportunidades. 

Inclusive, Michele chega a anunciar que irá embora do povoado para poder se unir à Resistência, mas isso não irá acontecer devido à chegada de um grupo de soldados alemães em fuga. 
Em Ciociara, Cesira é bem recebida pelos moradores, que já a conheciam, e por outros refugiados que se encontravam no local. Dali, mesmo vivendo numa região montanhosa e isolada, eles se ajudavam e ainda conseguiam acompanhar a evolução da Guerra. 
 Algumas das mulheres do povoado chegam a brincar, perguntando como seria fazer amor com Mussolini, que elas dizem não ser muito atraente, mas uma das mulheres diz que não teria problema quanto a isso, sendo que para resolver o problema bastaria apagar as luzes. 

Os camponeses e refugiados de Ciociara, do alto da montanha onde residiam, conseguem acompanhar a evolução da Guerra e as mudanças que ocorrem no conflito. 

Em um primeiro momento, os dois milicianos fascistas acabaram chegando ao povoado (usando trajes civis) e informaram que Mussolini havia sido derrubado do governo e que tinha sido preso, fazendo com que Michele ficasse bastante feliz com as notícias. Percebendo o fato, um dos milicianos ameaçou matar Michele, mas não o fez. 

Obs2: Nota-se, na postura e discurso dos milicianos fascistas, que eles eram bem mais radicais e extremistas do que os próprios camponeses que admiravam Mussolini. Esses fascistas radicais queriam que os grupos sociais conservadores (Igreja Católica, Latifundiários, Rei, Burguesia, Exército), com os quais Mussolini se aliou para poder ascender ao poder e governar, fossem afastados do governo. Os chamados ‘Camisas Negras’ fascistas radicais queriam governar de forma solitária, sem que fosse necessário se aliar a outros grupos políticos e sociais, pois não queriam dividir o poder com os mesmos para governar a Itália. 
Filho de moradores da região de Ciociara, Michele (interpretado por Jean-Paul Belmondo) se apaixona por Cesira, mas esta resiste a ter algum envolvimento amoroso com o mesmo. 
Obs3: No livro ‘A Anatomia do Fascismo’, o historiador Robert O. Paxton explica de que maneira Hitler e Mussolini se aliaram aos setores conservadores de seus respectivos países e governaram em aliança com os mesmos. As Burguesias alemã e italiana, por exemplo, foram muito beneficiadas com a destruição do movimento sindical e dos partidos de Esquerda (Socialistas e Comunistas), bem como com a militarização de seus países. Isso implicou em gigantescos gastos com a produção de armamentos, que aumentaram fortemente os lucros das indústrias bélicas que os capitalistas controlavam. Alguns fascistas e nazistas mais radicais não aceitavam tais acordos e alianças, mas acabaram sendo reprimidos e isolados pelos próprios líderes de seus movimentos (Hitler e Mussolini é claro). Assim, os líderes das tropas de assalto nazistas (SA) foram brutalmente assassinados por ordens do próprio Hitler, pois as SA desejavam substituir o Exército como a principal força militar alemã. Quando massacrou as lideranças das SA, em 30/06/1934, Hitler demonstrou que não iria permitir isso. E o Exército lhe foi grato por isso. Em um trecho do seu livro, Paxton escreveu o seguinte: “O fato de Hitler e Mussolini terem chegado ao poder em aliança com as poderosas elites tradicionais não pode ser visto como uma peculiaridade da história alemã ou italiana. É difícil de acreditar que os partidos fascistas pudessem ter subido ao poder de alguma outra forma” (A Anatomia do Fascismo, Robert O. Paxton, Editora Paz e Terra, página 193). 

Posteriormente, apareceram no povoado dois soldados ingleses, que pedem água e alimento, mas os moradores locais não querem ajuda-los, pois dizem temer por eventuais punições que poderiam vir a ser aplicadas pelos alemães. Além disso, eles são simpatizantes de Mussolini. 
Cesira tenta ajudar a filha, Rosetta, que está em choque após ser violentada por soldados marroquinos. 
Somente Cesira, Rosetta e Michele é que se propõe a ajudar aos ingleses, sendo que o jovem esquerdista irá guia-los pelas montanhas, ajudando-os de forma inteiramente voluntária. Afinal, eles estão lutando contra os mesmos inimigos, os nazi-fascistas. 

Michele sente uma forte atração por Cesira e diz que a ama, mas ela não quer envolvimento com ninguém neste momento. Porém, pouco tempo depois, eles acabam se beijando. 

Mesmo isolados, os camponeses e refugiados de Ciociara vão acabar percebendo, no entanto, que os alemães estão sendo derrotados pelos Aliados quando um grupo de seis soldados germânicos aparece no local, visivelmente abatidos e cansados, e exigem que os camponeses lhes forneçam água e alimentos. Os soldados alemães também exigem que um dos moradores ajude na sua fuga e eles acabam levando 
Michele com eles, para servir de guia. 

Nota-se a diferença entre os soldados ingleses, que pedem por ajuda de forma civilizada, e os alemães, que fazem ameaças aos moradores do povoado para que os mesmos os ajudem.
Cesira chorando na estrada é uma cena clássica do filme de Vittorio De Sica. Sophia Loren tem um desempenho brilhante, que a levou a conquistar vários prêmios internacionais, incluindo o Oscar de Melhor Atriz. 
Não muito tempo depois, quando Nápoles acaba sendo conquistada pelos Aliados vemos soldados dos EUA em seus jipes e blindados transitando pelo local e sendo recebidos como libertadores pelos moradores e refugiados, que são os mesmos que se recusaram a ajudar os soldados ingleses. Quando estes apareceram, aquela região ainda estava sob o domínio nazi-fascista e a chegada das tropas dos EUA mostrava que isso não acontecia mais. 

Afinal, sempre é bom ficar do lado dos vitoriosos, não é mesmo? 

Com isso, os refugiados que estavam em Ciociara decidem ir embora, voltando para as suas cidades e regiões de origem. Cesira e Rosetta, no entanto, são as únicas que irão tomar o destino de Roma e, com isso, elas acabam saindo do local sem a companhia de ninguém. 

No caminho, as duas acabam se abrigando em uma igreja quase que inteiramente destruída, onde são atacadas e estupradas por um grupo de soldados marroquinos. 

Depois disso, a tímida Rosetta, que sempre havia sido tão apegada e obediente à mãe, muda radicalmente de comportamento, afastando-se de Cesira e adotando uma postura liberal em relação aos homens adultos que demonstram interesse por ela. 

Ela chega a sair com um deles (o motorista Florindo), à noite, sem avisar Cesira. 
Cesira e a filha entram em conflito em função do comportamento rebelde da filha após ter sido violentada pelos soldados marroquinos. 
É evidente que Rosetta culpa a mãe, Cesira, pelo que lhe aconteceu, pois a mesma não conseguiu protege-la dos agressores. 

De certa maneira, este é o tema do filme, ou seja, a incapacidade de uma mãe de proteger os filhos em um momento de guerra e de violência sem controle, mostrando a sua marca pacifista e antibelicista. E é claro que livro e filme também possuem um caráter claramente antifascista. 

Afinal, foram Hitler e Mussolini que iniciaram a Segunda Guerra Mundial, que tanta destruição e sofrimento provocaram para milhões de pessoas, no mundo inteiro, incluindo a Itália, é claro. 

Rosetta somente mudará de postura mais adiante, depois que a mãe lhe disse que Michele havia sido assassinado pelos alemães. 

As duas mulheres choram, sozinhas. 

Fim.
No fim, Mãe e Filha voltam a ficar juntas. 

Informações Adicionais:


Título: Ciociara (Duas Mulheres);
Diretor: Vittorio De Sica;
Roteiro: Cesare Zavattini; Baseado no livro de Alberto Moravia;
Ano de Produção: 1960; País de Produção: Itália;
Duração: 97 minutos; Gênero: Drama;
Música: Armando Trovajoli;
Fotografia: Gábor Pogány;
Elenco: Sophia Loren (Cesira); Ralf Vallone (Giovanni); Jean-Paul Belmondo (Michele); Eleonora Brown (Rosetta); Renato Salvatori (Florindo, o motorista).
Prêmios: Oscar de Melhor Atriz para Sophia Loren em 1962.
BAFTA de Melhor Atriz (em filme estrangeiro) para Sophia Loren em 1962. 
Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro de 1962. 
Melhor Atriz para Sophia Loren no Festival de Cannes em 1961. 

Vídeo - Trechos do Filme:

Nenhum comentário: